28 de abr de 2016

Catalepsia Projetiva (Paralisia do Sono), Sonhos e Viagem Astral

Dr. Estranho espiritualidade, viagem astral, projeção astral, catalepsia projetiva, paralisia do sono, chacras, formas pensamento, REM fase do sono, movimento rápido dos olhos, ondas cerebrais, estado vibracional, olve

Pergunta interessante que recebi no face: "José, toda vez que dormimos, saímos do corpo físico? Tipo, sempre? Ou seja, essa fenômeno da catalepsia (paralisia do sono) é um coisa biológica ou induzida pelos amigos espirituais? E porque alguns vêem vultos assustadores e outros, como eu, não vêem?" (enviada por Fabiana) 

Complementando o conteúdo abordado no post mais recente da fanpage:

Resposta: Sim Fabiana, toda vez que a pessoa dorme o seu espírito juntamente com o perispírito (conhecido como corpo espiritual ou corpo astral) e demais corpos inferiores (incluindo aí o duplo etéreo ou corpo vital) liberta-se temporariamente do corpo físico, possibilitando que processos de renovação energética ocorram no corpo físico a nível biológico (os ciclos do sono com mudanças no padrão de ondas cerebrais, liberação de hormônios, relaxamento muscular profundo entre outros) assim como a nível espiritual (maior renovação energética através dos chacras, seja pelo refazimento ou limpeza do excesso de energias densas, processo realizado pelos amigos espirituais através de equipes espirituais socorristas que de tempos em tempos realizam esse processo), inclusive em processos de depuração de formas pensamento através de sonhos (ou pesadelos), no qual a pessoa trabalha certos pensamentos, sentimentos que estão no subconsciente ou até mesmo no inconsciente através dos sonhos (ou pesadelos).

Nesse processo diário de libertação, na maioria das vezes e com a maioria das pessoas, ocorre do espírito ficar muito próximo ao corpo físico (orbitando acima da cama) em um processo de torpor semelhante ao corpo físico, ou seja, o espírito fica "dormindo" próximo do corpo físico.

Quando isso não acontece, o espírito vai à lugares no mundo espiritual o que depende do estado emocional e moral: pode perambular pelo astral intermediário (contrapartida astral da superfície terrestre), pode ir a locais no astral inferior (há diversas estruturas construídas nessa região, normalmente ligados energeticamente à bares, motéis, bocas de fumo, boates e outros locais que estimulam um comportamento mais instintivo e outros vícios) e em alguns casos pode presenciar aulas ou participar de estudos específicos junto ao anjo guardião e amigos espirituais.

Os amigos espirituais sempre atuam para ajudar na evolução dos encarnados, seja na busca por solucionar processos obsessivos, seja para ajudar no despertar para a realidade espiritual. Exatamente por esse motivo uma das ferramentas utilizadas cada vez mais pela espiritualidade é estimular experiências projetivas, ou seja, projeção astral semi consciente e consciente (já que todas as noites nos projetamos, mesmo que na maioria das vezes seja uma projeção inconsciente, sem a lembrança do que foi feito durante o período do sono).

Uma das etapas iniciais da projeção astral é exatamente a catalepsia projetiva ou paralisia do sono, quando a pessoa percebe que está dentro do corpo físico, mas a consciência ou foco da consciência não está plenamente acoplado ao cérebro físico, algo que dura alguns segundos, quando a pessoa pode eventualmente ter algumas percepções do mundo espiritual como ver vultos (espíritos ou ainda formas pensamento muito vívidas) ou simplesmente sentir melhor o seu perispírito, quando ele esta dentro do corpo físico buscando estimular o corpo físico. São experiências simples, porém muito impactantes a nível emocional e que mostram à pessoa a percepção de algo além do corpo físico e da realidade do plano material.

Dessa forma é que os amigos espirituais estimulam o fenômeno da catalepsia projetiva, que decorre de um fenômeno biológico. Como mostrado no vídeo abaixo, o sono possui diversas fases, entre elas a fase REM (movimento rápido dos olhos), fase na qual ocorre a catalepsia. Quando os amigos espirituais querem estimular o fenômeno da catalepsia eles ajudam no retorno do espírito ao corpo físico exatamente nessa fase, quando o relaxamento muscular é mais profundo e ao mesmo tempo a atividade do cérebro físico é a mais intensa (a fase do movimento rápido dos olhos, REM, quando ocorre a projeção astral). Ou seja, o fenômeno biológico dos ciclos do sono e da fase REM ocorre toda noite, mas quando os amigos espirituais querem estimular a catalepsia, eles trazem o espírito pra dentro do corpo exatamente nessa fase do sono.

As pessoas que treinam projeção astral, normalmente trabalhando o movimento das energias (estado vibracional ou OLVE, ver material da Nancy Trivelato) nada mais fazem do que preparar o perispírito, sensibilizando este para o fluxo das energias e melhorando o tônus energético para que possam aproveitar a fase REM do sono para realizar a projeção mais consciente. Outro ponto, muito realçado pelo Wagner Borges é a necessidade de manter a calma na catalepsia, para evitar a descarga de adrenalina que acaba arrastando o espírito para o corpo físico ao invés de permitir a sua liberação consciente nessa fase (que inclui as sensações de balonamento, zumbido no ouvido entre outras). 

Falei disso também no livro "Brasil o Lírio das Américas", inclusive explicando como exércitos de algumas nações estão desenvolvendo a tecnologia dos soldados com visão remota (projetores profissionais) estudando exatamente os efeitos do sono REM, das ondas cerebrais e do líquido azulado produzido pela glândula pineal durante as experiências psíquicas (mediúnicas e paranormais) tanto na projeção como em outras situações (tema que também foi abordado no livro "Armagedoom 2036")

Filmes como "Matrix" (o primeiro), "A Origem" e agora o filme que vai sair em novembro da Marvel sobre o "Dr. Estranho" falam exatamente dessas situações, quando a mente livre do corpo físico adquire uma percepção da realidade além do mundo físico. É um assunto que cada vez mais as pessoas começarão a compreender à medida que o estudo da vida espiritual ganhar mais espaço no meio científico e acadêmico, procurando explicar as experiências místicas de um ponto de vista mais lógico e racional, exatamente o que Kardec preconizava quando desenvolveu o estudo da Codificação.

viagem astral, projeção astral, catalepsia projetiva, paralisia do sono, chacras, formas pensamento, REM fase do sono, movimento rápido dos olhos, ondas cerebrais, estado vibracional, olve

Sobre os sonhos (ou pesadelos) eles também possuem uma função terapêutica. Os sonhos são lembranças que estão no subconsciente ou ainda mais profundas, no inconsciente, que vem a tona quando a pessoa dorme e então o cérebro físico pode acessar este conteúdo, (que está no cérebro perispiritual) devido à mudança dos padrões de ondas cerebrais, algo que também é conseguido em certos tipos de meditação e em processo de TVP induzido por um especialista.

No caso do sonho enquanto a pessoa dorme, ele pode trazer diversos tipos de conteúdo: desde a reverberação de formas pensamento (pensamentos, sentimentos) alimentadas durante o dia ou alguma situação em especial que a pessoa vivenciou ou vem vivenciando e que surge na forma do sonho para que o consciente trabalhe tais pensamentos ou sentimentos.

Muitas vezes os sonhos servem para trabalhar certos sentimentos mal resolvidos e isso normalmente é conduzido pelos amigos espirituais. Um exemplo bem interessante acontece quando no seio familiar uma pessoa tem brigado muito com um parente ou se afastado por alguma mágoa. Normalmente nesses casos a pessoa sonha que esse parente sofreu um grave acidente ou que morreu, não que isso vá acontecer, mas sim para motivar uma reconciliação e ao mesmo tempo trabalhar de forma consciente sentimentos destrutivos através da manifestação criativa de um determinado pensamento através do sonho

Nessa parte mais onírica temos também as representações através de certas imagens criadas pelo cérebro físico como forma de manifestar pensamentos e sentimentos do subconsciente, como por exemplo, sonhar com dentes quebrados, mar ou cores muito escuras, manifestações simbólicas que indicam respectivamente perda de vitalidade, necessidade de transformação interna e tristeza emocional (luto)

Os sonhos mais vívidos normalmente indicam alguma espécie de acesso á lembranças de encarnações pretéritas, ainda que possa existir certa dose de onirismo (fantasia, criatividade) do cérebro para realçar determinada situação ou permitir seu entendimento do subsconsciente para o consciente. Em outros casos tais sonhos representam lembranças semi conscientes de atividades que o espírito realizou enquanto o corpo dormia, são as projeções semi conscientes

No caso da projeção consciente é possível detectar algumas diferenças em relação ao sonho, pois na projeção a consciência e a lucidez são ampliadas em relação à realidade física, ou seja, a pessoa fica muito mais dona do seu livre arbítrio e das percepções ao redor, diferentemente do sonho ou do onirismo, no qual normalmente é levada pelo desenrolar dos acontecimentos, como se estivesse dentro de uma história.

As repercussões energéticas no corpo físico equivalem à natureza da experiência vivida, seja ela uma lembrança, uma projeção ou um onirismo: se é algo intenso, desafiador ou que causa grande impressão emocional, tende a superexcitar o sistema nervoso causando espasmos, suores e tensões que limitam a função reparadora do sono. Em um texto futuro do blog eu retornarei a esse assunto dos sonhos e sua ligação com formas pensamento e egrégoras de forma mais detalhada e explicativa.

.

  
Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:

Grupo Profecias 2036 no Facebook:

14 de abr de 2016

Ação dos Guardiões no Mundo: O Cronograma da Transição Planetária e as Profecias de Jesus

Profecias 2036

Resolvi escrever este texto resumindo de forma bem simplificada o conteúdo sobre a profecia 2036 pra facilitar o trabalho de pesquisa tanto dos membros mais antigos que já acompanham o blog e já leram os livros “Brasil o Lírio das Américas” e “Armagedoom 2036” como também os novos membros, pois desde o início do ano até agora já são quase 2 mil novos curtidores na fanpage. Vamos compreender de forma bem resumida e simplificada o cronograma dos guardiões para a humanidade e porque o prazo “fatal” ou ápice dos eventos será em 2036 (auge do exílio planetário, o armagedon bíblico, o confronto entre Gog e Magog) para que então venha a Era de Regeneração em 2057.

Mostrarei nas linhas a seguir porque não existe nem “auge do Apocalipse” e nem “Nova Era” para 2018, 2019, 2084 ou qualquer outra data que não seja, estritamente, 2036 para o auge dos eventos e 2057 para o início da Era de Regeneração.

O critério que tenho utilizado para estudar profecias, desde 2010 aqui no blog e desde 2012 na fanpage é comparar as profecias de profetas com alto grau de acerto em suas profecias e baixo número de erros.  Por esse motivo selecionei, por exemplo, as profecias de Jesus (Sermão Profético e Apocalipse), Daniel (citado por Jesus no Sermão Profético), Nostradamus, Parravicini, Edgard Cayce, João 23, Dom Bosco, São Malaquias, Chico Xavier, Kardec entre outros.

Os profetas citados acima têm algo em comum além do alto grau de acertos sobre eventos futuros: a grande maioria fez profecias sobre o final dos tempos, estipulando um momento que a humanidade passaria por um grande evento transformador para que pudesse florescer sobre essa transformação profunda a Terra Regenerada.

Não é uma questão, portanto, de fé ou crença religiosa, mas tão somente um estudo comparativo, com método lógico e científico, que chegou a um resultado: todos os que profetizaram sobre o auge dessa transformação apontaram para a década de 30, mais especificamente 2036 (como está explicado em vários textos do blog)

Apesar do critério e da lógica, científica (com método de estudo) e racional trazer argumentos com base nas profecias dos profetas mais confiáveis do mundo, apontando para um mesmo foco (2036) e esmagando qualquer possibilidade ou teoria que exponha outra data como auge dos eventos, vamos por um momento esquecer esse estudo amplo e vamos nos ater, primeiro, ao básico.

E o que é o básico no estudo das profecias e da Transição Planetária? Qual a viga mestra deste estudo? A resposta é simples: as profecias trazidas por Jesus, pois ele é o exemplo, o modelo de ser humano, o maior dos profetas, o Governador Planetário. A razão e a lógica nos dizem que se alguém, médium ou não, quiser estudar profecias ou sobre a Transição Planetária terá que estudar as profecias de Jesus.

Mas vamos simplificar mais ainda: nem precisa estudar o Apocalipse (trabalho que fiz versículo por versículo no livro A Bíblia no 3º Milênio), vamos estudar apenas o básico trazido por Jesus: O Sermão Profético e a profecia dos 70 períodos, contida no livro de Daniel capítulo 09, já que Jesus citou essa profecia como o marco principal para o auge dos eventos de transformação da Terra (trabalho que fiz versículo por versículo no livro “Armagedoom 2036”)

Ao estudarmos apenas o Sermão Profético e a profecia dos 70 períodos de Daniel citada por Jesus como o marco dos principais eventos que foram esmiuçados (estudados mais profundamente) no Apocalipse (sobretudo sobre os sinais na Lua, da Virgem, da serpente vermelha vindo dos céus) temos o cronograma trazido pelo próprio Jesus.

Este cronograma trazido por Jesus delimita uma contagem de 70 anos (Daniel explica que os 70 períodos equivalem aos 70 anos da profecia de Jeremias, está lá em Daniel capítulo 9, versículo 02), 70 anos que equivalem a uma geração, como o próprio Jesus esclareceu no Sermão profético (Salmos delimita uma geração como tendo 70 anos, testificando que a profecia de Daniel cap 9 fala em 70 períodos de um ano, 70 anos) seria o prazo, a partir da restauração de Jerusalém (e não da criação de Israel, pois a profecia fala em restauração da antiga cidade de Jerusalém ao domínio hebraico), fato ocorrido em 1967 e contados 70 anos a partir dessa data, chegamos a 2036.

A profecia é tão exata que narra a reafirmação da autoridade hebraica na região 7 anos depois (1973 Israel reafirma o controle sobre Jerusalém) e em seguida os tempos de aflição com a construção de muros (o enorme muro que circunda a região da Cisjordânia dentro de Israel) e por fim a vinda de um avassalador, destruidor, nas asas (o dragão vermelho que aparece no Apocalipse) da abominação, algo vermelho vindo dos céus em 2036 sendo precipitado na Terra como mencionou o Apocalipse....

E o que poderia acontecer em 2036 causando o maior terremoto de todos os tempos desde que há homens na Terra, um raio cruzando oriente e ocidente sendo visto por todo o olho (internet, TV), algo vindo do céu como uma serpente vermelha (rastro de asteróide), o assolador, o destruidor, a serpente primitiva das antigas lendas hebraicas denominada Apep ou Apophis?

Jesus, “O Cara”, trouxe claramente quando será o auge dos eventos (2036) para que depois venha a Era de Regeneração (2057). É dentro deste cronograma que os guardiões, a nível mundial, trabalham.

Portanto, quem trabalhar com os guardiões a nível mundial deve saber, primeiramente, qual o prazo final do cronograma trazido pelo próprio Jesus e em segundo saber os detalhes desse cronograma para os próximos 20 anos. Se não sabe é porque não está trabalhando diretamente com esses guardiões mais próximos de Jesus e do Grande Conselho, os guardiões que organizam as demais equipes que atuam a nível mundial, continental e nacional, como é o caso de Anik e Jeremias.

É uma simples questão de lógica: nem todos que trabalham com os guardiões saberão desse cronograma, mas quem trabalha com os guardiões que estão organizando todas essas missões a nível mundial, necessariamente tem que saber do cronograma, tanto o trazido por Jesus como o próprio cronograma dos guardiões para os próximos 20 anos na Terra.

E como saber se o médium está trabalhando, realmente, com os guardiões que a nível mundial estão cumprindo o cronograma trazido por Jesus no Sermão Profético, com o auge dos eventos em 2036 e missões específicas pelo mundo nos próximos 20 anos?

A lógica também explica: o médium que realmente estiver realizando este trabalho vai saber e dizer o conteúdo do cronograma, comprovando que realmente teve acesso a tais informações se estas se realizarem dias, semanas, meses e anos depois dele as ter descrito.

Se a maioria do que ele descrever, como supostamente uma mensagem de guardiões ou mentores sobre eventos futuros não ocorrer é sinal que houve animismo e que não houve contato com os guardiões que trabalham a nível mundial responsáveis pelo cronograma das missões na Terra até o auge dos eventos em 2036.

Desde 2013 aqui no blog e mais especificamente no livro “Brasil o Lírio das Américas” de setembro de 2014 eu trouxe o cronograma dos guardiões até 2036, apontando que entre final de 2012 e final de 2017 o foco principal seria a América do Sul e Central, com os guardiões combatendo regimes populistas esquerdistas e colocando fim ao “reinado” do governo que se estabeleceu no Brasil. Tudo isso pode ser conferido nos links abaixo:


As 7 profecias sobre a transformação do Brasil e Américas desde 2013:

As 3 profecias sobre a transformação do Brasil e o entendimento sobre o "homem do cavalo branco":

Mais especificamente sobre o Brasil, mencionei no início do ano (4 de janeiro) que dificilmente a presidente sobreviveria no cargo no primeiro semestre, que o período mais crítico para ela seria entre março e meados de abril (a votação será dia 17 de abril), isso numa época que muitos consideravam que o impeachment estava sepultados. Continuei ao longo do ano de 2016 descrevendo as batalhas espirituais em alguns textos do blog e fanpage, descrevendo em um deles, 5 dias antes da deflagração da operação Acarajé e da delação de Delcidio (que reascenderam o impeachment) que o gran finale estava próximo. Depois, dia 6 de abril, quando muitos julgavam que o governo tinha a fatura ganha na Câmara com 200 votos contra o impeachment, disse que o impeachment sairia sim (e hoje já sabemos que são quase 380 votos pró impeachment). Esses acertos podem ser vistos aqui:
.

Todos esses acertos sobre eventos futuros até então improváveis , a curto e médio prazo, comprovaram  veracidade das informações que tenho recebido dos guardiões Anik e Jeremias, comprovando o cronograma trazido no livro “Brasil o Lírio das Américas”, comprovando de forma clara e inequívoca não somente que eu tenho contato com os guardiões que atuam a nível mundial, como também que só existe um único cronograma dos guardiões e que seu prazo final é 2036.  

Dito isso e seguindo novamente a lógica, temos a consciência de que uma nova Era ou Era de Regeneração somente pode vir após 2036, pois as profecias de Jesus apontam que um novo tempo para a Terra apenas virá após as inevitáveis convulsões que o planeta passar durante o expurgo planetário e o Armagedon. Sendo assim, teorias de “Nova Era” em 2018, 2019 ou qualquer outra data anterior à 2036 é um erro, pois não encontra base profética nas profecias de Jesus e menos ainda no cronograma dos guardiões que atuam a nível mundial.  Aliás, falando em 2019, quero deixar três links que comprovam esse raciocínio lógico mostrado até aqui:

Porque não existe profecia para 2019:

2057 - A data que Chico trouxe para a Era de Regeneração:

Kardec confirmou na Gênese que a Nova Era viria através de intensos cataclismos por METEOROS:

Dito isso o Espiritismo confirma que não existe nem auge dos eventos do Apocalipse para 2019 e muito menos entrada em uma nova era ou aceleramento para uma nova era, primeiro porque Kardec afirmou que a nova era virá apenas após o cumprimento das profecias de Jesus no Sermão Profético e segundo porque o próprio Chico, mediunizado por dois espíritos diferentes (Irmão X e Emanuel) afirmou por escrito que nova era somente em 2057. Dito isso, a data de 2019 não significa absolutamente nada no contexto profético.


E SE EU DISCORDAR DESTE CRONOGRAMA?

Eis o cronograma dos guardiões que atuam a nível mundial trazido diretamente pela equipe de Anik e Jeremias no livro “Brasil o Lírio das Américas”

Final de 2012 à final de 2017: Trabalho nas regiões da América do Sul e Meso América, sobretudo no combate a governo populistas destas regiões. Ao mesmo tempo o início de um trabalho direcionado à duas colônias astrais, uma localizada nos Eua e uma na Rússia, combatendo antigos espíritos que tentam fomentar os antigos conflitos da guerra fria (este trecho inclusive foi divulgado no blog ao final de 2012 em uma época que Eua e Rússia viviam tempos de paz e ainda não haviam reascendido antigos conflitos, fomentado por esses dois grupos e que agora volta lentamente a arrefecer) O texto de final de 2012 está aqui:

Início de 2018 a 2029: Trabalho de combate às milícias umbralinas no território astral da Rússia, combatendo o mago negro reencarnado como seu principal líder atualmente (informação aprofundada no livro “Armagedoom 2036”)

Início de 2023 a 2029: Trabalho de combate as milícias na região astral da Europa, momento preparatório para os eventos proféticos sobre a invasão militar de povos do Oriente sobre o Velho Continente

Início de 2029 e final de 2035: Retomada das regiões do Oriente e Ásia, a exceção de China e Oriente Médio. Nesse período a região astral de Israel será retomada, ações preparatórias para o grande confronto do Armagedon que começará a ser desenhado a partir de outubro de 2035 (informações minuciosas no livro “Armagedoom 2036”)

Primeiros meses de 2036: Retomada de toda a região astral de Estados Unidos e China antes da queda do asteróide Apophis, com a retirada e destruição da egrégora do Sol Negro. Maiores informações sobre essa egrégora no livro e no link a seguir:

A ação sobre a África será constante a partir de 2020 com forte participação do Brasil. Da mesma maneira o livro e os links no inicio do texto com as 10 profecias sobre o futuro do Brasil descrevem o cronograma pro Brasil pós 2017 até o auge dos eventos em 2036.

Sendo assim, o cronograma dos guardiões está baseado na sua cronologia e no seu ápice não apenas em relatos (nos livros Brasil o Lírio das Américas e Armagedoom 2036 e no blog) que se comprovaram verdadeiros ao anteverem acontecimentos que viriam meses e anos depois, mas também nas profecias trazidas por Jesus.

Qualquer um tem o direito de discordar deste cronograma e seu ápice em 2036, porém, ao fazer isso precisa fazer pelo menos duas coisas:

Primeiro: mostrar um outro cronograma para os próximos anos e quando esse cronograma se realizar aí sim mostrar que realmente tem o contato com os guardiões a nível mundial

Segundo: ao discordar que o "prazo fatal" é 2036, mostrar um estudo versículo por versículo do Sermão Profético e do livro de Daniel (utilizado como marco do auge dos eventos por Jesus durante o Sermão) e mostrar onde, na profecia de Daniel dos 70 anos iniciada com a restauração de Jerusalém, segundo a profecia, se chega a uma outra data que não seja 2036

E porque essas duas questões? (cronograma dos guardiões e o prazo dos guardiões para o auge dos eventos em 2036)

A resposta é simples: como há uma missão a nível global durante a transição planetária, para permitir que a Terra deixe de ser um mundo expiatório e passe a ser um mundo Regenerado, os guardiões já possuem um plano e missões com antecedência com um prazo bem definido, de acordo com as indicações do governador Planetário Jesus, o mesmo que já profetizou sobre isso no Sermão Profético e citando a profecia dos 70 períodos de Daniel no Sermão Profético.

Sendo assim, a missão dos guardiões a nível mundial não conta com "se" ou "talvez", há um cronograma definido, claro, com ações planejadas e com um "prazo fatal" para o auge dos eventos, em consonância com as profecias trazidas por Jesus e exatamente por esse motivo qualquer médium que disser que possui contato com guardiões a nível mundial precisa mencionar que cronograma é esse e quando será o auge

Se alguém acredita que o auge dos eventos da transição (eventos naturais, apocalipse, armagedon) será em outra data que não seja 2036 (como por exemplo, 2019, 2084, 3012 ou qualquer outra data) é muito simples: traga o Sermão profético e a profecia dos 70 períodos de Daniel interpretada apontando que Jesus profetizou outra data diferente de 2036.

Da mesma forma, se alguém achar que o cronograma aqui trazido, de 2012 a 2036 não é o cronograma verdadeiro dos guardiões também é simples: traga outro, especificando os acontecimentos futuros, pelo menos nos próximos 20 anos e seu prazo final (seja 2019, 2084 ou qualquer outra data diferente de 2036 que a pessoa porventura acredite).

É dessa forma que se estuda a Transição Planetária e as profecias, balizando os estudos nas principais profecias trazidas por Jesus (Sermão Profético e profecia dos 70 periodos de Daniel citada no Sermão) e se possível em demais profecias confiáveis (como por exemplo, o estudo completo de todo o livro do Apocalipse, apontando claramente a data ali mostrada que complementa as profecias de Jesus no Sermão Profético), inclusive de outros profetas que já mostraram o seu valor em vida ao acertarem várias profecias sobre o futuro, como por exemplo Edgard Cayce que em vida afirmou que o auge dos eventos seria no ano 36 (ou seja, 2036)

Profecia de Edagard Cayce para 2036:

Espero que dessa forma fique muito claro como está estruturado o planejamento dos guardiões a nível mundial para os próximos anos e o auge dos eventos previstos no Apocalipse por Jesus para 2036 .

Quem discordar sinta-se a vontade, mas lembrando os dois itens que levantei acima: trazer um novo cronograma detalhado para os próximos 20 anos (pelo menos) e mostrar outra data para o auge dos eventos dentro do Sermão Profético e dentro da profecia dos 70 períodos de Daniel que não seja 2036

Os guardiões e as profecias de Jesus são muito claras em apontar o auge dos eventos da transição planetária para 2036 para que então, somente então, possa ser iniciado um período de reconstrução e reerguimento da sociedade, culminando no ano de 2057 citado por Chico Xavier, sob a orientação de Irmão X e Emanuel, como a entrada na Nova Era  de Regeneração.

E antes que alguém queira a utilizar a desculpa de que “profecias foram feitas para não acontecerem” ou que “o futuro pode ser transformado e nada disso acontecer” (mesmo ao observar as profecias cumpridas até aqui e expostas nesse texto) eu aconselho ler o texto a seguir falando sobre o “ano letivo” da “escola” Terra e explicando em pormenores a profecia dos 70 periodos de Daniel (o marco profético que Jesus usa para demarcar o auge do Apocalipse):

Amigos, eu espero que com esse resumo o estudo da Transição Planetária tenha ficado bem esclarecido. Precisamos, principalmente os médiuns, estudar de forma mais objetiva o tema, até porque a tendência, como já vem acontecendo é as pessoas quererem saber cada vez mais como será esse processo. Claro que é importante falar da reforma moral, da realidade do mundo espiritual, mas ao mesmo tempo é preciso preparar as pessoas para as profundas transformações que acontecerão, sobretudo em 2036, com um estudo racional, lógico, com informações mediúnicas sobre o futuro que sejam claras e que se comprovem ao longo dos meses e anos testificando sua autenticidade e, acima de tudo, realizando um estudo de acordo com a ciência, visto que já sabemos que um asteróide virá em 2036, ao mesmo tempo sabemos que não existe um astro “invasor” preconizado na forma como trouxe Zecharia Sitchin que não veio em 2012 (como muitos médiuns juraram de pé junto que viria)  e não virá porque simplesmente não existe, como foi explicado aqui:

Porque Nibiru não existe (e porque teorias como “Elenin 1” e “Elenin 2” como mensageiros do apocalipse são uma furada):

O auge dos eventos cataclísmicos da Transição Planetária está marcado (para 2036) há quase dois mil anos por Jesus no Sermão Profético, assim como a época da vinda da Era Nova (em 2057) foi trazida, em duas oportunidades, pela mediunidade de Chico Xavier. O único cronograma dos guardiões que trabalham a nível mundial para os próximos anos até 2036 também já foi exposto no livro “Brasil o Lírio das Américas” e aqui no blog e tem se mostrado exato comprovando sua autenticidade.

 .

Que tenhamos essa linha bem definida no estudo das profecias e da Transição Planetária sabendo que o auge dos eventos será em 2036 pela vinda do asteróide Apophis (e não pela vinda de um suposto astro que sequer existe) para que então a Terra seja um mundo Regenerado a partir de 2057. Qualquer outra data que não esteja dentro dessas duas datas está em desacordo tanto com as profecias de Jesus como em desacordo com o cronograma dos guardiões que trabalham a nível mundial pela transformação da Terra em um mundo Regenerado sob os desígnios de Jesus. 

Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:

Grupo Profecias 2036 no Facebook: