7 de mai de 2014

O Significado Oculto da Pirâmide Inacabada


Muitos textos explicam ou tentam explicar os símbolos presentes  no Grande Selo dos Estados Unidos (e também na nota de um dólar), como o "olho da providência" entre tantos outros, mas um especial não recebe maiores explicações: a pirâmide inacabada.

As referências ao número 13 amplamente presentes no Grande Selo são uma clara referência a independência das 13 colônias, entre essas referências temos os 13 degraus da pirâmide, as 13 estrelas sobre a cabeça da águia, o escudo com 13 listras, um ramo de oliveira com 13 folhas em uma das garras e 13 flechas na outra garra.




Na base da pirâmide inacabada o ano da independência em números romanos (1776) e os dizeres "Annuit coeptis" (Ele aprova o empreendimento) "Novus Ordum Seclorum" (Nova ordem dos séculos). Mas afinal o que significaria "Ele aprova o empreendimento, nova ordem dos séculos" envolta de uma pirâmide inacabada? 

Pra responder essa pergunta e entender o significado oculto da pirâmide inacabada teremos que saber um pouco da história da independência, da expansão para o Oeste, da criação do Capitólio e entender o verdadeiro significado oculto desse símbolo: a pirâmide inacabada.   

Os dizeres em latim contidos no Grande Selo e também na nota de um dólar tem origem em uma oração do poeta romano Virgílio, em Eneida, livro 9, linha 869 que diz o seguinte: "Poderoso Júpiter, favoreça meus ousados empreendimentos"

Realmente, um empreendimento que deveria tornar-se a nova ordem dos séculos era um desejo bem ousado. Mas os "pais fundadores" sabiam o que estavam fazendo...

Na fundação de Washington e do Capitólio, além dos demais prédios públicos naquela época, cada pedra fundamental foi colocada em um horário específico, calculado para acontecer no posicionamento mais adequado a nível astrológico para o tipo de trabalho e serviço que seria desempenhado para o Estado em cada prédio. Na pedra angular do capítólio, por exemplo, colocada em 18 de setembro de 1793 não apenas o mapa astral apresenta excelentes posicionamentos como a cerimônia aconteceu perto do meio dia (auge do Sol no céu) e Júpiter estava muito próximo do Ascendente, ou seja, ascendendo no horizonte. 

Maiores informações sobre esse mapa podem ser vistas aqui 

Ou seja, os "pais fundadores" conheciam de Astrologia, sabiam o que estavam fazendo e como trabalhar com certas energias para que o "ousado empreendimento" tivesse êxito. Mas o que seria esse ousado empreendimento e o qual sua relação com a pirâmide inacabada? A explicação é simples: após a fundação de Washington, do Capitólio e da consolidação da União das 13 ex colônias, o presidente George Washington começou a incentivar uma agressiva política de expansão territorial conhecida como "Marcha para o Oeste". As 13 colônias ficavam ao leste do atual território americano e foi a partir da fundação de Washington que o ousado empreendimento de expandir o território americano teve início.

Na animação abaixo é possível compreender esse processo de expansão:


Mas então qual o significado da pirâmide inacabada Zé? Bem, vimos que os "pais fundadores" conheciam de Astrologia e queriam canalizar certas energias para o seu ousado empreendimento. Não apenas conheciam Astrologia como conheciam poetas romanos como Virgílio e por certo conheciam também Pitágoras, que estudou e trouxe algumas teorias sobre um assunto muito comum no Oriente: as linhas ley. Platão também fala no assunto em Timeu. Essas linhas energéticas que percorrem todo o planeta eram chamadas pelos antigos que estudavam o assunto de "Esfera Celestial". Mais sobre o tema pode ser visto aqui 

Como esse será um dos temas do meu próximo livro, encontrei algo curioso em um mapa das linhas ley:



Vejamos agora a imagem sobre o território americano para quem ainda não percebeu:



E agora com o desenho sobre o território americano completo sublinhado em vermelho:



Reparem que essa "pirâmide inacabada" sobre o território americano e uma área de fronteira com o México está exatamente sobre boa parte dos territórios do Oeste conquistados no "ousado empreendimento" dos "pais fundadores", mostrando que ele conheciam não apenas de Astrologia, mas também de linhas energéticas e colocaram no símbolo principal dos Estados Unidos, de forma velada, que conheciam do riscado 


Esse é o significado oculto da pirâmide inacabada e uma palhinha do estudo fascinante das linhas ley que será abordado no meu próximo livro, sobre a Transição Planetária no Brasil, que falará não apenas de mudanças e questões a nível físico, mas a revolução espiritual  e energética que acontecerá no solo tupiniquim. 


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:
http://www.profecias2036.com.br/forum/


 

5 comentários:

Rodrigo Carmine disse...

Interessante.

Edson Siqueira disse...

Belo texto José, o livro deve vir com muita informação interessante e aguardemos o que as linhas ley fala sobre o Brasil

JukaOlyntho disse...

José, gostaria que se possível no futuro você abordasse um pouco sobre a maçonaria, iluminattis e ou nos livros futuros ou no blog mesmo. Muito grato pela sua colaboração elucidativa. Muita paz!

JukaOlyntho disse...

Reparei agora que a frase "Anuit Coeptis" também possui treze letras. Interessante como certas coisas coincidem, e mostram algo além da "coincidência" algumas vezes.

José Alencastro disse...

Exatamente Juka.

Da mesma forma, se você colocar uma Estrela de Davi sobre a pirâmide inacabada na nota de um dolar verá nos vertices sobre as letras a palavra "mason" e no sexto vertice o olho da providencia.

Da mesma maneira o próprio simbolo maçonico do compasso sobre o esquadro com um "G" dentro (Geometria, por isso o grande arquitero do universo) tem aparencia semelhante a uma Estrela de Davi.

Como eu expliquei no livro A Bíblia no 3º Milenio (assunto que continuarei no proximo livro), a Estrela de Davi tridimensional existe em todas as estruturas planetárias e do Universo e na Terra seus vertices estao dentro das linhas (ley) que percorrem toda a malha magnética da Terra, malha essa formada por 68 grandes circulos ligados entre si como se formando uma grande rede energetica envolta do planeta, o que no passado era conhecido como "Esfera Celestial" ou ainda "Flor da Vida"

A própria forma esférica dessa malha e seus 68 círculos interligados é bem semelhante ao processo reprodutivo humano, quando o zigoto realiza sucessivas divisões até adquirir um formato esférico após 72 horas, com 64 células conhecido como mórula para que em seguida forme uma cavidade central cheia de liquido e passe para a fase de blástula, quando esse número de 64 células aumenta.

A semelhança desse ciclo de 72 horas o mesmo ciclo ocorre com as células do duplo etérico, reservatório vital do ectoplasma no corpo humano, justamente por esse motivo o duplo se desfaz após o desencarne em 72 horas (de forma natural, caso não seja empregada nenhuma técnica magística, como as descritas na trilogia Reino das Sombras do Robson e que permitem, por exemplo, a criação dos chamados agêneres)

Tanto os processos no "macro" (Terra) como no "micro" (humano) são semelhante e é exatamente isso que os sábios do passado tentaram mostrar em diversos esquemas com imagens simples (estrela de davi, arvore das vidas, esfera celestial) mas que velavam um grande conhecimento. Um pouco desse conhecimento que eu abordei bem superficialmente no capítulo 17 da Bíblia no 3º Milênio pretendo abordar com maior profundidade e o máximo de simplicidade no próximo livro.

Abraço