2 de set de 2015

Lua de Sangue e Final da Shemita em Setembro de 2015, Jubileu, Elenin 2 em 2024

Eclise lunar em setembro de 2015, lua vermelha em 2015

Para saber, além da questão do jubileu, sobre as profecias envolvendo a questão da lua de sangue em 28 de setembro, a visita do papa as Américas em final de setembro (profecia de Parravicini sobre um grande evento quando o papa estivesse nas Américas) e o final da shemita (iniciada em setembro de 2014 e que termina na última semana de setembro de 2015), acesse esse link aqui com vários textos e links sobre os temas descritos neste parágrafo:


Recebi essa pergunta interessante em um dos posts do blog sobre a questão do Yovel (Jubileu):

“Além da contagem do ano de shemitá, de sete em sete anos, existe a contagem do yovel - o jubileu, que ocorre a cada cinqüenta anos, no ano seguinte ao término de 7 anos sabáticos.

Para um agricultor judeu, é muito difícil não trabalhar os campos e pomares durante um ano inteiro, não podendo dispensar-lhes os cuidados adequados. Que dirá então o quão difícil é para ele não trabalhar a terra por dois anos seguidos! O sétimo ano de Shabat Shemitá e o seguinte, do jubileu.

Na época do Templo isto era exatamente o que acontecia a cada cinqüenta anos. Atualmente, não se guarda o Yovel.

O Yovel caracterizava-se por três obrigações, que recaíam sobre a nação inteira:

1. Abstenção de qualquer trabalho agrícola, exatamente como em Shemitá.
2. Liberdade incondicional para todo escravo hebreu.
3. A devolução de todos os campos aos seus proprietários originais.

A cada ano de Yovel, em Yom Kipur, o San'hedrin (Tribunal Superior) tocava o shofar. A seguir os judeus em Israel, tocavam o shofar. O som podia ser ouvido em Israel inteira, anunciando: "Chegou a hora de libertar todos os escravos judeus. Todos os que possuem escravos judeus devem libertá-los e enviá-los à suas casas."

Gostaria de saber se há alguma razão específica em não ter comentado sobre o Jubileu, ou se a análise do mesmo passou desapercebida.

Gratidão!”

Resposta: Vamos começar pelo básico: primeiramente, como foi mencionado no próprio texto, o povo judeu não observa mais a contagem do jubileu e faz tempo (desde a construção do segundo templo em 516 AC). E qual o motivo? Segundo o rabi Baruch Davidson existem várias questões para que o jubileu não seja observado já há algum tempo em Israel.

O primeiro motivo é que segundo a lei judaica mostrada na Torá (Pentateuco do Velho Testamento Bíblico), o Yovel ou Jubileu deve ser observado apenas quando todas as 12 tribos de Israel estiverem vivendo em solo judeu, ou seja, em Israel. Foi exatamente com a destruição do segundo templo (ano 70) e a dispersão do sanhedrin (juízes do tribunal superior) que a marcação do jubileu foi cessada. Segundo o rabi, a última vez que os requisitos legais descritos na Torá para a observância do jubileu ocorreram nos 150 anos antes da destruição do primeiro templo por Nabucodonosor e o exílio ou cativeiro na Babilônia, antes que Ciro quase 50 anos depois permitisse a volta dos judeus a sua terra. Como o primeiro templo foi destruído em 423 AC segundo o rabi e crença de boa parte dos judeus não poderíamos ter um jubileu antes de 573 AC. Ocorre que aqui temos mais um fator de complicação para o cálculo, pois segundo a história oficial, o primeiro templo foi destruído por Nabucodonosor em 587 AC e dessa forma teríamos um espaço até 737 AC (150 anos antes) no qual a contagem do jubileu poderia ser realizada. Ou seja, em algum momento após 737 AC ocorreram dois ou três jubileus, sendo que a partir da destruição do primeiro templo (587 AC) e mesmo após a construção do segundo templo (516 AC) os requisitos para a contagem do jubileu não foram preenchidos (tanto que desde a época do segundo templo a contagem do jubileu não é feita pelos judeus).

Como a contagem da shemita não depende da presença das doze tribos em solo judeu, ela continuou existindo mesmo após a destruição do primeiro templo, tanto que ela é observada oficialmente até hoje, com registros históricos dentro do povo judeu desde a shemita de 68-69, um ano antes da destruição do segundo templo (pois normalmente o ano novo ou rosh hashná ocorre entre final de setembro e início de outubro).

Tanto na contagem do shabat como da shemita temos 6 dias/6 anos de trabalho seguido por um dia/ano de descanso para que então se inicie um novo ciclo de 7 dias/7 anos. Seguindo essa contagem, teremos no calendário hebraico a shemita entre setembro de 2014 e setembro de 2015.

Observando as 7 shemitas (considerando que o ano novo se inicia em final de setembro ou início de outubro)  até 2035-2036 temos:

1986-1987 -
1993-1994 -
2000-2001 - Queda das Torres Gêmeas
2007-2008 - Crise imobiliária nos Eua
(setembro)2014 - (setembro)2015 - ???
2021-2022 - ???
2028-2029 - Primeira passagem do Apophis
(outubro)2035- (outubro)2036 - Queda do Apophis

Se nesse espaço tivéssemos o intervalo de um jubileu (Yovel) teríamos um entre setembro de 1987 a setembro de 1988 e depois outro a partir de outubro de 2036 a outubro de 2037.

De qualquer forma, o embasamento que o rabi Jonathan Kahn utiliza para apontar um jubileu a partir de setembro de 2015 (início do ano seguinte ao fim da shemita atual) até setembro de 2016 como o 70º jubileu desde Moisés (a promulgação da lei descrita em Levítico) é errada, primeiro porque em boa parte do período de Moisés até os dias de hoje não tivemos os requisitos para o cumprimento do jubileu (tanto que há muito tempo os judeus não o observam, simplesmente porque não possuem os requisitos legais ou mitzvot para cumpri-lo) e o segundo motivo é que simplesmente não se sabe a época exata do período que Moisés esteve no deserto (com variações de 100 a 150 anos dependendo do estudo histórico).

Por tudo isso qualquer análise sobre a contagem dos jubileus é muito hipotética, sendo que os próprios judeus consideram atualmente apenas a contagem da shemita e não contam, desde a época do segundo tempo em 516 AC os jubileus. Sendo assim, nem em 2015,2016 ou 2017 teremos jubileu  

 E se não teremos Jubileu em 2015,2016 ou 2017, teremos Nibiru???

Nibiru chegando, Neil Tyson meme

A resposta é retórica e óbvia: claro que não!!! Falei sobre isso nos dois links abaixo e em seguida respondendo a pergunta de um leitor da fanpage questionando se o cometa “Elenin 2” seria Nibiru:



Pergunta: “Estamos vendo na net, muitos sites a falar sobre NIBIRU, e tbm um que fala sobre uma estrela anã magnética lá por 2024, será verdade sobre isso tudo? Essa estrela anã magnética, fala lá no site, que é o Elenin 2, e já se tem matérias que fala em problemas no sistema solar, causados por essa estrela, em outros sites e tbm até um vídeo da tv cultura sobre anomalias no sistema solar. O que acha vc ?”

Resposta: Acho que é informação sem base científica e que fere postulados elementares da Astronomia. Infelizmente muitas pessoas não gostam de pesquisar e embarcam em canoas furadas do tipo "Nibiru vai passar em 2013, 2014, 2015" ou "o sistema solar gira ao redor de Alcyone" heresias que ferem postulados elementares das leis da Física.

Sobre Nibiru eu não preciso falar além do que já tem disponível aqui no blog e na fanpage (dois links acima) se alguém ainda crê nas teorias do Sitchin ou qualquer outro tipo de site que apóie a idéia de Nibiru como um astro invasor é uma escolha pessoal que não tem qualquer respaldo cientifico ou astronômico, mas cada um crê no que quiser (desde que não diga que existe alguma base cientifica, da NASA ou de qualquer astrônomo para tal crença em Nibiru como um astro invasor, pois trata-se apenas do planeta Júpiter segundo a maioria dos estudiosos de línguas semíticas e das tábuas sumérias apontando, que diga-se de passagem não concordam em sua grande maioria com o trabalho do Sitchin).

Quanto a pergunta sobre o Elenin 2 (cometa que é conhecido como P/2011 NO1), trata-se de um cometa que periodicamente visita as imediações da Terra, a cada 11-13 anos, na última vez que passou em 2013 foi a 14 milhões de quilômetros da Terra, só a termo de comparação Vênus está a 40 milhões de quilômetros quando fica no ponto mais próximo da Terra, ou seja, se o Elenin 2 fosse um planeta gigante ou uma anã marrom, ele seria visto por qualquer astrônomo amador. Em 2024 ele passará a 200 milhões de quilômetros, ou seja, bem mais longe do que passou em 2013, quando não causou estrago algum. Estimativas iniciais apontam que ele é um cometa comum, ou seja, com um núcleo do tamanho médio de um cometa, com 3 a 4 km, bem menos que os 13 mil km de diâmetro da Terra ou os 140 mil km de diâmetro de Júpiter e bem longe de uma estrela anã, que não possui menos do que 150 mil km. Portanto se você ler, ver ou ouvir alguém dizendo que Elenin 2 é nibiru, um planeta gigante, uma estrela ou que tem 10 mil vezes o tamanho da Terra, mande a pessoa ou blog que escrever isso catar coquinhos e estudar mais antes de sair divulgando besteiras na net. Abraço

A Bíblia no 3º Milênio e Brasil o Lírio das Américas em promoção até o dia 07 de setembro no Clube dos Autores:



Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:



10 comentários:

Χριστός disse...

Sobre a contagem dos jubileus, seguem datas hipotéticas de YOVEL as quais deveriam ter sidos celebradas, e a próxima data na qual deveria ser celebrado.
As hipóteses foram levantadas a partir de cálculos que consideram diferentes períodos para iniciação da contagem:
A descrição dos diferentes períodos considerados para o cálculo encontra-se no link a seguir: http://www.betemunah.org/yovel1.html

A informação de que iniciará um YOVEL em 2015, é calculada a partir da data em que Israel entra em Canaã. Alguns dizem que foi em 1416 A.C outros que foi em 1407 A.C

HIPÓTESE YOVEL A: Último: 1967 Próximo: 2016
HIPÓTESE YOVEL B: Último: 1979 Próximo: 2028
HIPÓTESE YOVEL C: Último: 1987 Próximo: 2036
HIPÓTESE YOVEL D: Último: 1992 Próximo: 2042
HIPÓTESE YOVEL E: Último: 1994 Próximo: 2043
HIPÓTESE YOVEL F: Último: 2001 Próximo: 2050

Segue também referência para os anos Shemitas:

27/09/1965 - 14/09/1966
09/09/1972 - 26/09/1973
22/09/1979 - 10/10/1980
04/10/1986 - 23/09/1987
16/09/1993 - 05/09/1994
30/09/2000 - 17/09/2001
13/09/2007 - 29/09/2008
25/09/2014 - 13/09/2015
07/09/2021 - 25/09/2022
21/09/2028 - 09/09/2029
04/10/2035 - 21/09/2036
15/09/2042 - 04/10/2043
27/09/2049 - 16/09/2050


Considerando as datas acima relacionadas, os Jubileus hipotéticos que batem com a sequência de anos Shemitáh acima apresentada são:
1987 / 2036
1994 / 2043
2001 / 2050

Baseado na afirmativa que o Yovel deve ser comemorado a cada 50 anos, sempre após 7 Shemitas. 7x7 = 49

Alinha Revisão de Texto disse...

Muito bom dia Jose,
gostaria de perguntar algo sobre este incrível problema migratório que tem se intensificado nos últimos meses, sobretudo, na europa. As piores notícias ganham muita visibilidade hj na imprensa, mas sempre com aquelas explicações de reativação do antissemitismo que retorna c força este ano. Como o astral explica a intensidade deste acontecimento e qual(se houve/há) recomendações espirituais sobre o assunto?
muito grata,
angie

José Alencastro disse...

Será um dos temas do próximo livro.

Em agosto tivemos mais de 20% de todas as mortes na travessia pelo mar no ano de 2015, sendo que foram 3 afundamentos consecutivos na última semana de agosto como foi informado aqui:

http://tribunadonorte.com.br/noticia/agosto-termina-com-mais-de-400-mortos-rumo-a-europa/323301

Esse número recorde de incidentes em agosto, sobretudo ao final do mês, confirma o que foi dito no 2 de janeiro com as previsões para 2015:

"Saturno iniciou 2015 já no signo de Sagitário e em meados de agosto, devido ao seu movimento retrógrado nessa época, retornará aos últimos graus de Escorpião, ficando entre Escorpião e Sagitário, enquanto Júpiter (planeta que rege Sagitário) entrará no signo de Virgem, fazendo com que Júpiter fique em quadratura com Saturno e em uma oposição a Netuno. Esse posicionamento indica enormes possibilidades de acidentes ou eventos graves envolvendo águas (Netuno e Saturno em signos de água). Predominantemente entre os dias 23 e 25 de agosto é o período mais tenso desse posicionamento."

Texto completo aqui: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2015/01/previsoes-para-2015.html

Paulo Gomes disse...

José Alencastro,

Essa onda migratória de muçulmanos para Europa não poderia ser a "invasão" prevista em várias previsões? Muitas vezes temos uma tendência a interpretar as profecias com o acontecimento de guerras e catástrofes naturais, porém essas imigrações em massas vindas do oriente médio e do norte africano, justamente de países muçulmanos, e grande parte indo para a Itália, onde fica o Vaticano, fazem-me pensar a respeito se já está se cumprindo a profecia da invasão muçulmana contra os países cristãos.

Essas imigrações também não poderiam ser interpretadas como o acontecimento esperado para esse ano até o mês de setembro, quando o Papa estaria nas Américas? Salvo engano essas imigrações,com várias mortes, iniciaram-se quando o Papa viajou pela primeira vez esse ano para a América do Sul e provavelmente aumentará durante esse período em que ele estiver visitando a América do Norte. Por se tratar de uma catástrofe humanitária logo-logo ele e a Santa-fé sentirão a necessidade de intervir.

Uma abraço.

Paulo

José Alencastro disse...

Olá Paulo

As profecias, sobretudo no Apocalipse e Daniel são bem claras em falar numa guerra, em um confronto, uma luta. Nostradamus por sua vez chega a citar, literalmente, camelos bebendo agua no rio Reno. Isso sem falar em todas as demais profecias sobre a queda de Roma por uma destruição militar (Dom Bosco, João XXIII apenas para citar alguns)

Quanto a profecia do Parravicini ele escreveu: "a humanidade cairá" e na imagem aparece uma garrafa boiando com o nome "humanidade" escrito dentro da garrafa e no céu um desenho semelhante a uma onda de terremoto, comum nos sites que divulgam sismos na internet. Parece-me, realmente, um evento de grandes proporções, muito além do número de refugiados e de pessoas que estejam morrendo nesse cenário

Abraço

Alinha Revisão de Texto disse...

Mas, então, José, sobre a previsão da "humanidade cairá", seria um tsunami pelo cumbre vieja que coincidiria com a visita do papa à América, em setembro? Já tem estudo astral que confirme esta possibilidade? É que li seus vários posts sobre tsunami e este seu último parágrafo em resposta ao comentário do Paulo (acima) me fizeram (talvez equivocadamente) associar uma coisa à outra. Poderia esclarecer?
Mais uma vez, muito obrigada por compartilhar seu saber e nos fazer ter vontade de aprender.
muito grata,
angie

José Alencastro disse...

Olá Angie

Profecias diversas indicam que pode ser agora em setembro pelos múltiplos fatores que apontam em profecias diferentes. Ainda não fiz o mapa astral do dia 28, mas a possibilidade existe sim

Abraço

Peter Sorum disse...

Boa tarde José Alencastro. Eu desde há uns anos para cá 2009 mais ou menos, comecei a interessar-me por profecias e procurar a verdade por trás da mentira que vivemos no nosso planeta, mentira social, política, económica e entre outros factores que nos são "bombardeados" todos os dias e que apenas não passam de mentiras e do que eles não querem que nós saibamos! Comecei a seguir este blog por acaso acho que foi a partir de 2013 quando vi no facebook um post sobre "luas de sangue" e eu ao ver aquele post achei interessante procurar mais sobre ele na Internet foi então que descobri o blog e para meu agrado não tinha apenas a explicação completa das luas de sangue como também explicações sobre várias outras matérias de grande interesse como por exemplo as profecias de Nostradamus, Parravicini, João XXIII etc e partir daí até hoje tenho sempre seguido o blog e vou sempre informar-me ao blog porque gosto muito do trabalho que você está a desenvolver, possibilitando esta informação a muita gente!

Com isto eu queria fazer umas perguntas que se for possível você me responder fico contente se não for possível fico contente na mesma porque o trabalho aqui desenvolvido é excelente!

A minha questão é, sendo eu europeu e dada a grande onda migratória para a europa isto é caso para nos preocuparmos? Porque eu já li em vários sites que muitos destes migrantes e refugiados não são todos sírios muitos deles são de outros países muçulmanos que aproveitaram a oportunidade de fugir para a europa e sabe-se lá com que objetivos.

Outra questão é, porque é que os países ricos com a mesma religião e cultura casos da Arábia Saudita, dos EAU do Qatar etc não aceitam estas pessoas? E o porque de que apenas os europeus é que têm que levar com a carga em cima.

Com isto quero dizer e como também já aqui foi dito no blog, esta onda migratória será o início da queda da europa? A europa está a passar por uma grande crise económica e social e eu penso que com a vinda destas pessoas é mais um passo rumo ao abismo não digo agora mas digo para daqui a uns anos!

Última questão este conflito no médio oriente com o surgimento do estado islâmico que é financiado e armado pelos EUA é apenas mais uma montagem com o objetivo de causar a 3 guerra mundial? Pelo que eu tenho lido é esse o objetivo, de rebentar a 3 guerra mundial entre Israel ou seja o sionismo contra os muçulmanos e atrás irão os seus aliados os EUA e NATO atrás de Israel e Rússia e China atrás do Irão e da Síria.

São essas as minhas questões. Cumprimentos de Portugal!

José Alencastro disse...

Olá Peter, agradeço o interesse pelos temas do blog. Vamos as perguntas

Em dois recentes textos da fanpage, juntamente com os comentários desses textos, algumas das suas questões estão respondidas. são esses dois textos aqui:

https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036/photos/a.366298710058766.83206.360490373972933/972418799446751/?type=1&theater

https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036/photos/a.366298710058766.83206.360490373972933/975268005828497/?type=1&theater

Quanto a questão dos refugiados (não apenas árabes muçulmanos, como árabes cristãos fugindo dos jihadistas do estado islâmico) a questão não é que esses países do Oriente Médio não aceitem os refugiados, mas sim eles é que não estão procurando esses países. Se você for ler as diretrizes do estado islamico eles procuram formar um grande califado em todo o Oriente Médio, até porque não possuem poderio bélico para invadir a Europa, ou seja, os refugiados buscam por segurança, por entender que nos países europeus o monitoramento a células terroristas será muito maior do que dentro dos países do Oriente Médio

O estado islamico não é financiado pelos Estados Unidos, até porque nao interessa aos Estados Unidos que um grupo fundamentalista se expanda pelo Oriente Médio. O que acontece é que os Estados Unidos tem muita influencia na região, desde a Arabia Saudita, Egito e principalmente Israel. O unico regime e ponto de apoio da Russia no Oriente Médio é exatamente o regime de Assad na Síria e obviamente Putin não deseja perder esse ponto estratégico no Oriente Médio. O estado islamico combate e tenta derruba o regime de Assad e é formado por rebeldes sunitas sírios e sunitas iraquianos (muitos deles experientes militares da época de Sadam Hussein), pois eles desejam estabelecer um califado primeiramente no Iraque e Síria e depois no resto do Oriente Médio. o que os Estados Unidos imaginaram é que poderia deixar, por algum tempo, esse grupo fundamentalista agir na Siria para derrubar o regime de Assad, mas viram que isso é inviavel e demorado (até porque a Russia voltou a ajudar o governo de Assad com força militar), da mesma forma que é inviavel armar o estado islamico. Todo esse cenário é que levará aos eventos da terceira guerra na década de 30. Abraço

Douglas Sulzbach disse...

Olá José!

Dessa vez, eu vou indagar de forma objetiva e rápida? Qual é o futuro da América do Sul como um todo (Brasil principalmente)?

Haverá desmanchamento do país Brasil (falo isso por causa dos movimentos O Sul é meu País e SP livre, ambos desejam criar uma nova nação sem a influência da esquerda, além do mais, já li em uma profecia de um grande médium, que em breve São Paulo deixaria de ser a "locomotiva" do Brasil)?

O Rio Grande do Sul passa por graves problemas financeiros (ainda não atingiram níveis catastróficos) sendo chamado de "Grécia Brasileira" por diversos jornalistas, então, esses problemas se solucionarão em breve? qual o futuro da terra dos gaúchos (Chico Xavier mencionava que este estado seria importante para o país nas próximas décadas)?

Abraços...