29 de abr de 2013

A Vida no Astral Inferior (Parte II): Extinção do Ovóide e Destruição da Alma, É Possível ?

Reservatório de ectoplasma

Questão que recebi pelo email do blog, mais de uma vez:


“Tenho uma dúvida e gostaria de saber se você pode me ajudar. A minha dúvida é a seguinte: É possível um espírito ovóide reencarnar mesmo que o ovóide tenha sido destruído por outro espírito, ou seja, o ovóide sendo extinto, é possível uma nova reencarnação para esse espírito? Agradeço desde já a sua atenção!” 

E aqui: "Existe morte espiritual, ou seja, quando morremos, acaba a vida física e o espírito/alma/mente/ energia ou seja lá o que existe após a morte terrena, podemos morrer definitivamente na vida espiritual, sermos deletados da existência, de todo o tipo de existência?"


O estágio de ovóide é quando o corpo astral já está destruído e o corpo mental inferior em amplo estágio de degradação, normalmente apresentando-se como uma esfera gelatinosa enegrecida girando alucinadamente no próprio eixo ou como uma espécie de grande larva, também enegrecida e de aspecto gelatinoso, nesses casos não passando de um metro no tamanho.

Nesse estágio o espírito perde a consciência do mundo exterior e passa a viver apenas dentro de si, das próprias formas pensamento desordenadas que habitam no seu íntimo.

Entretanto, a sabedoria divina cria mecanismos que impedem a destruição do ovóide, seria como querer matar uma pessoa já desencarnada ou dividir um espírito em várias partes, ambas ações impossíveis.

Quando atinge esse estágio de ovóide, as partículas do corpo mental inferior estão tão densas e coesas que qualquer arma ou mecanismo no astral inferior não conseguiria desagregar ou destruir esse corpo. É como se o ovóide fosse um pasta gelatinosa, extremamente flexível e ao mesmo tempo muito coesa; sempre que tenta ser muito distendida para que ocorra o rompimento, produz uma força incrível atraindo para o seu centro (o conjunto dos principais 7 chacras que ficam girando alucinadamente no centro do ovóide como se fosse um chacra só, produzindo um redemoinho que centraliza energia, causando essa gigantesca coesão molecular)

Existe ainda um outro estágio, relatado no livro "O Abismo" posterior ao ovóide, que é o ovóide petrificado, que também é inquebrantável e indestrutível, pois apresenta uma coesão ainda maior do que um simples ovóide. São mecanismos divinos que impõe um limite para a degradação do perispírito, impedindo que o veículo de manifestação de espíritos tão desequilibrados não seja extinto.

Nesses casos, o espírito que esta com o corpo perispiritual na forma de ovóide precisa de um longo tratamento junto a espiritualidade maior, para que tanto o corpo mental inferior como o corpo astral sejam refeitos.

André Luiz chega a falar disso em seus livros, quando se refere às grávidas do astral (espíritos com perispírito na forma feminina) que servem de mães espirituais na formação de novos corpos perispirituais para espíritos que estão em processo de reconstrução do corpo perispiritual, sobretudo o astral.

Alguns links do blog abordam esse tema dos ovóides:

Corpo astral e processos de energização: AQUI 

Dragões e Magos Negros (parte VII) - Os ovóides petrificados: AQUI 

No oitavo texto da série “Dragões e Magos Negros”, que posterei em breve é relatado o processo de reconstrução do perispírito dos dragões durante o seu processo de exílio após o auge dos eventos da transição planetária em 2036.

O espírito pode ser definido como energia vital inteligente, que se manifesta não apenas através dos chamados corpos inferiores (físico, etérico, astral e mental inferior) como também dos corpos superiores (compostos unicamente por fluido universal e sem princípio material), composta de duas essências fusionadas que formam a individualidade espiritual ou o principio espiritual individualizado: a alma e o Espírito. 

A alma é o ser em evolução, a mente em desenvolvimento, que evolui, vivencia os karmas, a sede do livre arbítrio.

O Espírito (em maiúsculas) é a essência divina, a centelha divina perfeita que torna o espírito (em minúsculas, somatório da alma e do Espírito) a imagem e semelhança de Deus, o Espírito é a voz da consciência, a presença divina em cada ser vivo impulsionando a evolução da alma através da matéria orgânica pela experiência da encarnação. 

A medida que a alma evolui, ela vibra cada vez mais em harmonia com o Espírito (que alguns também chamam de Espírito Santo, Eu Superior, Eu Sou), essência que a vitaliza e permite que a individualidade espiritual evolua. 

É a ação do Espírito sobre a alma no espírito individualizado que impede a destruição da alma, pois Deus criou todos os seres vivos com a Sua essência, para que evoluam, se desenvolvam e um dia possam compreender plenamente todo o Universo e vislumbrar a “face” de Deus, sendo assim, não existe destruição da alma, da mente, do espírito, primeiro pela ação do Espírito fusionado a cada alma formando cada individualidade espiritual que vitaliza constantemente a alma e em segundo pela própria ação do Espírito que impede a extinção do corpo mental inferior no estágio de ovóide.

A única forma do corpo mental inferior ser extinto é quando o espírito evolui de tal forma que não precisa mais de corpos inferiores e nesse caso a luz do seu espírito atua de tal forma nas moléculas semi materiais do corpo mental inferior que elas se elevam vibratoriamente ao seu estado original, que é o de fluido universal e assim o espírito passa a se manifestar unicamente em corpos superiores, formados de fluido universal, o que não significa uma destruição dos componentes moleculares do corpo mental inferior mas sim sua elevação vibratória.

Dito isso, não existe nem extinção do espírito, da alma, da mente e nem do perispírito.


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:



9 comentários:

João Inácio disse...

Olá José,

No processo evolucionário, pelo que entendi, então, para um ovóide petrificado abandonar esta forma e voltar a ser um espírito de menor densidade pode levar, sei lá, exagerando, milhares de anos???? Ou em alguns casos que, presumo, seriam raros, a cura e evolução duraria menos (mas quanto tempo menos???)

E, mais, tu poderias citar alguma personalidade histórica encarnada no passado que virou ovóide??? Tens alguma informação do mundo espiritual? Tu poderias exempleficar que ue tipo de pessoa poderia, ao desencarnar, se transformar em ovóide? Um terrorismo fanático islâmico que matou centenas ou milhares? Enfim, pergunto isso para tentar entender como um espírito possa chegar a este ponto.

Abs!

José Alencastro disse...

Então João, na verdade o ovóide é uma forma em desequilíbrio do corpo mental inferior e não do próprio espírito, a densidade não é existe no espírito pois o espírito não tem principio material, o que fica mais denso é o seu corpo mental inferior, na forma de um ovóide. O processo de reconstrução em si eu acredito que varia, pois o mais difícil e demorado não é nem tanto o processo de reconstruir o corpo astral e o mental inferior, mas realizar esse processo a medida que o espírito vai retomando a lucidez e que pode ainda permanecer cultivando ódios e desequilibrios por muito tempo e pode tornar o processo em si mais lento. Pra degradar a forma de ovóide é necessário um longo processo de várias encarnações que o espírito vai cultivando ódios e sentimentos destrutivos, até que chega ao ponto que começa a adquirir aparências bizarras no perispirito (ou seja, ainda tem corpo astral mas nao chegou a ovoide), como aparencias animalescas (repteis, animais ferozes) e a partir desse ponto que mora o perigo, pois com o perispirito degradado a essa forma, o espirito nao pode mais reencarnar, precisa buscar auxilio em hospitais socorristas, mas a maioria prefere se aliar a cientistas trevosos ou milicias pra manter pactos de vingança ao inves de buscar o caminho do perdão e da reconstrução da sua antiga forma humana. A partir desse processo, em algumas décadas ou séculos, o perispirito pode tornar-se um ovóide e em casos ainda mais graves, de ovoides petrificados. Esse processo de ovoidização é algo gradativo, não ocorre de uma hora pra outra. Se eu nao me engano, no Senhores da Escuridão existe um relato pormenorizado de como ocorre esse processo de degradação, desde o início, passando pelas formas animalescas até chegar ao estágio de ovóide. Abraço

Ricardo Couto disse...

Olá João, um livro que conta a história de uma personalidade importante que quase virou ovóide chama-se "Ícaro redimido". É um livro psicografo que conta a história de Santos Dumont após o seu desencarne e como os seus pensamentos depressivos de auto culpa pela criação do avião e sua utilização na guerra quase o levaram ao estado de ovóide. Eu ainda não li este livro mas me foi muito recomendado no centro espírita que frequento, e segundo o meu instrutor é bem didático quanto a explicação do processo necessário até se chegar ao estado de ovóide.

pi Decarlu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ONG ALERTA disse...

Interessante, abraço Lisette.

Vitor Tavares disse...

José, então o pior estado que um espirito pode chegar é no estado de ovoide petrificado ????

José Alencastro disse...

Exatamente Vitor, o pior estado que um espirito pode degenerar o seu corpo é o estado de ovoide petrificado

Israel disse...

Olá meu amigo João Inácio, tomando a libertade de responder a sua pergunda sobre uma personalidade encarnada que tenha virado um ovóite, temos aki no Brasi o saudoso Alberto Santos Dumont, o inventor o avião, vc pode ler sobre o assunto no livro :
Ícaro Redimido ( Gilson Freire pelo espirito Adamastor ) leia e tire suas dúvidas, muita luz no seu caminhar meu irmão.._/\_

João Inácio disse...

Ricardo e Israel,
Muito obrigado pela dica. Fiquei surpreso pelo espírito de alguém como Santos Dumont quase ter virado ovoide. Na minha cabecinha estreita isso era coisa de assassinos em massa e que tais rsrsrsrs.

Realmente, pouco sei. Vou procurar o livro recomendado por vcs!

Mais uma vez, obrigado!