22 de dez de 2016

Trânsitos Astrológicos - Método de Estudo Prático e Simplificado - Novidades sobre a Saga Atlante

Saturno, grande ciclo saturno

Nesse texto mostrarei um método bem simples, didático para compreender, encontrar e entender de forma básica os principais trânsitos astrológicos, facilitando o caminho daqueles que estão iniciando os estudos da Astrologia e aqueles que já estudam e buscam compreender de forma mais simplificada sobre o assunto. Ao final do texto, trarei informações sobre o lançamento da saga atlante.

Trânsito é quando um astro ao longo dos anos faz um aspecto com um astro do mapa natal. Os trânsitos mais importantes são aqueles em relação ao Sol, Ascendente, Saturno e Plutão natal.

Dito isso, consideraremos como os pontos fundamentais de estudo dos trânsitos os seguintes graus: Sol do mapa natal, Ascendente (as duas principais posições sobre a individualidade e personalidade), Saturno (por estarmos adentrando no grande ciclo de 36 anos de Saturno em 2017 e por também ser sempre interessante lidar com os trânsitos tensos com o astro dos limites) e por fim com Plutão ou com o astro que esteja destacado na casa 10 próxima do MC (pois Plutão é que revela o impulso mais inconsciente na busca por transformação e na conquista do próprio poder pessoal, portanto se não houver astro algum destacado na casa 10 ou próximo do Meio Céu, o estudo de Plutão deve ser realizado).

Os trânsitos considerarão a variação de um grau, ou seja, se o grau exato for 23º no mapa natal, o trânsito de um astro naquele signo só será considerado se estiver entre 22 e 24 graus.

O mesmo método serve para identificar posições tensas ou favoráveis (harmônicas) relativas a determinado país ou grandes eventos (competições, festas) analisando o respectivo mapa.

É possível analisar, também, outros três astros em assuntos mais específicos:

Oportunidades para o lançamento ou abertura de um novo negócio, novo empreendimento devem buscar trânsitos favoráveis com Júpiter natal, em especial através do próprio Júpiter do trânsito, pois Júpiter é expansão e por isso mesmo deve expandir o "gatilho" de expansão do próprio mapa natal (no caso, representado pelo Júpiter natal)

Da mesma maneira a decisão para a data de um casamento ou escolha de data para uma viagem romântica planejada deve contar especialmente com aspectos positivos envolvendo o Vênus natal (de cada um do casal) e evitando em especial aspectos tensos em relação a Saturno.

Seguindo esse mesmo raciocínio, quando a pessoa precisa realizar algum duro embate relativo ao trabalho ou vida pessoal ou ainda nos eventos que envolvem, por exemplo, uma luta envolvendo eleições ou grandes competições esportivas, o astro natal que será analisado é Marte. No caso de um confronto entre dois políticos em uma eleição, por exemplo, é analisado qual Marte está em melhor aspecto em relação ao mapa do dia da eleição (e também é analisado quais os pontos de maior tensão do mapa do dia da eleição em relação ao mapa da independência daquele país e sobre esses pontos de tensão ver qual candidato apresenta o Marte natal com trânsitos mais favoráveis)

LUA E MERCÚRIO

Antes de iniciarmos o estudo prático é importante algumas pequenas e rápidas observações:

A Lua e Mercúrio apresentam um movimento rápido ao longo do ano e por isso realizam trânsitos rápidos em relação ao mapa natal, potencializando dificuldades (aspecto tenso no trânsito em relação ao mapa natal) ou facilidades (aspecto harmônico no trânsito em relação ao mapa natal).

Sextis e trígonos são facilitadores, Quadraturas e oposições são dificultadores, Conjunções dependem dos astros positivos, mas são o posicionamento mais forte quando ocorre no trânsito em relação ao Sol natal.

Trânsitos tensos provocados pela Lua em trânsito podem motivar atritos ou inibições a nível emocional, depressões ou falta de confiança em si mesmo, enquanto trânsitos tensos provocados por Mercúrio em trânsito dificultam a comunicação, a capacidade de ser compreendido, a divulgação de alguma idéia.

Por esse motivo é sempre bom evitar realizar algo importante quando a Lua ou Mercúrio estiverem transitando em "graus ruins" (falarei sobre isso na explicação a seguir nesse texto) em relação ao mapa natal, mas caso não seja possível evitar completamente é interessante observar que a Lua está fraca em Escorpião e Capricórnio, enquanto Mercúrio está fraco em Leão, Peixes e Sagitário, sendo assim um trânsito tenso quando Lua ou Mercúrio passam em signos que estejam fracos tem efeitos negativos menores. Caso isso não seja possível é importante que existam trânsitos fortes com outros astros do mapa natal (sobretudo Sol) que anularão trânsitos negativos da Lua ou Mercúrio.

Em contrapartida, a Lua está forte quando transita em Câncer e Touro, enquanto Mercúrio está forte quando transita por Aquário, Gêmeos e Virgem. De forma ainda mais ideal é interessante observar a Lua Nova ou Crescente para qualquer atividade importante, evitando sempre a Lua Minguante (a não ser para o término de algo, final irrevogável) e evitando mais ainda os eclipses (lunares e solares). Observar nos links a seguir as fases da Lua e a lista de eclipses (solar e lunar)

Fases da Lua:


Eclipses solares:


Eclipses lunares:


SOL

O Sol transita 30 dias por cada signo ao longo do ano então é relativamente fácil planejar os trânsitos do Sol ao longo do ano em relação às posições do mapa natal para elaborar as posições mais favoráveis e aquelas desfavoráveis para a realização de um projeto pessoal. A seguir, conheceremos o tempo que cada astro leva em cada signo

O TRÂNSITO DOS PLANETAS

Para começarmos a compreender essa dinâmica dos trânsitos, precisamos compreender quanto tempo cada astro fica em um signo, facilitando os cálculos (somada a facilidade da utilização de programas como o astro.com). Eis o tempo médio:

Lua - 56 horas (em média 2 dias em cada signo)
Mercúrio - 16 dias (variando até 70 quando retrograda)  
Sol - 30 dias
Vênus - 35 dias (média aproximada, varia segundo a retrogradação)
Marte - 50 a 55 dias
Júpiter - 01 ano aproximadamente
Saturno - de 02 a 03 anos
Urano - de 05 a 09 anos
Netuno - de 09 a 13 anos
Plutão - de 12 a 32 anos

Ao longo do ano alguns astros apresentam por determinado período o movimento de retrogradação. As tabelas abaixo ajudam a identificar mais facilmente esse movimento ao longo dos anos de 2017 e 2018:

Retrogradação de 2017

Retrogradação em 2017


Retrogradação de 2018

Retrogradação 2018


Compreendidos esses pontos, precisamos identificar as posições principais do mapa natal e a partir dessa identificação encontrar os "graus ruins" (trânsitos que formam oposição ou quadratura com o mapa natal) e os "graus bons" (trânsitos que formam conjunção, sextil e trígono com o mapa natal).

Lembrando que sextil é um aspecto (entre o planeta do mapa natal e o planeta em trânsito anos depois) de 60 graus, trígono 120 graus, quadratura 90 graus, oposição 180 graus e conjunção zero grau, sendo que nos trânsitos a margem de análise para o aspecto é 1 grau, ou seja, só será considerado, por exemplo, um sextil que envolva um aspecto de 59, 60 ou 61 graus. Para facilitar a visualização desse estudo usarei como exemplo o meu próprio mapa natal

MAPA NATAL

mapa natal José Maria Alencastro


Primeiro identificamos as posições principais no mapa natal:

Plutão natal - 16 graus em Libra
Sol natal - 4 graus em Câncer
Ascendente Natal - 23 graus em Capricórnio
Saturno natal - 9 graus em Virgem 

No segundo passo identificamos em quais graus, em trânsito futuros, acontecerão conjunções, sextis, trígonos, quadraturas e oposições. Essa é a tabela que cada um deve elaborar ou possuir com base no seu próprio mapa natal para que possa facilmente identificar os trânsitos ao longo do ano (adicionarei a posição de Júpiter natal, pois será necessária para o estudo que faremos ao final desse texto)

tabela transitos astrologicos


Agora no terceiro passo iremos identificar os “graus ruins” e os “graus bons” (marcando em especial as conjunções), tendo atenção para descartar os graus que porventura concomitantemente em “graus bons” e “graus ruins”

GRAUS “RUINS”

Temos 41 graus ruins em um universo de 360 graus do disco zodiacal (ou seja, pouco mais de 11%

Áries: 3, 4, 5, 15, 16, 17, 22, 23, 24
Touro: 11
Gêmeos: 8
Câncer: 15, 16, 17, 22, 23, 24
Libra: 3, 4, 5, 22, 23, 24
Escorpião: 11
Sagitário: 8
Capricórnio: 3, 4, 5, 15, 16, 17
Aquário: 9, 10, 11
Peixes: 8, 9, 10

Áries apresenta a maior quantidade de aspectos desfavoráveis, enquanto que Virgem e Leão não apresentam graus ruins.


GRAUS “BONS”

Temos 59 graus bons em um universo de 360 graus do zodíaco ou praticamente 17%

Áries: 9, 10, 11
Touro: 3, 4, 5, 8, 22, 23, 24
Gêmeos: 11, 15, 16, 17
Câncer: 3, 4, 5, 8, 9, 10
Leão: 9, 10, 11, 15, 16, 17
Virgem: 3, 4, 5, 8, 9, 10, 22, 23, 24
Libra: 9, 10, 11, 15, 16, 17
Escorpião: 3, 4, 5, 8
Sagitário: 11, 15, 16, 17
Capricórnio: 8, 9, 10, 22, 23, 24
Aquário: 15, 16, 17
Peixes: 3, 4, 5

Como Sagitário apresenta os graus 9 e 10 como bons e ruins eles são descartados, da mesma forma os graus 9 e 10 de Escorpião, 9 e 10 de Gêmeos e os graus 9 e 10 de Touro também descartados.

Observando as porcentagens podemos concluir que não é tão complicado evitar maus posicionamentos ou buscar neutralizá-los com posicionamentos bons quando precisamos de uma data para a realização de alguma ação importante, visto que os “graus ruins” englobam praticamente 10% do disco, enquanto os graus bons chegam perto de 20%. Ao mesmo tempo esse tipo de análise bem específica com pouca margem entre o grau exato de cada aspecto/trânsito permite uma análise mais precisa do mapa assim como buscar estabelecer prognósticos mais precisos. Previsões e trânsitos para favorecer um objetivo ou evitar uma “data ruim” necessariamente precisam trabalhar com um estudo restrito dos graus (variação de no máximo 1º grau como mostrei aqui) caso contrário a eficácia do estudo estará comprometida.

Com todas essas informações devidamente encontradas fica muito mais fácil encontrar os trânsitos tensos e os trânsitos harmônicos ao longo do ano, lembrando que os trânsitos criam oportunidades desafiadoras ou facilitadoras para que a pessoa efetue o trabalho sobre a sua individualidade e personalidade segundo as características do mapa natal, ou seja, um Sol na casa 06 sempre vai cobrar no mapa natal fortalecimento nos assuntos dessa casa, um Ascendente em Capricórnio sempre vai projetar o jeito capricorniano para encarar os desafios da casa na qual o seu regente (Saturno) está (assuntos da casa 08), enquanto que Plutão busca sempre o poder e a transformação profunda pela via inconsciente e a casa que ele estiver é que vai acionar o tipo de busca ligada a vida profissional (Um Plutão na casa 07 busca o poder pela via das associações, na casa 08 pela sexualidade, na casa 09 pelo desenvolvimento filosófico prática e na casa 10 ele busca o poder com extrema competitividade e cobrança pois a casa 10 representa em si a própria carreira).

Normalmente pessoas com Plutão cravado no MC (como no caso do meu mapa ou de outras pessoas famosas como Putin e Lula indicam domínio e liderança fora do comum em determinado assunto, que no caso deles é a política. Na Astrologia há várias outras posições reconhecidamente auspiciosas para identificar um mapa de alguma pessoa que terá algum destaque ou traz alguma mudança significativa para a sociedade, entre elas outra que está no meu mapa é a presença de Júpiter em Leão na casa 07 (outra posição notória conhecida como a dos bons cantores é a presença de Vênus em Touro na casa 07 ou no Meio Céu)

Por fim a casa de Saturno natal mostra o assunto que traz o medo, o desafio, a barreira a ser superada. Vamos ao exercício  

EXERCÍCIO PRÁTICO

Vamos agora realizar um exercício prático: encontrar uma data energeticamente auspiciosa para lançar um livro em 2017/2018 com base no meu mapa pessoal. Como foi dito anteriormente, nesse caso, observarei também o posicionamento de Júpiter natal.

É importante lembrar que muitas vezes um lançamento tem uma “janela” de lançamento de alguns dias, semanas ou meses e muitas vezes os astros de movimento mais lento (como Saturno, Urano, Netuno, Plutão) estão ativando trânsitos ruins no mapa natal, cabendo nesses casos buscar uma neutralização através dos astros de movimento mais rápido, em especial o Sol e a Lua, mas também considerando a ação no trânsito de Vênus, Marte e obviamente Mercúrio. Muitas vezes essas observações conseguem anular inclusive a ação de um Mercúrio ou Vênus em movimento retrógrado durante o trânsito, pois os demais trânsitos em relação ao mapa natal são muito favoráveis.

Deixarei a seguir 03 mapas com as respectivas datas para que os interessados digam qual ou quais deles são indicados como boas datas de lançamento e qual ou quais não são indicados. Eis os dados:

Mapa 01 – 28 de abril de 2017 às 16h35min (Lua Nova)




Mapa 02 – 28 de outubro de 2017 às 17h38min (Lua Crescente)




Mapa 03 – 28 de abril de 2018 às 11h11min (Lua Crescente)   



E além dessa tabela para analisar os trânsitos ao longo de 2017 (buscando um horário com o maior número possível de trânsitos harmônicos e fortes e se possível nenhum trânsito tenso) também levarei em conta alguns conhecimentos utilizados para lançamentos e consagrações com base na Astrologia horária, como foi explicado nesse post aqui do blog de maio de 2014:


Saga Atlântida

As 03 datas são excelentes em relação ao meu mapa natal e exatamente por isso as escolhi para o lançamento de toda a saga atlante. Inicialmente planejada para contar com 04 livros, a saga apresentará 05 livros que serão lançados nessas 03 datas, juntamente com mais uma obra que será escrita em conjunto com os amigos espirituais Dumas e Rodrigues e que tratará dos recentes acontecimentos sociais e políticos do Brasil com um humor ácido e crítico característico desses dois espíritos. Serão, portanto, 6 livros até abril final de abril de 2018.  

Sobre os 05 livros da saga atlante: teremos 03 arcos temporais. Os primeiros três livros abordam o período de formação da última Era de Ouro atlante, aproximadamente 1300 anos antes do afundamento derradeiro descrito por Platão. Nesse arco teremos informações tanto de acontecimentos anteriores (como a vinda de espíritos exilados) e posteriores (como o próprio afundamento final).

O quarto volume contará a ação dos atlantes durante os acontecimentos da década de 30, o exílio planetário e o grande expurgo, o novo dilúvio universal.

Por fim, o quinto volume abordará o período entre o início da Era de ouro atlante e o afundamento, uma janela de 1300 anos, que englobou não apenas um grande avanço tecnológico e moral como também intensas lutas no astral inferior, o que será uma tônica do livro que mostrará os eventos se desenrolando em três cenários ao mesmo tempo: astral inferior/abismo (dragões em magos negros tentando ferrar o projeto atlante), astral intermediário/plano material (região que a colônia astral atlante temporariamente se materializou, ainda que em uma matéria mais sutil que a física) e o astral superior (como o grande conselho da luz trabalhou para que a Era de ouro se realizasse)

E, mais futuramente, após algumas outras obras que estão na fila, ainda poderemos ter novos capítulos dentro da saga atlante....

Espero que esse texto bem simplificado ajude na compreensão da questão dos trânsitos astrológicos, trazendo uma visão objetiva e ao mesmo tempo bem simplificada e didática do tema, facilitando o estudo de cada leitor que se interessa pelos assuntos da Astrologia.

Para conhecer as profecias cumpridas e adquirir os livros lançados até o momento, acesse o banner a seguir:

  

3 comentários:

Antonio disse...

Gratidão José, por nos proporcionar estes conhecimentos.
Aproveito para perguntar:: Você analisa Mapa Astral?? Além desses que você fez para subsidiar seus estudos.
Agradecido.
Antonio

Turma do Volei RJ disse...

Adorei sua explicação. Sempre gostei e me interessei por astrologia. Tenho alguns livros, mas sua explicação foi bem clara. Fiz o quadro dos sextil, trígono, oposição e quadra. Vc pensa em dar algum curso sobre astrologia? Abraços obrigada

José Alencastro disse...

Sobre o curso de Astrologia: é uma boa idéia para o futuro. Pensarei sobre isso

Quanto a mapas: quem tiver interesse envie um email para profecias2036@gmail.com que eu informo como proceder (o que precisa, como funciona, valor, etc)