16 de jan de 2018

Como Faço Para Ser um Guardião - As Quatro Perguntas


Esclarecimento feito na obra "Brasil: Ordem em Progresso" lançada em julho de 2016 (a mesma que previu com meses de antecedência e detalhamento o ouro olímpico do futebol nas Olimpíadas do RJ e o grande sismo ocorrido recentemente na placa de cocos):

"– E quais seriam os outros critérios para se tornar um guardião? É possível começar um trabalho com os guardiões já diretamente junto às mais altas hierarquias de guardiões em missões de nível mundial?

Pacientemente a gigante russa respondeu a pergunta sob o olhar sereno de Jeremias que admirava a minha curiosidade incessante sobre o tema que ele próprio havia iniciado:

– Querido amigo o principal critério para aqueles que trabalham pelo bem é motivar a formação de cidadãos de bem e não cidadãos de bens, ou seja, pessoas preocupadas em crescer espiritualmente e ter uma vida material digna, mas sem viver em função de luxos, riquezas materiais ou materialismo.

Tomando um pouco de ar enquanto recebia profunda inspiração do amigo Franciscano, a gigante russa dos olhos violetas prosseguiu com a resposta ampla à minha pergunta:

– Nenhum soldado começa a carreira como general querido amigo, tudo é um processo. Os amigos, tanto encarnados ou desencarnados, que ocupam funções entre os guardiões ou funções de auxílio dentre aqueles com missões mais abrangentes são aqueles que conquistaram esse merecimento ao longo de várias encarnações. Temos ainda algumas questões muito práticas, a primeira delas é que para a principal função dos colaboradores encarnados, que é doar ectoplasma para as nossas equipes, não necessitamos sequer de médiuns projetores. A questão começa a ficar um pouco mais complexa quando necessitamos realizar missões mais abrangentes...

Anik aproveitou a relevância do tema e complementou:

– Normalmente buscarmos trazer para esse trabalho, mais próximo dos guardiões a nível mundial, não apenas aqueles médiuns que cumprem as características que elencamos até aqui, mas também aqueles que possuem a capacidade de compreender algumas questões mais amplas do ponto de vista histórico e geopolítico envolvendo a humanidade, mas também de conseguir transmitir aos encarnados o planejamento daquilo que está sendo elaborado e executado em poucos meses ou pouquíssimos anos, caso contrário não haveria um propósito prático em atuarmos a nível mundial mais diretamente com médiuns encarnados se estes não tiverem a capacidade de compreender e captar essas informações, pois estaríamos os expondo á riscos desnecessários. O ponto fundamental de trabalhar com maior proximidade a guardiões que atuem em nível mundial e que justamente por isso tem acesso mais próximo as diretrizes do Grande Conselho e especificações sobre o cronograma mundial é exatamente poder transmitir tais informações aos encarnados e compreender o porquê de participar de determinadas missões no mundo espiritual, ainda que em termos gerais esse cronograma já esteja relativamente bem delimitado, tanto pelas profecias trazidas pelo próprio Governador Planetário quando esteve encarnado entre os homens, como pelo próprio trabalho que já foi divulgado até aqui e atestou a veracidade desse cronograma em consonância com as profecias." (Livro "Brasil: Ordem em Progresso", página 63 a 75)

AS QUATRO PERGUNTAS

Feitas essas considerações, o leitor reflita:

PRIMEIRA PERGUNTA

Como alguém que supostamente trabalha com guardiões superiores, mestres ascensos e outras frotas especiais nunca trouxe uma única informação detalhada e certeira sobre o futuro próximo da Terra que tenha se concretizado (já que tais entidades atuam com grande antecedência e abrangência no processo da Transição Planetária)?

SEGUNDA PERGUNTA

Se o próprio Jesus apontou data para as profecias do final dos tempos (a geração ou 70 anos citada no Sermão Profético ao relembrar o profeta Daniel), se o próprio Chico apontou data para a Era Nova mediunizado por Emanuel no livro Plantão de Respostas Pinga Fogo II, se Edgar Cayce citou claramente 2036 como o ápice dos eventos em suas cartas disponíveis hoje na sua fundação nos EUA, qual seria o motivo para os novos “videntes” da atualidade citarem datas detalhadas que se cumpram com alto grau de acerto (como no link abaixo*): medo de errar ou a tentativa de ocultar a incapacidade de enxergar claramente o futuro?
  * O link a seguir mostra a previsão feita em 1 de fevereiro de 2016 de que o próximo grande terremoto seria entre as placas de cocos e caribe e aconteceria até o final de 2017. Desde então 1 ano e meio passou e o único sismo acima de 8 graus na Escala Richter foi exatamente naquela região (sul do México, no ponto de encontro das duas placas) antes do final de 2017 (uma das várias profecias detalhadas com datas trazidas aqui através dos guardiões superiores:


TERCEIRA PERGUNTA     

Vamos simbolizar a evolução de um espírito trabalhando como um guardião/exu (que são a mesma coisa apesar do preciosismo de alguns autores) como a evolução de um lutador dentro de um faixa na arte marcial; o faixa branca começa aprendendo a realidade da labuta em hospitais, cemitérios, ruas de um bairro, o azul já começa a ficar apto para missões de maior relevância na cidade, o faixa roxa simbolizaria um exu/guardião apto a missões a nível de Estado ou país, um faixa marrom a nível continental, um faixa preta a nível mundial/planetário. A pergunta é: um faixa branca que está a recém engatinhando na luta, aprendendo com o faixa preta está apto para ser um faixa preta logo que começa a treinar? Mesmo pagando regiamente e de forma justa pelas aulas que recebe ele não vai levar, no mínimo entre 7 à 10 anos para ser um faixa preta (multiplique esse anos de faixa por encarnações, no mínimo, para o caso dos guardiões)? Será que existe maneira de alguém já começar como guardião planetário? Será?

QUARTA PERGUNTA

E se você é um guardião a nível planetário ou está supostamente habilitado (porque alguém disse) a trabalhar diretamente mais próximo deles como um encarnado, como fará isso se nem consegue se projetar de forma consciente no astral? Mais ainda: se a pessoa precisa de um intermediário (outro médium) para se comunicar com o mundo astral (um ente querido desencarnado por exemplo) como que essa pessoa, que não consegue sequer se comunicar de forma lúcida no astral com alguém que mantém laços energéticos fortes vai querer trabalhar junto a guardiões planetários se não vai conseguir absorver claramente as informações trazidas por eles? Como vai atuar em missões complexas destinadas a esse nível de experiência sem o mínimo de lucidez? Não seria mais lógico supor que é necessário, primeiro, um longo estudo e várias práticas que normalmente levarão mais de uma vida inteira até que a pessoa conquiste aos poucos lucidez no astral, experiência nos níveis mais básicos de exus/guardiões (bairro, cidade) antes de pensar em uma atividade planetária?

REFLETINDO

Reflitam e encontrem as respostas para essas quatro questões e vocês leitores saberão o que é REALMENTE trabalhar junto aos guardiões planetários, mestres e frotas superiores que REALMENTE cuidam e tem informações claras da Transição Planetária, mas, sobretudo o que se necessita de esforço e experiência a longo, longo, longuíssimo prazo para REALMENTE trabalhar junto com tais entidades.

Reflitam pois há gente que desde 2012 defende vinda de Nibiru próximo da Terra, nunca previu nada de forma certeira e detalhada sobre a Transição Planetária, que ainda insiste em contrariar o único cronograma mundial da Transição Planetária e ainda assim quer convencer que é um representante das frotas estelares, dos mestres ascensos ou dos guardiões planetários.


Reflitam pois há muita gente especializada do lado de lá que faz qualquer coisa por altas cotas de ectoplasma (como foi mostrado no recente texto sobre o parque das trevas), prometendo noites no paraíso celeste mas oferecendo na verdade dias no inferno, gente que enxerga o povo como gado, que deve ser cercado, aprisionado e servir de fonte de ectoplasma 

O cronograma da Transição Planetária que se cumpriu de 2012 a 2017:



11 de jan de 2018

Previsões 2018 - Parte II


Dando prosseguimento às previsões de 2018 trago nesse post, como prometido, o estudo detalhado com base na Astrologia sobre as eleições de 2018, baseado no mesmo método que usei com sucesso para prever a vitória de Macron sobre Le Pen. Se você ainda não leu a primeira parte desse estudo, ele está aqui:



SATURNO EM CAPRICÓRNIO - BRASÍLIA E O RETORNO DE SATURNO

No texto que publiquei no dia 11 de novembro de 2017 no facebook expliquei de forma detalhada a ação de Saturno através do signo de Capricórnio no cenário político brasileiro:

Especificamente em Capricórnio, Saturno trouxe grandes mudanças políticas no cenário recente do país. Observem as últimas passagens:

1929-1932 - grande depressão e a eleição de Vargas

1958-1961 - renúncia de Jânio Quadros, posse de Jango e o gérmen dos eventos que aconteceriam em 1964.

1988-1991 - nova constituição e a eleição de Collor que sofreria impeachment no ano seguinte (a nível mundial a queda do muro e o fim da URSS)

No final do ano de 2017 Saturno entrará no signo de Capricórnio, signo que é o regente, exatamente durante um grande ciclo de Saturno (2017-2052). Não bastasse isso, enquanto estiver em Capricórnio, Saturno terá a companhia de Plutão, sinalizando um período em 2018, 2019 e 2020 de intensas mudanças.

Se repararmos as três últimas passagens de Saturno por Capricórnio, em todas elas os militares ou políticos de direita ascenderam ao poder. Após a revolução de 30 o Congresso foi dissolvido e a junta militar cedeu o poder a Vargas até que uma nova Constituição fosse elaborada. Na passagem que envolveu a renúncia de Jânio e a subida ao poder do vice Jango (ambos flertando com o comunismo em um cenário de auge da guerra fria) já havia a movimentação do Exército para impedir a subida de Jango ao poder, acontecimentos que levaram aos eventos de 1964. Já no período mais recente tivemos novamente a criação de uma nova Constituição e a subida ao poder de um político de direita (Collor) para evitar a chega ao poder dos comunistas novamente (Lula)

Diante dessa análise ampla sobre a influência de Saturno e considerando o que já foi dito no livro “Brasil o Lírio das Américas” (2014) que previu a queda do governo vermelho e o crescimento dos militares (maiores informações no link ao final do texto) está muito claro o cenário de amplas mudanças que serão vivenciadas entre 2018 e 2020. Como já informei anteriormente (o estudo acima confirma novamente o que disse: não há a menor chance de um presidente marxista, socialista, comunista, gramscista subir ao poder, assim como políticos que representem a manutenção dos interesses do establishment ou do compadrio dos pequenos grupos que controlam grandes fortunas no país (esqueçam Huck, Meirelles ou qualquer outro candidato que esteja ligado a PT, PMDB ou PSDB).

O próximo presidente representará os valores da economia liberal, do conservadorismo e dos militares e qualquer tentativa de impedir isso (não cumprir com a lei do voto impresso, tentar anular a candidatura representante dos militares) encontrará forte ação na forma de INTERVENÇÃO como já aconteceu nas passagens anteriores de Saturno.

Brasília fundada em 1960 nasceu com Saturno sob o signo de Capricórnio, ou seja, dentro dessa análise que expus até aqui a respeito de Saturno em Capricórnio. Ocorre que o retorno de Saturno a partir da fundação de Brasília aconteceu em 1989 e vai acontecer agora em 2018!!!

Dito isso, vamos ao método que desenvolvi e que utilizei para prever com acerto a eleição de Macron e a derrota de Le Pen.

Ao longo desse texto farei algumas análises comparativas a nível astrológico das eleições presidenciais de 2018 com base nos mapas da Independência e da inauguração de Brasília.

Dentre os muitos possíveis horários para a Independência o escolhido foi às 16h 30min. As bases históricas para a escolha desse horário podem ser analisadas no link a seguir:


O método que utilizarei para esse estudo é bem simples: tem como base o estudo dos trânsitos astrológicos comparando o mapa natal dos candidatos á presidência com três mapas: o mapa da Independência, da inauguração de Brasília e com o dia das eleições. O método de estudo dos trânsitos e sua importância no grande ciclo de 36 anos de Saturno foi estudado nesse post do blog:



Os 38 Graus Mágicos

Com base nos mapas da Independência e da inauguração de Brasília (ocorrida no dia 21 de abril de 1960 no primeiro minuto, à zero hora durante uma missa) temos as posições fortes que devemos procurar nos mapas dos possíveis candidatos para analisar sua real chance de vitória (em especial Sol, Ascendente, Júpiter e Plutão):

Mapa Independência



(0º) (1º) 2º e 3º (4º) (5º) de Capricórnio – Conjunção Urano/Netuno no mapa da Independência, Júpiter no mapa da inauguração de Brasília

(0º) (1º) 2 e 3º (4º) (5º) de Escorpião – Marte no mapa da Independência

(0º) (1º) 2 e 3º (4º) (5º) de Virgem – Plutão no mapa da inauguração de Brasília

(29º) (0º) 1º e 2º (3º) (4º) de Touro – Sol no mapa da inauguração de Brasília

O motivo desses pontos terem sido escolhidos: Urano e Netuno faziam a conjunção mais forte daquele dia da Independência  fazendo o único aspecto harmônico do mapa com Marte em Escorpião com muita energia. Ao mesmo tempo essa posição de Urano-Netuno está exatamente no mesmo grau de Júpiter no mapa de Brasília que por sua vez faz o aspecto mais forte daquele instante com Plutão (além de considerarmos que essa posição dos graus 2 e 3 de Capricórnio contendo Urano, Netuno e Júpiter através dos dois mapas está no signo mais forte de 2018: Capricórnio com a presença de Saturno e Plutão. No dia da inauguração de Brasília, Plutão faz o outro grande aspecto favorável, no caso com o Sol fechando o Grande Trígono daquele mapa e por isso a posição de Plutão e do Sol no mapa de Brasília foi considerada para o cálculo. 

Esses 08 graus fazem aspectos harmônicos entre si nos 2 mapas. Dessa forma a conjunção com um desses graus em um mapa de um político é forte indicativo de chance de vitória (ou seja, um político ter Sol, Ascendente, Júpiter ou Plutão em um desses oito graus)

A partir dos oito graus acima, consideramos os trígonos e sextis que apesar de não tão fortes quanto a conjunção geram influência positiva considerando de forma decisiva os 6 graus seguir:

1º e 2º e 3º e 4º de Peixes
1º e 2º e 3º de Câncer

São esses os 38 graus mágicos que favorecem o sucesso político em Brasília, considerando que o candidato tenha, principalmente, o Sol, Ascendente, Júpiter ou Plutão em algum desses graus (a partir das eleições de 2018, devido ao início do grande ciclo de Saturno em 2017, Saturno também será considerado).

Os 8 graus relativos às conjunções contam com uma variação de dois graus a mais ou a menos (mostrada entre parênteses) e valem 2 pontos nessa contagem

Os 7 graus relativos aos trigonos e sextis não contam com variação de grau e valem 1 ponto na contagem

Mapa Brasília



E por fim consideraremos como graus desfavoráveis as quadraturas e oposições ao planeta Saturno nos dois mapas valorando 2 pontos negativos para qualquer astro ou Ascendente em um dos seguintes graus:

10º de Aquário
10º de Leão
10º de Escorpião

18º de Áries
18º de Libra
18º de Câncer

Além dessas posições o mapa do dia da eleição é analisado, considerando o grau que contenha:

Um planeta em domínio ou exaltado
Uma conjunção

Reparem que o dia da eleição tem um peso menor na análise do estudo exatamente porque é uma data marcada pelos próprios políticos, enquanto que o acontecimento especial (uma independência) depende de diversos fatores que envolvem de forma mais ampla toda a nação, esse é o segredo para que o estudo tenha eficácia

Consideraremos apenas as conjunções com uma diferença de um grau para mais ou para menos, valorando 2 pontos positivos

E por fim consideraremos as quadraturas e oposição em relação ao Saturno do dia da eleição, valorando 2 pontos negativos para qualquer astro ou Ascendente em um dos seguintes graus

O Dia da Eleição em 2018 – Segundo Turno – 28 de outubro de 2018



Pontos positivos:

Saturno em domínio 4º e 5º de Capricórnio
Júpiter e Mercúrio em conjunção 27º e 28º de Escorpião

Ponto negativo:

4º e 5º de Áries (quadratura)
4º e 5º de Libra (quadratura)
5º de Câncer (oposição)

Observação: o grau 4 de Câncer não é considerado pois faz ao mesmo tempo uma oposição e um trígono, neutralizando esse grau

Sentimento geral do povo no dia das eleições:

No encerramento da votação Áries estará ascendendo e Plutão estará cravado no Meio Céu em Capricórnio, assim como Júpiter e Mercúrio estarão em forte conjunção em Escorpião (profundo sentimento de renovação, morte da velha política para o início de algo novo), sendo o astro mais forte do dia Saturno em Capricórnio que estará na casa 09 (filosofia, valores e ética) no encerramento da votação fazendo forte sextil com o Sol também em Escorpião. Definitivamente não teremos nem um político marxista ou que esteve no poder ou junto ao poder Executivo nos últimos anos   

Vamos a tabela de valores sintetizando o método exposto até aqui para que o próprio leitor ou o estudioso da Astrologia possa conferir o que mostrarei a seguir e eventualmente experimentar em outras previsões:

CONSIDERANDO OS MAPAS DA INDEPENDÊNCIA E FUNDAÇÃO DE BRASÍLIA

Conjunção favorável - 2 pontos positivos

(0º) (1º) 2º e 3º (4º) (5º) de Capricórnio
(0º) (1º) 2 e 3º (4º) (5º) de Escorpião
(0º) (1º) 2 e 3º (4º) (5º) de Virgem
(29º) (0º) 1º e 2º (3º) (4º) de Touro

Trígono ou sextil - 1 ponto positivo

1º e 2º e 3º e 4º de Peixes
1º e 2º e 3º de Câncer

Quadratura ou oposição a Saturno - 2 pontos negativos

10º de Aquário
10º de Leão
10º de Escorpião
18º de Áries
18º de Libra
18º de Câncer

CONSIDERANDO O MAPA DO DIA

Conjunção com astro em exaltação ou domínio ou em conjunção no dia - 1 ponto positivo

4º e 5º de Capricórnio
27º e 28º de Escorpião

Quadratura ou oposição a Saturno no dia da eleição - 2 pontos negativos

4º e 5º de Áries (quadratura)
4º e 5º de Libra (quadratura)
5º de Câncer (oposição)

Considerar a "cara" do mapa para o discurso de um dos candidatos - 1 ponto positivo para o candidato


É essa tabela mostrada acima que utilizaremos para realizar o cálculo sobre o mapa de cada candidato. Como adiantei nas previsões temos apenas três nomes que podem ir para o segundo turno: Bolsonaro (garantido), Joaquim Barbosa e caso Joaquim não seja candidato, Ciro Gomes. Para enriquecer o estudo acrescentarei os nomes de Lula e Huck, da mesma forma quem quiser pesquisar outros nomes o método está aí. 

Vamos aos mapas  

Bolsonaro



Ascendente: 23º Peixes
Sol: 0º Áries
Júpiter: 20º Câncer
Plutão: 25º Leão
Saturno: 21º Escorpião
Lua: 24º Aquário
Marte: 16º Touro
Urano: 23º Câncer
Netuno: 27º Libra
Vênus: 19º Aquário
Mercúrio: 4º Peixes
Caput Draconis: 1º Capricórnio
Ponto da Fortuna: 29º Áries


Joaquim Barbosa *



Ascendente: ?
Sol: 14º Libra
Júpiter: 27º Câncer
Plutão: 26º Leão
Saturno: 9º Escorpião
Lua: ?
Marte: 21º Capricórnio
Urano: 27º Câncer
Netuno: 25º Libra
Vênus: 24º Escorpião
Mercúrio: 9º Escorpião
Caput Draconis: 10º Capricórnio
Ponto da Fortuna: ?

* Como não há o horário de nascimento não é possível considerar nem para efeito positivo ou negativo as posições do Ascendente, Lua e Ponto da Fortuna


Ciro Gomes



Ascendente: 9º Capricórnio
Sol: 14º Escorpião
Júpiter: 19º Libra
Plutão: 2º Virgem
Saturno: 13º Sagitário
Lua: 1º Touro
Marte: 28º Libra
Urano: 11º Leão
Netuno: 3º Escorpião
Vênus: 0º Capricórnio
Mercúrio: 22º Escorpião
Caput Draconis: 10º Escorpião
Ponto da Fortuna: 27º Gêmeos


Luciano Huck *



Ascendente: ?
Sol: 10º Virgem
Júpiter: 29º Escorpião
Plutão: 29º Virgem
Saturno: 6º Gêmeos
Lua: ?
Marte: 12º Aquário
Urano: 12º Libra
Netuno: 0º Sagitário
Vênus: 12º Virgem
Mercúrio: 27º Leão
Caput Draconis: 14º Aquário
Ponto da Fortuna: ?

* Como não há o horário de nascimento não é possível considerar nem para efeito positivo ou negativo as posições do Ascendente, Lua e Ponto da Fortuna


Lula



Ascendente: 22º Escorpião
Sol: 3º Escorpião
Júpiter: 13º Libra
Plutão: 12º Leão
Saturno: 25º Câncer
Lua: 27º Câncer
Marte: 25º Câncer
Urano: 17º Gêmeos
Netuno: 7º Libra
Vênus: 10º Libra
Mercúrio: 19º Escorpião
Caput Draconis: 2º Câncer
Ponto da Fortuna: 15º Leão


CANDIDATO POR CANDIDATO

BOLSONARO 

Tudo isso posto agora é só efetuar os cálculos. Vamos começar com o mapa do Bolsonaro que já foi analisado recentemente aqui no blog:

Nodo lunar (caput draconis) localizado em Capricórnio na casa 10 (cravado exatamente sobre a conjunção Urano/Netuno do mapa da Independência do Brasil e cravado sobre o Júpiter da inauguração de Brasília). Ganha 02 pontos

Ponto da fortuna de Bolsonaro faz uma conjunção exata com o Sol do mapa da fundação de Brasília. Ganha 02 pontos

Seu Mercúrio está em trígono com o Marte do mapa da Independência do Brasil, Marte esse que faz o único aspecto harmônico daquele mapa de 1822 exatamente com a conjunção Urano/Netuno unindo as casas 09 e 11 no ponto mais alto do mapa. Ganha 01 ponto

Sem posicionamentos negativos

Pontuação total: 5 pontos (no caso de um confronto com Ciro Gomes e mesmo Joaquim Barbosa o “ponto extra” pela “cara” do mapa dia também ficaria com Bolsonaro elevando sua pontuação para 6 pontos.

CIRO GOMES

Soma 06 pontos positivos (Plutão, Netuno e Vênus) e 02 negativos (caput draconis) ficando com um total de 4 pontos

JOAQUIM BARBOSA

Não pontua. Não sabemos o seu ponto da fortuna, Lua e Ascendente então é possível que ele tenha alguma pontuação negativa ou positiva chegando no máximo a 6 pontos na melhor das hipóteses e mesmo assim a sua conjunção Saturno-Mercúrio em Escorpião está mal aspectada quase fazendo um aspecto tenso com Saturno do mapa da Independência.   

LUCIANO HUCK

Está exatamente na mesma situação que Joaquim Barbosa nessa análise: não sabemos sua Lua, ponto da fortuna e Ascendente e igualmente não pontua. Pode chegar, assim como Barbosa, a 06 pontos o que é improvável

LULA

Lula soma 03 pontos (Sol e caput draconis), ou seja, astrologicamente seria um adversário ainda mais fraco que Ciro Gomes no segundo turno.

  
CONCLUSÃO:

Apesar de ainda não sabermos 3 posições nos mapas de Barbosa e Huck é improvável que eles somem 5 ou 6 pontos. Dito isso, o adversário mais forte para Bolsonaro no segundo turno seria Ciro Gomes. Mesmo assim as posições de Bolsonaro em relação à Capricórnio estão muito fortes (curiosamente nenhum dos candidatos tem no mapa as posições de Saturno no mapa da Independência e da fundação de Brasília, 10º Touro e 18º Capricórnio. 

O alerta que fica para Bolsonaro, novamente é que a vantagem de Ciro está em Vênus, ou seja, público feminino. Bolsonaro precisa se fortalecer com o eleitorado feminino, pois como já disse na análise do seu mapa essa é a sua única brecha, sobretudo se Ciro conseguir uma aliança com Marina Silva.

Marina Silva é uma casa a parte. Eu espero sinceramente que as minhas previsões estejam certas, apontando que no segundo turno quem vai é Ciro ou Barbosa (como apontei na primeira parte das previsões). Entre julho e agosto trânsitos difíceis vão afetar o Marte do mapa dela e por isso (e outros pontos) ela não deve ir ao segundo turno, mas se for, será um problema para Bolsonaro, não apenas por trazer a tona o embate homem x mulher que a esquerda tanto fez nas eleições de Dilma, mas porque astrologicamente a carta dela para o segundo turno é equivalente à carta de Bolsonaro. Somando Plutão, Júpiter em conjunção com Netuno e o caput draconis além de Marte, Marina soma 8 pontos, porém como não se sabe a hora exata que ela nasceu (se utiliza como base 21h) temos a questão de que uma mínima variação (nascimento às 21:10) colocaria o ponto da fortuna dela em posição ruim,  o que faria cair a sua pontuação para 6 pontos.

Se minhas previsões estiverem corretas (e oxalá estejam) Bolsonaro escolherá a mulher forte para ser sua vice e não enfrentará Marina diretamente no segundo turno. No entanto, mesmo a enfrentando acredito que ele triunfará, apesar desse “empate astrológico” entre os dois mapas. 

As previsões com alto grau de acerto e detalhamento que vem acontecendo desde 2014 e como adquirir os livros (clique no banner abaixo):