17 de abr de 2013

João XXIII, Parravicini e Nostradamus (Parte IV) - Muitos Pais antes do Ápice

Bento XVI e Francisco em reunião no castelo Gandolfo


Parte III: AQUI 

Trago hoje a quarta parte de uma série de de 6 textos com profecias de João XXIII, Parravicini e Nostradamus sobre a vinda do último Papa, o processo de queda do Vaticano, o surgimento do falso profeta, a invasão européia e o fim do papado antes do ápice da Tribulação. Os seis textos estarão assim nomeados:

1) A Eleição do Último Papa
2) A Morte do Papa
3) A Queda da Igreja
4) Muitos Pais antes do Ápice
5) Roma após a morte de Francisco
6) O Falso Profeta



Parravicini relógio profético 2036


Esse é o texto mais claro de João XXIII sobre o ápice da Grande Tribulação, pois ele menciona exatamente quando isso acontecerá: 20 séculos somados a idade do Cristo. É sabido que Jesus morreu no ano 33, mas hoje também sabemos que ele não nasceu no ano zero, mas sim antes. Esse texto foi analisado em setembro de 2010 em um dos textos do blog, então pra essa série de 6 textos trarei novamente essa análise com alguns acréscimos.

“Antes da última luz, os pastores terão reconhecido o sinal. E muitos Pais terá a Mãe, todos irmãos”

Após a morte de Francisco pelos idos de 2029, a Igreja Católica (Mãe) terá muitos papas (Pais), entre eles o santo de pés descalços que vive nos arredores de Loreto (mais informações sobre esse homem nos demais textos dessa série). A “última luz” e o “sinal” (de João no Apocalipse) são referências ao texto da página 93 que foi analisado no post “A Queda da Igreja”: a luz é a queda do próprio asteróide, visto do Oriente até o Ocidente sendo que o sinal será a sua primeira passagem em 2029, trazendo o desencarne do último papa e 7 anos de persignação até o grande auge em 2036.

“Das terras e das águas brotarão catedrais e templos para santos antigos e santos novos, do nome eterno. Mas já é tempo dos santos”

O tempo dos santos é uma referência ao quinto selo do Apocalipse, ou seja, o fim da espera dos santos descrito na Revelação, que apenas esperam o encerramento do terceiro ai para reencarnar na Terra, sendo assim o chamado “tempo dos santos” é o período temporal correspondente ao terceiro ai descrito no Apocalipse, evento que será marcado pelo maior terremoto desde que existem homens na Terra, segundo a ampla descrição da Revelação. De locais arrasados pelas águas e das catacumbas, como descrito nas profecias de Parravicini brotará a nova Igreja, esses serão os novos templos da Igreja antes da vinda do auge dos eventos da Transição Planetária / Grande Tribulação.

“Todos falarão a mesma língua. E a falarão para orar a Virgem e ao Salvador. O Reino de Deus chega a terra, é erguida sua cidade, também para os que não a quiserem”

Os eventos cataclísmicos oriundos do terceiro ai, que será segundo a Revelação o maior terremoto desde que existem homens na terra, arrastando ilhas e montes dos seus lugares (queda do Apophis), causarão tamanho estrago global que toda a humanidade sobrevivente rezará, essa será a mesma língua a nível mundial, a linguagem da oração. O Reino de Deus, como dito na própria Bíblia, está dentro de cada pessoa, ou seja, o Reino de Deus é o Reino do Espírito, do Espírito Santo, simbolizado por uma grande labareda de fogo, exatamente a queda da grande luz incandescente do meteoro que demarcará o fim da Era de expiação e provas, pois é essa nova Era, a Era de regeneração que está figurativamente representada na Nova Jerusalém (a cidade) que virá mesmo para os que não a quiserem (no caso os rebeldes que serão exilados). Dessa forma, podemos compreender que a vinda do Reino de Deus simboliza a vinda da Era de Regeneração, que tem como metáfora a descida do asteróide envolto a fogo e luz, tal qual a imagem do Espirito Santo, vindo para demarcar o ápice dos eventos, o terceiro ai.

“O primeiro sol ilumina a balança do criado”

Jesus é o primeiro sol, o primogênito, a luz do mundo que ilumina o dia do julgamento (a balança) da humanidade ( os seres criados por Deus). Vale notar, novamente a associação de Jesus, o Dia do Senhor, o Filho do Homem com a vinda do asteróide envolto de luz e fogo, pois figurativamente a volta de Jesus, o dia da sua volta é o exato dia que luz e fogo caírem do céu executando o terceiro ai, representando assim metaforicamente a volta de Jesus, pois trará o fim da Era de expiação e provas, o exílio dos rebeldes e a vinda de uma nova Era para a humanidade. Por isso que o dia do juízo é também o dia da vinda de Jesus e não porque o próprio Messias venha nos céus em um cavalo alado ou em uma nave extraterrestre.

“Abri o coração ao lírio. A voz será potente, anunciada pelas trompas”

O lírio é um dos símbolos de pureza iniciática do Cristianismo Primitivo e também é um dos símbolos da França, lembrando que “Francisco” significa “aquele que nasceu na França”, ou seja, abrir o coração ao lírio é aceitar emocionalmente todas as lições franciscanas de humildade e pobreza que serão trazidas pelo último papa, Francisco, e pelo seu amigo franciscano, o santo de pés descalços que será seu sucessor após a morte do papa pelos idos de 2029. Além disso, como já analisado nessa série de textos, o “jovialiste” de Nostradamus tem clara ligação com o lírio, a flor de lis. As catástrofes naturais farão muito barulho, são as “dores do parto” para que seja gerada a nova Terra, que nascerá a fórceps através da luz dos céus que causará o terceiro “ai”, por isso a voz será anunciada pelas trompas, uma analogia ao aparelho reprodutor feminino, para que nasça uma nova Terra através das dores na Mãe (renovação da Igreja do Cristo), que voltará a exaltar os aspectos do Cristianismo Primitivo e colocar abaixo a pompa que herdou do império romano, restaurando seu perfil humilde e franciscano, a verdadeira pureza do lírio, dos cristãos primitivos e o fim do materialismo e da exaltação dos templos luxuosos, assim como o fim das doutrinas que exaltam a comercialização da fé.

“Luz de Ocidente, última luz antes da eterna, desconhecida”

Como já informado essa luz do ocidente é o asteróide Apophis, descrito no Apocalipse como a luz que vem do Oriente e ilumina o Ocidente, essa é a luz que vem antes da Era de Regeneração, a Era de Luz que ainda é desconhecida para a humanidade, pois vive ainda na Era de Expiação e Provas. Ou seja, a Era de Regeneração ou Luz somente chegará a partir de 2036.

“A verdade será mais simples de quanto todos dissemos, escrevemos. Será um bom juízo. Pai nosso, que estás nos céus, vem o teu reino. É feita a tua vontade, no céu e na terra. São vinte séculos mais a idade do Salvador. Amém”

 Segundo um estudo baseado em informações históricas e espíritas (Emmanuel pelo médium Chico Xavier), Jesus teria morrido com 36 ou 37 anos em abril do ano 33. Esse estudo pode ser visto AQUI 

Segundo o post que fiz com o mapa astral de Jesus, ele teria morrido no ano 36 da sua existência, poucos meses antes de ter 36 anos completos. Sendo assim e aliando esses dados com todo o estudo profético a respeito de 2036, esses 2 mil anos (vinte séculos) são somados a idade de 36 anos, colocando o terceiro “ai”, a vinda da grande luz dos céus, o dia do juízo, o dia da vinda de Jesus no ano de 2036. Não apenas João XXIII como outro profeta de grande valor, Edgar Cayce também estipulou o ano de 36 como o de um grande evento de verticalização do eixo da Terra. Essa profecia de Cayce pode ser vista AQUI 

Nostradamus também indica o ápice para 2036:

Centúria 6 Quadra 66
“Ao fundamento de uma nova seita
Serão os ossos de um nobre romano descobertos
O sepulcro em mármore aparecerá aberto
A Terra tremerá em abril, mal sepultado”

Os fundamentos da nova seita dizem respeito a completa reformulação do Catolicismo.  Um sepulcro de mármore aparecerá aberto e os ossos de um nobre romano aparecerão descobertos, essa referência diz respeito ao túmulo em mármore de Paulo, pois abaixo do altar papal está uma lápide de mármore em memória do sarcófago de Paulo, que encontra-se no mesmo local. Ou seja, será um evento natural tão grandioso, um gigantesco tremor, que demolirá por completo todo o Vaticano. A centúria e a quadra juntas equivalem a 666, número que é o somatório de todos os números de 1 a 36, apontando o auge desse evento para 2036.

Parravicini em seu relógio profético também aponta o auge dos eventos para 2036: AQUI 

Temos, portanto além da profecia dos 70 períodos (restauração de Jerusalém em 1967 até 2036), profecias claras de João XXIII, Nostradamus, Parravicini e Edgar Cayce apontando o auge dos eventos para 2036. Nostradamus inclusive deixou 4 raros alinhamentos zodiacais em suas profecias para o período de grandes conflitos na Europa entre 2034 e 2035, alinhamentos esses que envolvem planetas e signos e que não se encaixam em qualquer data anterior a 2013 e somente em datas entre 2034 e 2035, apontando claramente que antes do ápice da Tribulação, antes do terceiro “ai” do Apocalipse, a ação dos dois “ais” ocorrerá nessa janela na década de 30, o que também confirma as profecias do Feraudy, no livro “Erg, o Décimo Planeta” ao apontar gigantescos conflitos na humanidade exatamente em 2035. 

Diante de tantas fontes proféticas de valor apontando para o auge em 2036 e na intensificação dos eventos nos anos próximos a 2036, não resta a menor dúvida que a Alta Espiritualidade inspirou diversos médiuns a mostrar, claramente, quando seria o grande ápice, demarcando assim o fim da Era de expiação e provas e o início de uma nova Era após o auge desses eventos.

No sexto e último texto dessa série trarei a cronologia exata desses eventos baseados nos marcos zodiacais trazidos por Nostradamus e que finalmente consegui interpretar após muitos anos de estudo. Espero que essas informações possam ser úteis no futuro, pois apesar de mostrarem muitos conflitos e lutas, mostram também que virá um tempo de paz eterna para a Terra muito em breve.

Parte V: AQUI 


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook: https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036




3 comentários:

Pictus disse...

Depois de uma catástrofe em grande escala teremos várias usinas nucleares contaminando o ambiente e sem a possibilidade de contensão, são muitas http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_power_by_country
Como a vida vai poder continuar?

Felipe Barros disse...

- então a própria oração ensinada pelo Senhor é profética (Mateus 6:10), pois a vontade do Pai vai se realizar "também para os que não a quiserem". Ótima série de textos, aguardo os próximos. Deus te abençoe! Abraço.

Profecias disse...


Eminente blogueiro você disso:


Papa Bento XVI nasceu na cidade de Marktl am Inn a 48 graus norte, na Alemanha passando pela época que o segundo anticristo Hitler foi ditador.

O grau 49 46 minutos Sul, ou seja, quase grau 50 Sul corta o rio Chico no sul da Argentina onde nasceu o papa Francisco.

Trecho da carta a Henrique:
Nostradamus faz algumas misturas de épocas, mas dá para entender, ou parece dar a entender:

"Em seguida o grande Império do AntiCristo começará a desenvolver-se em multidões inumeráveis do lado de Atila e Zerses(ANAGRAMAS um pode se referir a Altai) de tal modo que o Espirito Santo aparecerá paralelo 48, fará transmigração(para a America do Sul, paralelo 50 Sul), lutando contra a abominação do anticristo, prestes a atacar rei que será o grande Vigário de Jesus Cristo e contra sua Igreja e seu reino no tempo e no momento preciso. E a um eclipse do Sol sucederá o mais escuro e o mais tenebroso verão, que jamais existiu desde a criação até à paixão e morte de Jesus Cristo, e de lá até este dia, e isto será no mês de outubro, quando uma grande translação se produzirá de tal modo que julgarão a Terra fora da órbita e abismada em trevas eternas, e serão precedidos por sinais no ponto vernal, e isto será precedido por mudanças consideráveis e mudanças contínuas assim como a germinação da nova Babilônia, filha miserável que vira juntar sua abominação à do primeiro holocausto e cuja duração não passará de 73 anos e 7 meses, depois sairá do ramo que tinha ficado durante tanto tempo estéril, virá do paralelo 50(Rio Chico, papa Francisco) para renovar toda a igreja cristã."

Manuel Spartacus