29 de abr de 2011

Rússia afirma: Apophis irá se chocar contra a Terra

Apophis chegando na Terra em 2036, apophis 2013, Apophis 2029


Maiores informações sobre a ação do Apophis no auge dos eventos proféticos do Apocalipse podem ser lidas no livro A Bíblia no 3º Milênio, que interpreta todos os versículos do Apocalipse, as principais profecias de Daniel, Sermão Profético, Ezequiel e demais profetas do Velho Testamento além das profecias de Nostradamus e colocam o Apophis como o elemento catalizador do chamado dia do juízo final. O link com o resumo dos 27 capítulos em 650 páginas e que indica como realizar a compra do livro, em promoção de 01 a 07 de setembro por 49,33 reais está aqui:

http://www.clubedeautores.com.br/book/149168--A_Biblia_no_3_Milenio


Estaria a NASA ocultando informações do grande público? Talvez, mas o que vimos nesse inicio de 2011 é um claro posicionamento dos astrônomos russos, apoiados pelos astrônomos da Europa, que colocam o Apophis como uma ameaça muito maior do que a citada pela NASA em recentes discursos, onde a agência americana coloca a possibilidade de choque do asteróide com a Terra em 2036 sendo 1 pra 250 mil.

Quando foi descoberto, em junho de 2004, a NASA chegou a afirmar que a possibilidade de um choque pra 2029 seria de 3%, depois surgiu o discurso de que, caso passasse em uma pequena fenda (keyhole, buraco de fechadura) quando da passagem em 2029, a chance de queda em 2036 seria certa, mas logo trataram de dizer que a possibilidade de entrada nesse keyhole era remota, primeiro em 1 em 45 mil e mais recentemente 1 em 250 mil.

No entanto os russos mostraram pensamento "um pouco divergente", pois sustentam que a passagem que ocorrerá próxima a Terra em 2029 (dez vezes mais perto do que a distância da Terra a Lua) já é garantia de que o asteróide ficará em ressonância gravitacional com a Terra devido ao seu tamanho (quase 400 metros) e peso (milhões de toneladas) e certamente cairá em 2036.

Prova da preocupação dos russos foi o recente discurso, feito em janeiro de 2011 pelo professor da universidade de São Petersburgo (antiga Leningrado) Leonid Sokolov à Tv russa, relatando que cientistas e astrônomos russos recalcularam a trajetória do asteróide e tem como certa sua colisão em 2036. Essa preocupação é partilhada com as agencias européias, tanto que em 7 de julho de 2011 cientistas e astrônomos de Rússia e União Européia pretendem lançar um projeto conjunto, em reunião que será realizada nesse dia. O projeto russo/europeu visa criar uma defesa global e estudo de tecnologias que possibilitem proteger a Terra da ameaça de colisão com o asteróide, pois a estimativa é que um choque do Apophis com a Terra seria o equivalente ao impacto de 70 mil bombas de Hiroshima.

Se caísse em qualquer continente causaria desastre completo no continente e caso caísse na água (opção mais provável segundo estudo do cientista Neil de Grasse Tyson) geraria dois paredões de água indo em direção oposta, que poderiam chegar a 1 kilometro de altura do ponto de impacto.

Asteroide Apophis em 2036, bola de fogo atmosfera terrestre

Sokolov, juntamente com o presidente da Agência Espacial Russa (Roscosmos), Anatoly Perminov desejam comparecer na reunião de julho. Bem, era isso que o senhor Perminov imaginava em fevereiro de 2011, inclusive ele próprio seguindo o exemplo de seu colega Sokolov, andou falando numa rádio russa que teve acesso a estudos “não oficiais” de cientistas russos que mostravam categoricamente que o impacto em 2036 é certo e que foram confirmados por ele como válidos. No entanto, no inicio de abril de 2011 , foi cogitada a demissão de Perminov da chefia da Agência Espacial Russa antes mesmo de efetuar a reunião com as agências européias. O motivo seria a “idade avançada” (65 anos), segundo o vice primeiro ministro Serguei Ivanov ao falar que esse seria o motivo para o afastamento em breve do presidente da Agência Espacial Russa ("coincidentemente" logo após ele revelar essas notícias bombásticas sobre o Apophis).

O local de encontro da reunião do dia 7 de julho seria “alinhavado” por Perminov durante as comemorações realizadas ao longo de alguns dias na Rússia pelos 50 anos do vôo espacial de Yuri Gagarin, onde vários cientistas e astrônomos europeus confirmaram presença para os festejos de 12 de abril.

Entre os projetos de Perminov, que estaria vivendo seus últimos dias no cargo de presidente da Roscosmos, estaria a criação até 2015 de uma nave com motor de propulsão nuclear, com o suposto objetivo de realizar uma viagem a Marte. Apesar da alta cúpula russa aparentemente desejar a “cabeça” de Perminov, na Europa ele está bem conceituado: ele foi reconhecido cavaleiro da Ordem da Legião de Honor francesa pela sua contribuição no desenvolvimento da cooperação russo-francesa na área cósmica, em particular na criação, do cosmódromo de Kourou, na Guyana Francesa e recebeu a poucos dias, no final de abril, a honraria na residência do embaixador francês em Moscou.

Anatoly Perminov, roscosmos, escudo contra o apophis
Exatamente hoje, 29 de abril, aproveitando que os olhos do mundo estão todos no casamento real inglês, o presidente Putin sacramentou a demissão de Perminov (na foto) e colocou em seu lugar o vice ministro russo da Defesa, Vladimir Popovkine.
Vamos aguardar pra ver se com um novo presidente na Roscosmos, o encontro com os europeus irá sair ou se ficará “esquecido”....veremos


Mais textos sobre o Apophis:  AQUI 




Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036

45 comentários:

Charles disse...

Este asteróide seria o que passará próximo a Terra ainda este ano ?

http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2011/05/05/asteroide-gigante-passara-proximo-a-terra-em-novembro-diz-nasa/

José Alencastro disse...

Charles, o asteroide que passará em novembro de 2011 é conhecido como "2005YU55", esta catalogado deste forma, enquanto o Apophis esta catalogado como "2004MN4", portanto o asteroide que passará em novembro nao é o Apophis, que passará visivel da Terra em janeiro de 2013.

José Alencastro disse...

Apenas complementando: o asteroide que pasará em novembro de 2011 passará "raspando" a uma distancia de aproximadamente 320 mil kilometros, já o Apophis em 2029 passará a 36 mil kilometros de distancia e em 2036 mais perto ainda (um dos motivos que fizeram os russos alegar que tamanha proximidade inevitavelmente atrairia o Apophis para a atmosfera terrestre)

jelsin disse...

mais não teria como desviar ele um poco mais longe da terra ??

Anônimo disse...

A NASA faz alerta para que funcionários e familiares se preparem para situação de emergência.

Oque realmente está acontecendo?

Afinal, estamos com 3 acontecimentos gigantescos agora. 1-vulcões em
erupções intermináveis. 2-Cometa que vai passar entre a terra e a lua,
junto com ele uma chuva de pedrinhas preoculpantes. 3- polo magnético da
terra mudando de posição.


Fonte: http://www.nasa.gov/centers/hq/emergency/personalPreparedness/index.html

José Alencastro disse...

Jelsin, atualmente nao existe tecnologia pra desviar o asteroide, justamente por isso Rússia e agencias europeias, além de India e China tem interesse em desenvolverum programa pra quem sabe criar essa tecnologia, visto que no mapa da possivel trajetoria de queda doApophis, ou ele cai nas aguas do pacífico ou sobre a Russia, o que causaria danos muito sérios tambem para a China. A Nasa esta com menos recursos do que os anos anteriores para investimento em tecnologia.

José Alencastro disse...

O Apocalipse fala claramente em chuvas de pedra pesando 40 kilos (medida em talentos), mas fiquem tranquilos que o auge nao é nem em 2011, nem em 2012, nem em 2013. O responsavel pelas grandes mudanças na Terra será o Apophis e nao o Elenin. Os eventos dos proximos meses e anos nao serao nem sombra do que vai acontecer em 2036, como diz nas escrituras "um terremoto como nunca antes ocorreu e como nunca mais ocorrerá"

Anônimo disse...

Na Rússia, a terra choca contra o asteroide

Bala disse...

Eu estou muito tranquilo...
Já temos tecnologia e capacidade técnica de sobra para desviar a trajetória desse asteróide. Uma explosão nuclear ao lado do asteróide desviaria o curso dele. Os cientistas já conseguiram fazer satélites se aproximarem de comentas e asteróides. Isso é barbada...

Anônimo disse...

esse pessoal é foda, tudo acha que é teoria da conspiração..porra!
Fico muito puto com isso.
Gente eh questão de logica, se eu digo SE por acaso a NASA ou a russia realmente tivesse informação sobre um asteroide fodido vindo bater na terra, nao seria obvio uma movimentação em massa dessas forças para tentar fazer algo a respeito? ou vcs axam q eles tão tentando esconder do povo algo tao absurdo assim, e detalhe essas historias só aparecem na internet...que coisa não?
ninguem se preocupa em assistir um jornal nem que seja o jornal nacional mesmo e ver se tem alguma noticia sobre isso? ou ate mesmo assiste discovery chanel ou national geografic, onde tem verdadeiros estudiosos e pessoas com recursos para investigar essas historias a fundo..e nao um blog ou noticia que surgiu na internet ou por corrente de email!
soh vou lembrar vcs do ano 2000...o ano que todos juravam ser o ano zero que o mundo acabaria, e o inicio da internet ja pregava isto tambem..ou seja neh...para e veja realmente os fatos!

Anônimo disse...

Tâmo Fodido.

José Alencastro disse...

Claro que eles estao fazendo algo a respeito meu caro anonimo, o que eles nao querem é que isso seja divulgado, afinal nao querem panico entre os moradores de Malibu (possivel local de queda) ou nos russos, onde o asteroide pode (e segundo eles vai cair). Procure e pesquise nos meios jornalisticos mundiais em ingles e voce vai encontrar tudo isso que eu falei aqui, so nao espere o JN alardeando uma possibilidade dessas enquanto for possivel para os governos do mundo manter o evento em sigilo.

Nenezão Alta Floresta disse...

O Apocalipse fala claramente em chuvas de pedra pesando 40 kilos (medida em talentos), mas fiquem tranquilos que o auge nao é nem em 2011, nem em 2012, nem em 2013. O responsavel pelas grandes mudanças na Terra será o Apophis e nao o Elenin. Os eventos dos proximos meses e anos nao serao nem sombra do que vai acontecer em 2036, como diz nas escrituras "um terremoto como nunca antes ocorreu e como nunca mais ocorrerá"

Anônimo disse...

caro jose alencastro.
ai sim, estamos nos entendendo é possivel que algo possa acontecer e eles estejam tentando fazer com que nao haja panico.
mas pegue os fatos, primeiro esse asteroide ia se chocar com a terra em 2012 depois 2026 e agora 2039 ou sei la quando, e sim eu ja li em varios locais o que acontece é que em 2039 ele vai passar proximo da terra e existe a chance dele passar por um local onde a força gravitacional de terra o empurre um pouco de sua orbita, fazendo assim com que na sua proxima orbita atinja a terra...ou seja existe uma possibilidade pequena de ele passar por este local e se passar vai ter mais nao sei quantos anos pro povo se preparar e tentar axar que o pare ou desvie.

Anônimo disse...

Corram para as colinas!!!!

José Alencastro disse...

Anonimo, como diria Jack Bauer : “vamos por partes”. Primeiramente, o asteroide Apophis não passará pela Terra nem em 2012, nem em 2026 e nem em 2039, ele passará em janeiro de 2013 a uma distancia consideraval porem visível para os astrônomos e passará 2 vezes muito próximo, em 2029 e 2036. A distancia da Terra a Lua é de 40 mil kilometros, algo em torno de 1.2 U.A (unidades astronômicas), pois bem o tal cometa Elenin vai passar a 0,5 U.A (mais perto do que a distancia da Lua) enquanto que o Apophis em 2029 passará a 0,1 U.A. , abaixo dos satélites geocentricos , será visível a olho nu pela população mundial. É aqui que começa a diferença entre os cientistas da NASA e da Roscosmos. O discurso da NASA diz que o Apophis so cai em 2036 se entrar na zona de ressonância gravitacional, conhecida como keyhole (buraco de fechadura) com tamanho aproximado de 1 kilometro e que as chances de entrar nessa zona são mínimas. Já o recém demitido presidente da Roscosmos e seus colegas cientistas, afirmam que so o fato do Apophis chegar tão perto em 2029 já garante que ficará em ressonância com a Terra e o argumento deles é simples: se todo o ano caem satélites lançados pelo homem, um asteróide milhões de vezes mais pesado e que vai passar voando mais baixo não cairia? É física elementar, em 2029 o Apophis vai entrar em ressonância com a Terra e vai ficar com sua orbita ligada a Terra sendo cada vez mais atraído gravitacionalmente até que caia, salvo se até La os cientistas do mundo descobrirem uma maneira de evitar a queda, tecnologia que vale ressaltar não temos ainda. É isso aí, quem quiser pesquisar mais fique a vontade e tire suas próprias conclusões.

ana paula disse...

olá adorei seu blog,gostaria de aprofundar-me mais sobre tudo, sinto que muita coisa deve mudar, senti-me estranha ao ler tudo,ultimamente sinto como se escutasse uma voz interior falando comigo, como se melembrasse de coisas,eu não sei mas ja há algum tempo sinto que tenho que fazer algo e estou ha essa procura, quando era pequena tive um sonho andava por uma estrada ela terminava em uma casa de madeira dentro da casa tinha uma enorme cadeira e nela havia um homem sentado ele chamava por mim eu me sentava em seu colo e ele me dizia que tudo iria ficar bem, que sempre estaria comigo,sempre penso neste sonho, muitas vezes penso nele, bom gostaria talves que me endicasse um estudo aprofundado sobre tudo o que vc fala, é mt bom.

José Alencastro disse...

Claro Ana Paula, manda um email de contato pra mim que eu entro em contato contigo.

Cintia disse...

Olá José!
Tenho várias dúvidas. Existe a possibilidade do asteroide se chocar com a terra?
O asteroide não vai somente passar bem próximo da terra com a finalidade de atrair os exilados?
Se ele se chocar quem vai sobreviver?
Segundo um vídeo da discovery que simula a queda do asteroide, caso ele se choque realmente seria o fim da vida no planeta terra...e assim, aqueles que reencarnaram com o propósito de ajudar na regeneração da terra também sofreriam o desastre?

José Alencastro disse...

Olá Cintia. Existe sim a possibilidade do asteróide cair, inclusive como forma de coibir um conflito atômico global, pois “curiosamente” na trajetória de possíveis pontos de queda estão pontos muito próximos aos Estados unidos no oceano e pontos dentro do território russo, muito próximo da China. Caso esses países iniciem uma guerra atômica eu acredito que o asteróide poderá cair sim no território russo, fazendo eclodir ao mesmo tempo um grande terremoto na falha de San Andreas, anulando por completo o poderio bélico dessas três nações. A função primordial do Apophis é atrair a egregora criada pelos dragões a centenas de milhares de anos conhecida como Sol Negro e exatamente essa egregora, imantada na contrapartida astral do asteróide é que atrairá os futuros exilados, devido a sintonia que esses espíritos estabeleceram e mantem com essa egregora a varias encarnações, são os espíritos materialistas, apegados ao desejo de poder, fama, com a sexualidade desregrada e sem o desejo sincero de investir na reforma moral de atitudes . Os eventos que ocorrerão na janela entre as duas passagens próximas do asteróide (2029-2036) deverão reduzir a população de encarnados pela metade, a população cairá de 8 bilhoes para 4 bilhoes ao final do ano de 2036. O asteróide Apophis não tem tamanho suficiente pra destruir o planeta, seu tamanho é aproximadamente o do Maracanã (estádio de futebol) entorno de 400 metros, a nível de comparação o asteróide que acabou com os dinossauros tinha 15 mil metros (quase 40 vezes maior que o Apophis). Todos que estiverem encarnados e desencarnados sofrerão de alguma forma com os eventos, os encarnados que não forem afetados diretamente poderão sentir a perda de uma familiar, amigo ou ver a destruiçao de localidades que viveram ou que tem ligação , os desencarnados da mesma forma, pois mesmo os que não forem exilados sentirão pesar pelos amigos ou entes queridos que porventura sejam exilados. É preciso a compreensao de que vivemos num mundo expiatório, de quinta categoria, que a recém se prepara para adentrar a era de regeneração, se por um lado 2 terços dos espíritos encarnados e desencarnados será exilado, o um terço que ficar não é muito melhor e terá de trabalhar muito pela reconstrução física, moral e social do planeta. Do um terço que ficar se tivermos 1% de espíritos missionários ou de moral realmente elevada, já será muito, estes são raridade inclusive nas crianças que começaram a nascer após o ano 2000. Está na hora de nos espíritas e espiritualistas enxergarmos sem utopias a realidade da humanidade e a nossa própria realidade moral, sem ilusões de ascensões miraculosas para quarta ou quinta dimensão ou que por termos algum conhecimento espiritual seriamos seres eleitos, pois somos meros trabalhadores da ultima hora e viemos pra trabalhar duro no terreno árido da Terra em processo exilatorio , quem esperar colher louros e glórias ou uma Terra Regenerada em menos de 30 anos está totalmente iludido, como já dizia o Mestre Jesus: “Aquele que se elevar (buscar fama, glória para si mesmo) será rebaixado (exilado, para uma condiçao que seja compelido a abandonar o desejo de elevação material )”(Lucas 14:1-11) ou “aquele que quiser tornar-se o maior, seja vosso servo; - e, aquele que quiser ser o primeiro entre vós seja vosso escravo; - do mesmo modo que o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenção de muitos."(Mateus 20:20-28) dessa forma Jesus deixa claro que a verdadeira glória é a espiritual e não a material (das honrarias, da fama social, do poder material) e que essa gloria espiritual so é alcançada quando o homem busca servir ao seu proximo, no sentido verdadeiro da fraternidade e zelo . Cabe aos trabalhadores da ultima hora utilizar o talento, o dom, o conhecimento exatamente com esse proposito, de servir, auxiliar e ajudar, buscando a reforma moral interior e sem jamais desejar fama, gloria ou honrarias.

BELcrei disse...

Link inserido com sucesso no:

http://linkandovoce.blogspot.com/

Bom fim de semana.

:-)

Anônimo disse...

O Senhor Jesus disse: não passara esta geração, sem, que essas coisas aconteça .Até 2018 as 70 semana de Daniel.

José Alencastro disse...

As 70 semanas de Daniel sao na verdade periodos (nao confundir shavua com shavuim) e elas nao começam a ser contadas em 1948 mas sim em 1967, pois o povo judeu so obteve controle sobre toda Jerusalem (oriental , cidade velha) em 1967, territorio que nao estava sob dominio judeu em 1948. Dessa forma a restauraçao de Jerusalem so ocorreu em 1967 e ao contarmos a partir dai 70 periodos de um ano (Daniel 9:2)chegaremos em 2036.

José Alencastro disse...

Profecias dos 70 periodos de Daniel: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2010/10/profecia-dos-70-periodos-e-seu-fim-em.html

Antonio disse...

José, as coisas que vc diz, escreve, me animam a acreditar que talvaz não seja o "fim" em 2012, como a maioria dos sites sobre o assunto dizem...

TOMARA que vc esteja certo! Mas não sei... Coisas estranhas estão acontecendo... O Irã, por exemplo, insiste em um programa nuclear secreto, muito provavelmente querendo material para bomba... Israel não vai aceitar, pode atacar a qualquer momento... E as consequências seriam terríveis, obviamente! Sem falarmos que dizem, mesmo economistas, que a economia norte-americana pode "quebrar" a qualquer momento e que isso seria catastrófico para todas as economias do mundo, entre outras coisas.

Será que nada grave vai acontecer no mundo até 2030 ou um pouco mais???????

José Alencastro disse...

A cada ano eventos mais graves estao ocorrendo Antonio. As economias mundiais, sobretudo a americana e europeia enxergam o real estado da sua condiçao financeira, a natureza da a cada dia sinais mais claros com vulcanismo e tsunamis graves e com uma quantidade cada vez maior nos utlimos anos. Tudo isso é um processo que tende a se acenturar gradativamente nos proximos anos, mas ainda nao será o auge e muito menos o inicio de um mundo de luz em 2012, até 2036 muitas tragedias infelizmente ainda ocorrerão para que entao venha o grande auge da mudança, o evento, o dia que demarcará a morte da velha Terra e o nascimento, apos as dores do parto da nova Terra. Poucas pessoas entre mediuns e profetas viram realmente o que ocorrerá e muitos que viram preferem esconder do grande publico, pois esse grande dia da mudança é algo muito maior do que temos visto nos ultimos anos ou do que veremos nos proximos anos, mas infelizmente é a colheita necessaria de tudo aquilo que a humanidade plantou nos ultimos 2 mil anos ao se recusar a praticar o codigo moral trazido pelo proprio governador da Terra quando encarnou na Galiléia.

Antonio disse...

Obrigado pela resposta, José.

carlino disse...

acho seu blogge,muito interesante mas ja passoau na sua cabeça a soma deste numeros 2+0+3+6 ou seja 2036=11

dissem que o numero 11 e o numero de nova heras e revoluçoes

Tiago AD disse...

caro Jose Alencastro.
pode haver a hipótese de o asteroide Apophis ser desviado pela ressonância gravitacional da terra em 2036 e por esse motivo ser desviado sua trajetória fazendo assim se chocar com outros planetas da nossa constelação ou de outras?

José Alencastro disse...

Acredito que isso seja improvável Tiago, a possibilidade é que até 2036 existe tecnologia pra tentar desviar o asteroide de uma possivel rota de colisão com a Terra, tecnologia que atualmente nao dispomos. De qualquer forma, novas análises serão feitas no inicio de 2013, quando o Apophis poderá ser melhor observado pelos astronomos, então será possível saber um pouco mais sobre sua trajetoria futura e sobre a sua proprioa constituição física.

Esriel disse...

A divisão Cientifica da NASA falou sobre este assunto do Apophis, e programou junto ao governo dos Estados Unidos a construir um tipo de espelho magnetico que iria dezimar esse cometa antes de chegar a Terra. Pelo incrivel que pareça a China irá em 2015 construir uma instalação inter-estrelar para estudos do espaço e olha os movimentos do Apophis.

Já a divisão aqui da América do Sul com sua instalação subterranea construida em 2003 Brasil , Argentina e Chile estão também no assunto relatando esplosões nucleares que desvie o cometa.

José Alencastro disse...

Olá Esriel, não sei onde você leu sobre isso (em relação a NASA), mas nas mais recentes noticias, inclusive noticiadas em veículos de grande comunicação, o alto comando da NASA afirmou com todas as letras que não tem tecnologia pra destruir e nem desviar o asteroide Apophis. Mas uma coisa é certa: a preocupação da China e das agencias européias sobre o assunto mostram que a possibilidade de impacto não é tão improvável assim

Esriel disse...

Você está correto o Cientista da Fundação B612 explicou que para desviar esse asteroide ao um buraco de fechadura poderia trazer serias complicações a Terra e que não teríamos tecnologia suficiente para desviar a orbita do Apophis. E que a queda de um asteroide com tamanho do Apophis mataria milhões de pessoas observou a divisão cientifica da NASA.

Mesmo com Armas nucleares? Não é possível nem destruí-lo ou desvia-lo José ??

José Alencastro disse...

A idéia é justamente criar até 2036 uma tecnologia que permita desviar a trajetoria do Apophis, novos estudos sobre a orbita dele serão feitos no inicio de 2013, quando ele poderá ser melhor observado da Terra envolvendo Europa e Estados Unidos com a intenção de refinar a trajetória dele. Um texto feito por um dos executivos que trabalha junto a agencia europeia esclarece a questao:

Muitos especialistas concordam que é melhor desviar um asteróide do que destruí-lo. O ideal seria fixar uma vela solar com motor de plasma sobre um asteróide em algum lugar das profundezas do espaço. Com um toque suave do asteróide, os cientistas poderiam controlar o risco de colisão.

"Para mim isso é exótico demais", pondera Axel Deich, diretor executivo da empresa Orlikon Space, fornecedora da Agência Espacial Europeia (AEE).

"As velas solares evoluíram", reconhece. "Em princípio, estão disponíveis, mas acho que seria muito complicado controlar um asteróide com só um tipo de tecnologia."

Déficite tecnológico Afora as complexidades para instalar uma vela em um asteróide em rotação, teríamos de levá-la até o espaço. A geração atual de naves espaciais não tem capacidade de transporte até uma distância inferior a um km quadrado.

"Por enquanto, não temos um instrumento apropriado para levar grandes quantidades de material para fora do campo gravitacional da Terra e isso é realmente necessário", afirma Leya.

"A questão mais relevante é a coordenação", na opinião de Deich. "Temos de saber se dispomos de dez anos, 15 ou de apenas dez meses."

"Com dez ou 15 anos para lidar com o problema, os engenheiros poderiam desenvolver veículos capazes de transportar esse tipo de carga até o espaço exterior. Se a maioria dos componentes já estivesse preparada, levaria ainda uns dez anos para preparar e lançar uma missão", calcula Deich.

"Para uma missão desse tipo, temos que habilitar e testar a ecnologia. Pode levar entre seis e dez anos", estima.

Quando a Agência Espacial Européia desenvolveu a Ariane 5 como veículo de lançamento, utilizou a parte mais complicada, o motor, da Ariane 4. Mesmo assim, o desenvolvimento levou quatro anos.

"A única tecnologia disponível é a dos mísseis balísticos", comenta Deich à swissinfo.

"Creio que se o asteróide se aproximasse muito de nosso planeta, então só a tecnologia nuclear poderia ser a mais adequada."

O problema é que nenhuma bomba atomica ou de hidrogenio foi testada em um alvo em movimento e ainda mais fora da estratosfera, o risco que algo desse errado e que a propria bomba caísse na Terra seria um risco muito grande

Esriel disse...

José eu estava lendo outros site e percebi uma noticia num site que a NASA escondeu um segredo de uma Nuvem de Energia se aproxima do Sistema Solar. E que essa nuvem pode destruir a vida na Terra. Isso é verdade ?? Mentira ? Agora Se o Apophis Colidir a Terra a NASA e as outras divisões cientificas vão abrir o olho para criar tecnologias que impessam que asteroides com esse caiam sobre a terra.

José Alencastro disse...

Esriel, se a NASA tivesse escondido tal noticia, nenhum astronomo ligado a NASA teria divulgado esse noticia. Entretanto a tal nuvem de energia existe sim e foi vastamente divulgada por astronomos ligados a NASA, a questão é pesquisar boas fontes e não sites esquisotéricos. Fiz um post a alguns meses sobre esse tema, pode ser visto aqui com as devidas fontes: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2012/03/cinturao-de-fotons-e-portais.html

Eu acredito que tanto a NASA como as agencias europeia, chinesa e russa já estão com os olhos bem abertos, quase esbugalhados eu diria, caso contrário não estariam planejando alguma tecnologia pra combater o Apophis com quase 25 anos de antecedencia como estão fazendo já nos dias de hoje.

O grande problema pra NASA não é nem a questão da queda do asteroide, que por si só já é uma tremenda dor de cabeça (já que provavelmente deve cair na região costeira de Malibu), o problema é que a queda causará um impacto tão grande na placa tectonica abaixo do solo americano que pode desencadear outros dois mega eventos: um mega terremoto na falha de San Andreas e/ou uma mega erupçao em yellowstone. Um desses eventos somado a queda do Apophis já seria mais do que suficiente pra cumprir as profecias do sermão profetico que falam em metade da humanidade desencarnando durante o apice da grande tribulação e isso não é terrorismo, é um alerta que já foi dado a quase dois mil anos por um cara chamado Jesus Cristo, a boa noticia é que temos mais de 2 décadas pra nos prepararmos.

André Carreri disse...

E PARA NÓS AQUI NO BRASIL, O QUE VAI ACONTECER?

José Alencastro disse...

Olá André, procura na caixa de busca do blog (logo abaixo do contador, que está na coluna direita do blog) por "transição planetária brasil" que você encontrará alguns textos do blog sobre o tema ou então clica direto na foto "a profecia 24 de abril de 2036" também logo abaixo do contador e você tambem achará textos aqui do blog a esse respeito.

Leonardo disse...

Amigo José Alencastro, cabe uma pequena correção às suas palavras. Seguinte: se o homem construiu um foguete que pode lançar uma carga de 45 toneladas em direção à Lua - na década de 60 do século passado o foguete americano Saturno V e, atualmente, o russo Proton tem essa capacidade de carga - e uma bomba russa que foi detonada um protótipo em 1962 pode ter até 200 megatons de potência pesa na casa de 30 toneladas,teoricamente não é impossível termos um meio de desviar o Apophis da Terra e a distância segura.

José Alencastro disse...

Leonardo, levar uma bomba pra fora do espaço é uma coisa, já acertar um alvo tão pequeno (300-350 metros)numa velocidade absurda de aproximação são outros 500.... Além disso, é preciso lembrar que ja ocorreram diversos problemas no lançamento de foguetes pra fora do espaço, imagina por exemplo lançar uma bomba H e, por azar, o lançamento nao dar certo.

Existem uma serie de variaveis e ideias, desde uma sonda pra ir afastando o asteroide aos poucos ate mesmo um escudo anti-NEOS, o problema é que infelizmente, não temos tecnologia pra impedir a vinda de um asteroide. Com muita sorte talvez conseguissemos acertar o asteroide, mas mesmo assim diversos pedaços cairiam em pontos de diferentes do planeta.

Cristiano César disse...

José, se alguma tecnologia for desenvolvida e houver sucesso no desvio de rota deste corpo, não estaria o Homem alterando o equilíbrio das órbitas celestes, que certamente consequencias trarão ou ainda, os meios utilizados, como explosões atômicas ou outros métodos de maior magnitude não trariam efeitos colaterais à todo o conjunto Universal? Ou seja, o Homem não satisfeito em destruir o ecossistema do próprio planeta onde vive não estaria fazendo estragos ainda maiores só para salvar sua pele?

tiago estopa disse...

Pelo o que eu entendo de corpos celestes, se o apophis já passou próximo a terra e passara novamente e outra vez ainda mais perto quer dizer que, toda vez passa mais perto até a colisão, quem entende um pouco de gravidade sabe que isso é fatal, só falta saber a real velocidade do meteoro, isso é impresindivel para saber a real destruição que ele causará. Pelo que vi até agora, só tenho umas poucas palavras a dizer: estou muito contente com a destruição dessa corja de malditos terraquios que só querem se dar bem em cima dos outros, só espero que os "antigos astronautas" não nos salvem, adeus malditos.

Vitor Guarise disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Robson Douglas disse...

Jesus esta voltando,corra enquanto ha tempo...

ALEXSYSTEMS disse...

Ninguém se tocou mas em 2013 houve um terremoto no CHILE e também um tsunami lá e foi justo na passada do APOPHIS. Imaginem o que vai acontecer em 2029 e 2036 quando ele vai passar bem mais perto.... O campo magnético exercido por este corpo celeste vai mexer com as placas tectônicas, gerando terremotos e até possíveis tsunamis, caso ele não venha a cair ou seja: Estamos ferrados de qualquer forma... " JESUS irá cruzar do oriente ao ocidente como um trovão " Quem viver, verá...