14 de jun de 2013

As Profecias, o Mapa Natal e a Astrologia

Sol brilhante, revolução solar, sol 33

O que as profecias, o mapa natal e a Astrologia têm em comum? Ao começar a aprender como fazer um mapa astral e após ler o texto abaixo, você descobrirá que ambas possuem muita coisa em comum

Uma profecia que aparece tanto no livro de Daniel 12:7 como no Apocalipse é a profecia dos 3 tempos e meio (um tempo, mais dois tempos mais meio tempo) e que no Apocalipse capítulo 11 aparece equivalente a 1260 dias e 42 meses, ou seja, 3 anos e meio. Quando publiquei no Youtube há dois anos um vídeo com a interpretação completa desse capítulo do Apocalipse, demonstrei claramente que esses 3 períodos e meio equivaleriam a períodos de décadas, ou seja, 35 anos.

Mas afinal, o que uma profecia que fala em 3 anos e meio e 35 anos tem haver com Astrologia? Os ciclos de Saturno e do Sol respondem essa pergunta.

Saturno leva exatamente 29 anos e 167 dias para dar uma volta completa no Sol, ou seja, se na Terra uma pessoa leva um ano para completar seu primeiro aniversário, se estivesse em Saturno ela levaria 29,45 anos (praticamente 29 anos e meio) para completar seu primeiro ano de vida.

Como Saturno é o planeta das limitações, representa situações que necessitam de árdua disciplina e firmeza para que sejam superadas (barreiras, provações), normalmente por volta dessa época, bem próxima dos 30 anos, é que a pessoa começa a perceber, ter consciência das próprias limitações, é a fase do amadurecimento, de começar a dar forma prática aos sonhos e aos verdadeiros objetivos de vida que a pessoa buscará (ou deveria buscar) ao longo da vida adulta para realizar a sua verdadeira vontade, simbolizada pelo nodo lunar norte ou caput draconis.

O Sol, por sua vez, a cada novo ano de aniversário de uma pessoa retorna para o mesmo signo e graduação do mapa natal, é a chamada revolução solar. Por exemplo, eu nasci em 25 de junho de 79 às 18h40min no Rj, com o Sol a 3 graus 43’ 37”. Nesse ano de 2013, o Sol estará novamente em Câncer em 3 graus 43’37” no dia 24 de junho 9 minutos antes da meia noite.

A revolução solar mostra, portanto, o verdadeiro aniversário, normalmente no mesmo dia ou um dia antes do dia de nascimento. Ocorre que no aniversário de 33 anos de uma pessoa, o Sol não apenas passa pelo mesmo signo e pela mesma graduação do mapa natal, mas também pelo exato ponto que o Sol se encontrava no mapa natal.

Ou seja, os 33 anos marcam a plena revolução solar, um novo nascimento, quando o indivíduo após tomar consciência das suas limitações e das provações que precisa superar para alcançar seus sonhos quando realiza o ciclo de Saturno (29,45 anos) dá início a sua “nova vida” na busca desses objetivos, na busca de realizar a sua verdadeira vontade, quando atinge os 33 anos.

Entre a revolução de Saturno e o final do primeiro aniversário da revolução completa do Sol (29,45 a 34 anos) é exatamente o momento que o signo Ascendente do mapa natal começa a ganhar mais força, pois o disco zodiacal funciona no sentido antihorário, ou seja, o ponto do ascendente demarca em um dia o horário do amanhecer, o meio céu o ponto mais alto (meio dia), a descendente o entardecer e o inferior céu o ponto mais baixo (meia noite), por todos esses motivos o signo que estava no Ascendente do mapa natal equilibra as suas forças com o signo solar exatamente na fase próxima da revolução completa do Sol, entre 30-35 anos, pois marca a ascensão verdadeira, o novo nascimento solar no disco zodiacal.

Existem estudos amplos sobre o tema, inclusive o consagrado Alexandre Volguine expõe alguns métodos interessantes, que levam em conta principalmente a passagem do ascendente anual da revolução solar em relação ao ascendente natal para calcular períodos mais prováveis para desencarnes ou graves problemas que podem colocar a vida de uma pessoa em perigo.

Futuramente eu farei cálculos com esses métodos levando em conta a data de “nascimento” do Vaticano e dos Estados Unidos, com o objetivo de estudos mais amplos no tema profético, mas isso é uma outra história, para outra ocasião....

Voltando ao tema principal do texto, essas informações explicam porque a Igreja adotou a versão de que Jesus morrera com 33 anos. Na verdade, Jesus realmente morreu no ano 33, mas quando estava as vésperas de fazer 36 anos. Para alinhar a morte e o renascimento (ressurreição) de Jesus ao ciclo completo da revolução solar, o “renascimento do Sol”, ficou estabelecido que Jesus teria 33 anos na sua morte e que esse seria o ano 33 do calendário gregoriano (inclusive o primeiro dia da semana foi nomeado de Dia do Senhor ou Dia do Sol, ou seja, domingo).

Sol brilhante no sistema solar, revolução solar, revolução saturno, sol 33

O significado oculto, midráshico, que os profetas utilizaram na profecia dos 3 tempos e meio é exatamente dessa interação entre o ciclo de Saturno e o ciclo do Sol.

De 29,45 anos (ciclo Saturno) a 33 anos (ciclo Sol) temos exatamente 3,55 anos ou simplesmente 3 anos e meio, 3 tempos e meio.

Do início que se identifica, se toma a consciência de uma limitação, uma provação (Saturno), até a chegada a um novo início da luz (Sol) são exatos 3 anos e meio ou 3 tempos e meio. Jesus no sermão profético, em Mateus 24:32 compara a chegada de uma nova era (A Nova Jerusalém citada no Apocalipse) ao verão (a estação do Sol, pois os dias começam mais cedo e as noites começam mais tarde).

"Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta." (Mateus 24:31-33)

Considerando que o auge dos eventos do dia do juízo será em 24 de abril de 2036, a profecia de Jesus faz todo o sentido se calculada pelo início do verão no hemisfério norte (90% da população do mundo, incluindo Israel está nesse hemisfério), pois o verão começa nessa região no dia 21 de junho e segundo a profecia de Jesus as mudanças para uma nova era estarão “as portas” do verão, na primavera.

Se considerarmos esses 3 tempos e meio da profecia como décadas, teremos 35 anos. A partir do início do terceiro milênio (2001) temos 35 anos completos exatamente em 2036, sendo que 36 (o ano do auge das mudanças) representa exatamente a kamea solar da Cabala, assim como representa o caminho do meio dos 72 nomes de Deus na Cabala. 

Da mesma forma no disco zodiacal a décima casa (10) ou meio céu representa o ponto mais alto, o meio dia, o ponto mais brilhante do zodíaco, mostrando claramente a nível astrológico e cabalístico que a décima repetição desses 3 tempos e meio, a partir do terceiro milênio, representam realmente o amanhecer de uma nova era para a Terra. Por isso que ao fazer um mapa astral a casa 10, assim como o Ascendente e o signo solar são tão importantes para compreender várias questões â respeito de uma pessoa e ajudar no seu processo de autoconhecimento ao analisarmos o seu mapa natal.  


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:


21 comentários:

bethinha disse...

Muito interessante o texto que vc explanou tão bem, vc poderia passar o link o qual se referiu ter postado no you tube pra mim , me interessei e gostaria de assistir.Agradecida, abraços fraternos!!!!

José Alencastro disse...

Eis o link: http://www.youtube.com/watch?v=3rORMO3TGWc

Veruska disse...

Olá, José!!! O que vc me diz dessas manifestações no Brasil inteiro? Nossas preces estão sendo escutadas? As pessoas estão acordando? O plano superior está intervindo com força? Foi mto de repente toda essa mobilização apesar da insatisfação e indignação vir de tempos ... Poderemos ter alguma esperança de mudança real??

José Alencastro disse...

Como eu disse há algum tempo atrás em uma série de comentários num dos posts do blog, o Brasil em breve passará por um momento decisivo. As mudanças programadas para terem início na terra de Ismael acontecerão, de uma forma ou de outra, mas a forma vai depender do que a população escolher nas próximas eleições.

Não sei se o amigo lembra, mas no último post que publiquei sobre experiencias com desdobramento (parte VI, desmantelando bases no astral) eu falei do trabalho de muitos jovens na conscientização das pessoas, algo que já estava incomodando as entidades das zonas umbralinas. Aqui vai o relato daquele texto que fala sobre isso:

"Mentalmente, um dos guardiões me informou que o trabalho daquele prédio ou “subsolo” do prédio que ficava no astral inferior era semelhante ao do prédio que havia sido destruído semanas antes; só que ao contrário daquele prédio no astral intermediário, que visava alienar crianças que seriam futuros médiuns, o prédio no astral inferior visava combater a atividade de jovens médiuns, jovens que já estivessem realizando algum trabalho de conscientização e despertar e que já estavam causando algum incômodo no submundo astralino pela visibilidade que estavam alcançando, sobretudo entre os meios de divulgação virtual.

Justamente por esses jovens estarem mais engajados e cultivando com firmeza seus projetos, o trabalho de combate por parte dessa ramificação das trevas havia sido instalado no astral inferior, bem escondido e protegido, para que tentasse passar despercebido pelos guardiões."

Apesar de muitas dessas manifestações contarem com a organização de grêmios estudantis ou jovens filiados a partidos politicos, muitas dos jovens entre 20 e 30 anos (as vezes até menos que isso) estão sendo atraídos pelas divulgações ideológicas na internet, não pra lutar por um partido ou contra um partido, mas sim pra manifestar ao governo que certos serviços e certos atos precisam ser revistos.

Educação é uma ferramenta poderosa assim como o poder econômico, por isso a maioria dos governos ou partidos que desejam se perpetuar no poder procuram inebriar as classes menos esclarecidas (bolsa disso, bolsa daquilo) ao mesmo tempo que buscam o apoio de quem realmente tem poder econômico (por isso os juros e o spread tão altos, pois favorecem somente quem tem muito dinheiro e lucra com o mercado de emprestimo/venda de dinheiro). Ocorre que, como já aconteceu antes (Revolução Francesa e outras revoluções), não é o povão ou a "nobreza" politica que inicia o processo de insuflar a revolução, mas sim a classe média e classe média alta (que no passado era chamada de burguesia) formada em boa parte por gente esclarecida e que no atual cenário do país é quem mais paga impostos.

José Alencastro disse...

Oque está acontecendo por parte da Alta Espiritualidade é convergir interesses semelhantes para um mesmo ponto: tanto os interesses ideológicos dos jovens interessados num país melhor (que alguns poderíam chamar de indigos ou outra denominação) como os interesses da classe média interessada numa forma de governo mais favorável para os seus interesses, com menos juros e menos impostos sobre a quantidade de rendimentos que recebem ao longo do ano. Juntando essa força ideológica e com esclarecimento (educação) sobre o que precisa ser feito, é um pulo para atrair as forças populares, de forma semelhante como já vimos em outros momentos da história

A vaia que a presidente recebeu na abertura do torneio das confederações não foi do povão, pois gente que vive de bolsa família não tem 150, 300 reais pra pagar em um ingresso de estádio "top de linha", quem vaiou em massa a presidente é gente de classe média e classe média alta, que não vive de bolsa disso e bolsa daquilo e é quem mais paga imposto no país. Quando essa aliança de jovens e da nova "burguesia" atrair pra si de forma ativa o descontentamento das classes menos favorecidas, talvez quem sabe as urnas possam dar um resposta diferente.

Respondendo a sua pergunta eu acredito que boa parte da organização desses protestos tenha uma inspiração e um propósito positivo, mas certamente uma ou outra pessoa que estiver ali pode se exceder, como foi visto em pichações ou vidros que foram quebrados, mas sem a utilização de maior violência. Somente nas eleições do ano que vem é que teremos a resposta completa pra essas questões

Abraço

João Inácio disse...

Estava apenas esperando que tu comentasses os protestos Brasil - e mundo - afora, hehehe.

Sim, tem havido excessos de parte a parte, mas o que interessa é que parece que, FINALMENTE, o brasileiro está deixando a inércia.

Aliás, brilhante observação tua sobre como começam os movimentos que realmente mudam o rumo das coisas.

Claro, nem tudo serão flores. No momento em que escrevo estas linhas (20h42min) o Jornal Nacional dá amplo destaque aos protestos que varrem o país de ponta a ponta. E neste exato momento, a cidade de Novo Hamburgo está isolada, pois os manifestantes bloquearam a BR 116. E está ocorrendo agora um quebra-quebra na avenida João Pessoa.

Estamos vendo a História sendo feita diante de nossos olhos. E que Deus ilumine a todos nós!

João Inácio disse...

Ah, sim, ótimo o texto e os links sobre aquele charlat... digo guru, o Osho. rsrsrs

Forte abraço!

Edson Siqueira disse...

É finalmente o povo levantou pois não se trata de passagem mais sim de anos de descasos com a população uma farra sem fim com dinheiro publico politicos condenados assumindo senado, parlamento, leis que mais pune o povo do que os bandidos doi muito saber que seu país é rico mas essa riqueza é mal administrada, pessimamente distribuida, congresso onde 90% são corrupto, bandidos da pior especie cometendo todo tipo de atrocidade se achando acima das leis só aqui onde os condenados criam leis para livrar a si proprio da condenação, conselho de etica que na verdade deveria ser conselho de anti-etica, saúde de pessima qualidade assim como educação, transporte isso e muito mais coisas fizeram a população explodir pois já estava saturada de tanta corrupção e descaso. Minha sugestão para um projeto de lei todo politico obrigatoriamente só se utilizará de serviço publico, saúde, transporte e educação o politico e sua familia, esposa e filhos equanto estivesse no cargo so poderiam utilizar os serviços publicos. Obrigado josé e bom dia a todos!!! Avante Brasil!!!

Blubaglu disse...

Olá a todos, João Inácio, Edson e José.
Puxa, há poucas semanas atrás tinhamos comentado sobre os rumos nacionais, e não sei se lembras mas tu disseste José que os guardiões estavam fazendo um trabalho de reavivamento da memória da fase tenebrosa que o povo tinha esquecido por causa dos 20 anos de bonança.
Parece que está surtindo efeito não?
Sou da geração da bonança e na época dos caras pintadas nem tinha idade para entender o que acontecia. Essas manifestações aliviam um pouco meu espírito ao confirmarem que não faço parte de uma geração pragmática, egoística e alienada.
Lendo tudo o que já foi profetizado e escrito sobre a incumbência brasileira na Tribulação eu confesso que tenho um pé atrás, assim como o joão Inácio, pois o tamanho da tarefa de remoralização nacional parece além das nossas forças. Mas parece que tem gente graúda lutando nas fileiras do bem há algum tempo, outras reencarnando (Moisés ou Mohhamed ou Elias ou João Batista, você escolhe, além de outros), a mídia em peso está apoiando as manifestações, o empresariado, o Arcebispo de SP, Dom Odilo, praticamente todo setor, grupo e indivíduo neste país tem algum clamor, alguma demanda.
Talvez tenha chegado a hora de começar a faxina pesada, só espero que conforme tu dizes, que as mudanças designadas para ocorreram inexoravelmente, aconteçam da forma mais pacífica e democrática possível.
José, por fim me restou uma dúvida, num post recente tu fizeste uma relação entre os caminhos nacionais e os mundiais, no sentido de que havia a possibilidade de a humanidade não sofrer tanto nos próximos anos de tribulação se o Brasil enveredasse para um determinado lado. Será que estás a sugerir um efeito benéfico da posição brasileira sobre a América Latina e por consequência desta sobre o mundo?

grande abraço, João B. Guerra.

José Alencastro disse...

Então João Guerra, certos acontecimentos , como mencionado na explicação do post "A Arte de Estudar Profecias" são imutáveis, pois fazem parte de um contexto para o auge das mudanças que terão seu auge profético no chamado Grande Dia do Juízo.

Como eu mencionei nos comentários de um dos posts do blog (se não me engano na profecia sobre a vinda de um grande tsunami entre março e abril) o Brasil terá uma grande oportunidade de escolha nas próximas eleições.

Espero sinceramente que a juventude, embuída do sincero desejo por mudanças positivas, pelo fim da corrupção e outros temas revelantes, não se esqueça que vivemos numa democracia, que se faz com política e políticos que representam o povo (ou deveriam). Se existe um descontentamento com os desmandos que estão ocorrendo no centro do poder e que se alastram para palácios de todo o país, a resposta não é simplesmente "votar nulo" ou defenestrar todos os politicos, como se a culpa fosse da política e não de muitos políticos que se utilizam da coisa pública em beneficio proprio. Numa democracia, as mudanças se fazem com voto, se a população está descontente com os atuais políticos, que dê nome aos bois: se não quer a pec 37 veja quem organizou traz proposta de emenda e por quais motivos, cobre e proteste contra o grupo de politicos que criou e apoiou tal proposta, o mesmo ocorrendo com a pec 33, o mesmo com outra medidas que visam rasgar a constituição.

A manifestação do dia 26 tem um objetivo claro, combater a pec 37, mobilizar a população contra uma verdadeira tentativa de enfraquecer o poder de uma instituição, o Ministério Publico, mas não basta combater a pec 37, é preciso combater os seus criadores e os motivos politicos de quem criou tal proposta de emenda da constituição, o mesmo ocorrendo com a pec 33 que está engavetada, por enquanto, mas que ainda corre o risco de ser votada.

Se o povo está indignado com o uso de recursos públicos para obras na Copa, pela utilização de recursos públicos em excesso, bilhões inclusive muito acima do que era o projeto inicial, não basta protestar contra os estádios ou contra a Copa, é preciso canalzar o protesto contra aqueles lá de cima que aprovaram tal utilização das verbas, no inicio e no complemento aos valores iniciais.

Corrupção se vence com a mudança de um estado de consciencia, pois a medida que os politicos perceberem que a nação não aceita manobras espúrias com os recusos públicos, pensarão duas vezes antes de fazer farra com o dinheiro público, entretanto nesse processo algo muito maior está em jogo: o direito pela liberdade, pela democracia, conquistada a duras penas no passado e que medidas como a pec 33 e a pec 37 tentam colocar abaixo.

José Alencastro disse...

Lutar contra a corrupção exige foco e esse foco passa por eleger prioridades e na minha opinião, esse momento, são duas as prioridades: impedir que as liberdades garantidas do estado democrático sejam abaladas, ou seja, quem organizou , apoiou e vier a apoiar a pec 33 (castrar o STF) e a pec 37 (castrar o MP) tem que ser alvo, pacífico, das manifestações, assim como a segunda prioridade, que é o protesto contra a utilização de dinheiro público pra obras tão caras para a Copa, identificando quem aprovou, quem apoiou a utilização dos recursos públicos em tais empreendimentos.

Além disso os movimentos precisam formular propostas claras, pois estas podem pelos meios virtuais e pelas manifestações receberam amplo apoio popular e chegar ao congresso, como por exemplo em questões como o transporte, saúde, segurança e fazer com que os políticos, pressionados pela opiniao pública, façam mudanças que há tempos estão paradas, como por exemplo a reforma tributária.

Se o povo vai conseguir essas mudanças por essa via, só o tempo vai dizer, mas de uma forma ou outra as mudanças virão, de forma um pouco mais branda ou a fórceps, pois não depende da vontade do mundo que as mudanças venham, elas virão independentemente da vontade mundial, cabe a vontade de cada um aproveitar o tempo que resta para tentar ajudar no processo pessoal e coletivo das estruturas que precisam de mudanças, pois repito, elas virão de um jeito ou de outro, no prazo que foi estabelecido pela providencia Divina

Edson Siqueira disse...

Depois que eu vi que os estudantes aceitaram a redução das passagem para não protestar mais se vendem por centavos pois tem problemas maiores muito maiores pra cobrar o Jose ja falou sobre uns desses problemas nas suas respostas torço para que outros não esqueçam as causas mais importantes pois pelo que eu vi dos jovens das passagens eles não estão interessados em outras reinvindicações a não ser a da passagem fiquei decepcionado mas Deus e a alta espiritualidade estão no controle de tudo isso que nos dá conforto, abraços aos amigos e boa noite!!!

João Inácio disse...

Xará, João Guerra, eu descreio, acreditando e creio, duvidando. O José sempre usou uma expressão que acho interessante para momentos de "crise" e "mudança": é com o fazer a faxina da casa, primeiro tudo parece um caos, móveis fora do lugar, baldes d'água, etc, para após a casa estar limpa e brilhando. Me corrija se eu estiver errado, José, mas acho que os protestos de agora é como se iniciássemos arrendando os móveis da sala... Tudo muito caótico e parece que todos miram para todos os lados. O problema não é agora, é depois, na hora de objetivar as coisas. Bem, algo saudável vem ocorrendo nos protestos: sempre aparece alguém com bandeira deste ou daquele partido querendo tirar vantagem da situação e a multidão tem impedido, o que é ótimo. Segundo, hj em Porto Alegre, a prefeitura anunciou que renuncia às verbas do PAC da Copa para tocar as obras. Nenhuma vai ficar pronta para o Mundial (tema que algumas nunca fiquem prontas para nada). Isto é muito mais importante do que parece: eles estão ADMITINDO que a Copa, ao contrário do discurso oficial (do Governo Federal, do Governo do RS e da Prefeitura de POA) NÃO trará benefícios "permanentes" para a infra-estrutura da cidade nem aos cidadãos. Toda essa gente que citei (prefeitura, governador, "presidenta") mentiram. Tb mentiu a deputada comunista que concorreu a prefeitura de POA nas eleições que disse que a cidade teria o metrô de qualquer jeito. NÃO TEREMOS NADA! Ok, já identificamos três grandes grupos de mentirosos, nunca mais deveríamos votar nesses aí. Simples. Claro, tem muito mais. Mas estão me referindo apenas "aos benefícios" da Copa, um gasto de 700 MILHÕES DE DÓLARES na construção/reforma de estádios, via, principalmente, BNDES. Ainda que o tempo urja, precisamos refletir e pesquisar sobre estes números. AGORA. Se fizermos apenas isto com estes números, isto será suficiente para que muita gente mude de opinião sobre estes políticos citados. Dá para imaginar o que pode ser feito com todo este dinheiro revertidos para população?

Tb é de fundamental importância que vençamos o nojo e comecemos a nos inteirar das muitas PECS que devem ser votadas no Congresso, como muito bem lembra o José.

Não podemos esquecer tb personagens periféricos, como este tal Marco Feliciano (continua)

João Inácio disse...

Ele é a ponta de um iceberg. Icebergs são perigosos, todos sabem. Ele é a face mais visível e algo caricata do movimento que quer transformar o Brasil num país com leis teocráticas, algo que vai diretamente contra nós, espíritas, espiritualistas, umbandistas, budistas, etc. E católicos, já que muitos não estão percebendo a roubada em que se associar aos neo-pentecostais pode representar. Com este mesmo discurso, porém no mundo islâmico, tivemos em 1979 uma revolução que transformou um país com alguma liberdade numa verdadeira masmorra medieval: o Irã. José, se tu afirmas que é preciso dar nome aos bois, vamos lá: os neo-pentecostais querem a nossa destruição e eles têm um projeto de poder - calcado no ódio religioso - para o país. Vejam a quantidade de políticos eleitos por eles, vejam o braço midiático de parte deles (a Rede dos Bispos) e vamos deixar de ser lenientes com esta gente. Por que vamos aceitar como bois mansos este discurso de ódio deles? Só porque somos cristãos? Não, né?

Este momento está bem complicado tb, porque como o governo federal está com muito medo do que está acontecendo nas ruas, eles já estão espalhando pela internet e por alguns meios de comunicação que o pessoal dos movimentos "parece querer um golpe". Tenho medo disto, pois agora a Dilma discursa dizendo que apoia as reivindicações de um país mais justo, mas depois a coisa pode apertar e, como disse o José, com certeza lembraremos do que aconteceu antes dos 20 anos de bonança que, ao que tudo indica, estão chegando ao fim. Vou ser mais claro, não adianta apenas rezarmos. Teremos que sair da "zona de conforto desconfortável" em que estamos. Teremos que reclamar por tudo de errado que foi feito neste país nestes últimos 20 anos. Teremos que ir para rua correr riscos, inclusive para pregar a não-violência.

Amanhã haverá mais um protesto em Porto Alegre. Deve estar muito frio e chovendo. Mas eu pretendo estar lá. Finalmente, parece que eu, a exemplo de muitos, vou sair da frente do computador. Não podemos mais esperar.

José Alencastro disse...

É verdade João Inácio, pra mim está ficando cada dia mais claro, ao contrário do que eu pensava há alguns meses atrás, que o candidato dos evangélicos para 2014 será o Feliciano e não o Crivella e mesmo que não ganhem (se Deus quiser), os favores políticos em troca do apoio deles pode ser algo bem perigoso, pois não apenas o ódio ao espiritas, presente entre os membros mais radicais desse grupo, como tambem misturar religiao com politica é uma mistura que nunca deu certo em lugar nenhum do mundo.

Acredito que as manifestações do dia 26 de junho contra a pec 37 serão fundamentais, pois mostrarão um foco claro dos objetivos a serem buscados, inclusive isso já está sendo organizado pelos articuladores: mostrar claramente quais as propostas de mudança.

A faxina a recem está começando, ainda é uma brisa, o primeiro sopro de mudanças, cabe as pessoas mais esclarecidas divulgarem e esclarecem a necessidade da luta pacífica, e sobretudo focada em propostas de cobrança e fiscalização claras e resumidas para que o movimento popular não fique perdido numa enormidade de inumeras propostas. Impedindo a aprovação da pec 33 e da pec 37 já será um grande passo para preservar as liberdades democráticas tão duramente conquistadas e que infelizmente alguns politicos, por questoes partidárias, querem macular com essas pecs.

Mariahjóiasebijus disse...

Olá José

Saudações :)

José amado, você sabe o q significa essas bolas brancas no céu que se deslocam de um lado para o outro no céu. Uma hora parece bola de fogo outra ora apenas uma bola parecendo uma nuvem redonda. No caso está rodando na net, um vídeo feito por um manifestante no largo da batata desta bola e o geraldo luís também gravou esta bola no interior.

veja um vídeo aqui.

http://www.youtube.com/watch?v=rU-B_mVK5AE

abraços e grata.

Bruno disse...

Reportagem super interessante fazendo um paralelo entre Brasil e Russia, pátria do evangelho no oriente, sobre o que vem ocorrendo no Brasil http://portuguese.ruvr.ru/2013_06_23/Pode-o-Brasil-contagiar-a-Russia-7217/

Rodrigo disse...

Acho oportuno destacar a resposta do Divaldo Franco.

Joanna de Ângelis vai voltar em 2015? No Brasil? Vai certamente ser um vulto na área da Piscologia? Sabe em que áreas vai agir?
DF - Oportunamente, em 2010, numa conversa informal a Benfeitora informou-me que “a partir de 2015 estaria preparando-se para renascer na Terra, em solo brasileiro, a fim de participar da grande transição planetária”, não informando a data exacta, nem a área em que se apresentaria.

Abraço

Dinho B. disse...

Olá José,

Sobre a questão dos signos ascendentes, tenho uma dúvida que nunca encontrei resposta na web. Quem tem o mesmo signo no ascendente, o que isso significa?
Eu, por exemplo, sou de capricórnio nos dois casos. E tenho praticamente todas as qualidades e imperfeições deste signo.

Isso poderia ter algo a ver com o número 9? Sou perseguido por ele.
Desde a soma da minha data de nascimento à datas importantes em minha vida. Ex: os dias em que iniciei e terminei um tratamento em um Centro Espírita e outros que me surpreendo ao constatar.

Eu ficaria imensamente agradecido com sua resposta.
Muita Paz e obrigado pelo seu trabalho com este blog.

José Alencastro disse...

Significa justamente que voce veio para trabalhar as imperfeições e potencializar as qualidades desse signo. Normalmente o ascendente é a máscara que utilizamos em público, em situações sociais ou situações mais difíceis, a forma como tentamos nos mostrar para as outras pessoas e, com o tempo, essa mascara vai interiorizando muitas das suas caracteristicas na propria personalidade da pessoa, fazendo com que ela apresente a partir dos 30-35 anos muitas caracteristicas ligadas a esse signo. Outras questoes precisam ser vistas, sobretudo o caput draconis, que indica o objetivo desse trabalho na energia de Capricornio, com o rompimento de velhos valores, normalmente apontados na cauda do dragao e nos traumas ligados a kíron e lilith, mas isso só em um mapa natal você conseguirá ver de forma mais ampla. A posição do seu Saturno deve indicar também questões importantes ligadas a casa na qual ele estiver presente. É enfim uma gama de informações que normalmente um mapa aponta e ajuda nas questões ligadas ao autoconhecimento.

Capricornio é regido por Saturno, o planeta que fala dos limites, da barreira, do obstaculo que precisa ser transposto com disciplina, para que haja crescimento interior, diminuição da rigidez, padrões cristalizados (aprender a ter mais jogo de cintura). Se considerarmos que o número 9 é o último dos números, podemos compreender que ele está associado, no teu caso, aos aprendizados ligados a Capricórnio. Abraço

ANDREL L disse...

Olá Poderia falar sobre O PARALELO 33, pois que sei a uma luta pelos paises que habitam o mesmo e que quem conquistar este se tornará o DONO DO MUNDO!!!!