15 de jul de 2017

Constelação Familiar

Constelação familiar

Alguns leitores têm perguntado pra mim sobre o que é e como funciona a constelação familiar. Vamos compreender o tema: 

A constelação familiar trabalha buscando explicar certos padrões de comportamento no histórico familiar (clã) da pessoa ou seja, ao invés de explicar isso pela reencarnação ou atos praticados em encarnações passadas, busca explicar tais atos em comportamentos do clã familiar que a pessoa está inserida. 

Na Psicologia se estuda, entre outras coisas, os padrões de comportamento construídos na infância, enquanto que para o Espiritismo muitos desses padrões encontram respostas em encarnações passadas, enquanto que para a constelação muitos desses padrões se explicam pelo modo de vida e necessidades do clã no qual a pessoa encarnou.

Numa explicação mais "espiritualista" a idéia de clã representa uma egrégora, formada por espíritos simpáticos ou não tão simpáticos assim que se unem, através das encarnações, por afinidade ou necessidade ao longo das gerações, mesmo que um espírito nunca tenha encarnado antes dentro daquele clã e ao se unir a essa egrégora, o espírito leva um pouco da sua bagagem imortal de experiências passadas e ao mesmo tempo absorve um pouco do que a egrégora oferece

Da mesma forma ocorre com os pais dessa pessoa/espírito que encarna, por isso que muito da energia da egrégora (do clã ou constelação familiar) influencia em muitos dos padrões que a pessoa desenvolve a partir da infância, ao mesmo tempo em que muitos desses padrões são também desenvolvidos pelas próprias experiências de encarnações passadas que o espírito traz. São, portanto, análises complementares que não se excluem entre si e creio que seja algo muito mais positivo e suave do que, por exemplo, uma regressão à vidas passadas.

A egrégora formada pelo clã familiar é o que se denomina de "consciência familiar" que atua sobre a pessoa inserida naquele clã (formado pelo histórico familiar das gerações): da mesma maneira que uma pessoa herda a aparência física dos seus antepassados ela também é influenciada por uma gama de situações que aquele clã vivenciou, recebendo influências tanto positivas quanto negativas das lembranças dessa "consciência familiar" a qual a pessoa está inserida. A grande questão é encarar esse conhecimento interligado ao conhecimento da lei do karma: um espírito que reencarna em uma família que há várias gerações tem vários dos seus membros envolvidos, por exemplo, com problemas como o alcoolismo, vai ser inevitavelmente testado nesse campo, pois a egrégora ou memória coletiva da "consciência familiar" se alimenta e estimula aquele comportamento há várias gerações.

Um espírito encarnado que tenha abusado do álcool ou outros vícios relacionados cometendo assim suicídio inconsciente e gradual (agindo contra o seu corpo espiritual e seu corpo físico) naturalmente pela lei do karma responderá pelos excessos que cometeu voltando em encarnação seguinte com limitações físicas que repercutem os efeitos negativos dos órgãos que em encarnação pregressa sofreram com os excessos do vício, o que de forma alguma é um castigo, mas uma forma sábia da justiça divina evitar que o espírito incorra naquele mesmo erro (alguém que foi um fumante inveterado normalmente nasce com sérios problemas alérgicos e pulmonares desde a infância motivando a repulsa ao fumo, pela natural sensibilização do aparelho respiratório). Após vencer essa provação, o espírito tem então a prova definitiva, que é reencarnar em perfeitas condições físicas, mas em um ambiente que estimule a prática do vício que ele padeceu no passado e é aqui que entra a encarnação em um ambiente que estimule a prática daquele determinado vício, exatamente o que acontece em um clã que padece, há várias encarnações, de membros envolvidos com aquele determinado vício.

O mesmo entendimento da "consciência familiar" dentro do clã se aplica também na questão dos vícios morais. Em todos esses casos não apenas encarnam espíritos que estão em prova como também aqueles espíritos mais evoluídos moralmente e que já venceram determinados vícios, encarnando para dar o exemplo de como superar um karma negativo.

constelação familiar

É dessa maneira que podemos integrar o conhecimento da constelação familiar ou “consciência familiar” (egrégora formada pelas experiências encarnatórias dos membros do clã familiar) com as questões kármicas de origem no passado espiritual e também as questões de ordem psicológica, oriundas de padrões de comportamento mais ligados às raízes psicológicas da infância e a forma como o ego se estruturou a partir das interações sociais que a pessoa teve ao longo da atual encarnação, desde família, escola e demais experiências sociais.


Para maiores informações sobre o método que se utiliza a constelação familiar:

Para maiores informações sobre algumas das questões psicológicas abordadas no post:

Sobre a aplicação da constelação familiar, reproduzo a pergunta e resposta de um outro post e que vai ajudar na compreensão dessa questão:

Pergunta: Eu gostaria de saber sobre a depressão na sua visão será que pode ser espiritual também?

Resposta: "Toda a doença é sinal de desequilíbrio interior, seja uma simples gripe até uma doença severa, desequilíbrio que envolve causas emocionais e físicas. Se cuidamos do nosso equilíbrio emocional e físico, evitando excessos e atitudes destrutivas, automaticamente criamos um ambiente de saúde física e espiritual.

A depressão vai além de uma melancolia ou uma tristeza prolongada e, além disso, manifesta, quimicamente por alterações no cérebro, padrões prolongados de desequilíbrio interior a nível emocional que abrem brechas para a atuação espiritual negativa de outras entidades que tão somente exploram os próprios desequilíbrios que a pessoa cultivou. Sendo assim quando a pessoa busca uma Apometria já com um estado depressivo grave, tomando remédios e sofrendo processo obsessivo a causa não está no espírito obsessor, mas na própria pessoa que não cuidou do seu equilíbrio interior permitindo que chegasse a esse estado (e aqui vale frisar que mesmo as patologias herdadas geneticamente só são herdadas por encontrarem ressonância na vibração do espírito reencarnante).

Dito isso nos casos de depressão é preciso avaliar em que grau a pessoa se encontra, pois os tratamentos (terapia, remédios e auxilio espiritual) são tratamento que atacam a conseqüência (ainda que a linha junguiana foque mais nas causas psicológicas), mas que encontram como verdadeira causa desequilíbrios emocionais e comportamentais, gerando padrões destrutivos que precisam ser trabalhados na base: tanto a nível psicológico para que a pessoa reorganize suas emoções e pensamentos com um auxilio terapêutico adequado (em especial acho a linha junguiana mais eficaz nesse ponto) e ao mesmo tempo encontre motivações e objetivos de vida, algo que o atendimento espiritual é útil.

Estando a pessoa mais reequilibrada, tendo superado a depressão aí eu acredito que entram as outras ferramentas de autoconhecimento, como por exemplo, constelação familiar, astrologia e outras, quando a pessoa consegue olhar para si mesma e refletir sobre alguns temas mais delicados sem tanto sofrimento. 

Tendo essa visão de modo mais amplo acredito que tanto médiuns como pacientes poderão entender que combater esses casos vai muito alem de realizar processos de desobsessão e que o trabalho é muito mais amplo, além de fundamentalmente depender do esforço pessoal da pessoa em se reerguer, esforço esse que vai ditar o tempo e eficácia de qualquer tratamento por melhor que ele seja."

Feitas essas considerações temos a definição do conceito de constelação familiar, inserida dentro da realidade espiritual (kármica) e psicológica assim como sua utilidade e aplicação dentro do processo de autoconhecimento e em quais situações ela pode ser mais adequada.

Para adquirir os livros que lancei:



7 de jul de 2017

A Espada de Miguel – Os Recentes Acontecimentos e o Futuro Próximo da Europa



No início de junho vivenciei uma experiência projetiva ligada ao continente europeu e que trouxeram informações que apesar de previsíveis, não são das melhores. Previsíveis pois sabemos que as facções umbralinas, diante do prazo diminuto para o ápice da Transição Planetária, não retrocederiam mesmo diante das últimas derrotas em solo europeu. Como previsto nos texto do blog, ações perpetradas pelas hostes trevosas tentaram viabilizar a eleição de Le Pen e estimular ainda mais a xenofobia, sobretudo na Inglaterra após a saída dos ingleses da zona do Euro. Tudo isso, como explicado em detalhes no livro “Armagedoom 2036” faz parte dos planos das sombras para estimular que os muçulmanos da Europa abracem a ideologia radical do Isis e para isso precisam estimular a xenofobia e governos mais voltados para essa ideologia, com o intuito de enfraquecer a União Européia e facilitar o crescimento de células radicais islâmicas em solo europeu. Exatamente por isso os recentes ataques, em especial próximos da eleição francesa. Tudo isso foi previsto e analisado nos textos a seguir:


A profecia sobre a eleição de Macron e sobre os atentados próximos as eleições:


Sobre a Inglaterra e os recentes atentados:


A vitória de Macron, a união do povo de Londres entorno do seu prefeito de origem muçulmana e do combate a xenofobia foi um duro golpe contra o plano das trevas. Mas uma reação dos trevosos era esperada e em momentos de pânico, as vésperas do grande exílio planetário de 2036, mesmo antigos magos das sombras que até poucas décadas lutavam entre si pelo poder cogitaram unir forças para enfrentar um inimigo maior e implacável: a grande limpeza e preparação para Era Nova que os emissários do Cristo (guardiões, equipes socorristas, técnicos em diversas áreas) vêm realizando dentro de um cronograma para menos de 20 anos, quando a Terra vivenciará o auge dos eventos da Transição.

Sobre essas alianças muito já foi revelado, tanto no livro “Armagedoom 2036” (de 2015) como no livro “Brasil: Ordem em Progresso” (de 2016) apontando a natureza de alguns dos principais grupos astrais que têm influenciado os encarnados, em especial no caso do Brasil o grupo que atuou entre os jacobinos na revolução francesa e depois entre os bolcheviques na revolução russa e que atualmente agiram sobre o partido dos trabalhadores e toda a estrutura política ligada ao marxismo que ganhou força a partir dos anos 80. Em ambos os livros é esclarecido que a verdadeira liderança por trás das investidas das sombras sobre a América do Sul (incluso Brasil) não está nem em Cuba e nem em magos negros da região astralina das Américas e muito menos no Foro de Sp, todos eles são apenas tentáculos que agem a mando de um poder central, localizado exatamente na Rússia, tanto a nível astral como físico.

Sobre algumas dessas alianças vale mencionar o texto a seguir antes de citar o trecho do livro “Brasil: Ordem em Progresso” entre as páginas 124 e 129:

– Esse projeto é de natureza transnacional, reúne diversos grupos em diversas colônias umbralinas do mundo com várias ramificações no mundo físico, ainda que prioritariamente as colônias e pontos mais poderosos desse projeto estejam nas regiões do território russo, em especial nas proximidades de Moscou.

Enquanto eu e os demais amigos espirituais observávamos o relato de Anik que era profunda conhecedora daquela região astralina, ela prosseguiu:

– Putin é uma das lideranças do projeto jacobinos, a mais forte entre os encarnados, projeto que está aliado temporariamente ao grupo do mago negro do califado que está na fronteira da Síria com o Iraque. Ainda que inimigos na questão da Síria, pois Putin apóia Assad enquanto o mago negro do califado está lutando contra Assad, ambos têm um interesse comum em aumentar o radicalismo entre ocidente e oriente, entre cristãos e muçulmanos: o mago negro russo porque a precipitação de um conflito de grandes proporções para os próximos meses atrapalharia o cronograma dos guardiões sobre a Rússia a partir de 2018, favorecendo os interesses do déspota russo e ocasionaria o aumento do preço do petróleo que tem sofrido há vários meses com o valor baixo do barril de petróleo, enquanto que o aumento da xenofobia e ataques sobre o mundo islâmico ajudaria no discurso de ódio dos radicais islâmicos contra o ocidente, favorecendo assim as intenções do "mago negro projetor" que comanda o grande grupo de radicais na Síria.

Inspirada a guardiã prosseguiu transmitindo um tom grave de preocupação diante daquele cenário:

– Os dois grupos, tanto as colônias astrais russas aliadas ao projeto jacobinos como o grupo ligado ao mago negro da Síria e que apóia a expansão do califado do grupo de radicais wahabittas do estado islâmico, desejam a mesma coisa: a escalada do terrorismo e a intensificação da xenofobia contra o mundo islâmico, buscando transmitir a idéia no Ocidente de que todos os muçulmanos seriam terroristas em potencial, uma grande falácia que visa exatamente permitir que o grupo radical atraia cada vez mais pessoas que moram na Europa e Estados Unidos para atentados terroristas, seja como "lobos solitários" seja como pequenas células ou milícias terroristas, com o objetivo de acirrar os ânimos, precipitar um conflito bélico de grandes proporções envolvendo Europa e Oriente Médio evitando que o cronograma dos guardiões de limpeza das zonas umbralinas do mundo seja realizado nos próximos 20 anos, em especial na região astral que é a base do projeto jacobinos (Rússia).

Ponderei alguns segundos diante daquelas informações e comentei junto aos três amigos espirituais:

– Há ainda um problema nascente que é o desejo do líder turco Erdogan exterminar a população curda da região como futuramente estabelecer uma aliança com o califado islâmico para reavivar o antigo império turco otomano, englobando territórios da Turquia, Síria e Iraque, criando uma “zona bélica” capaz de atrair outras nações de maioria muçulmana nas regiões geográficas próximas, reavivando antigos discursos de guerra religiosa, seja sobre a Europa como vingança das Cruzadas ou contra os israelenses pelos recentes confrontos nas últimas décadas.

 Com um olhar expressivo e preocupado Anik completou:

– Ainda que essa aliança militarizada de radicais islâmicos represente um grande perigo para as aspirações expansionistas de Putin na região, buscando reavivar o antigo império soviético, ao mesmo tempo ele sabe que na atual conjuntura política e econômica com o petróleo em valores baixos e a China avançando em alianças comerciais na região, somente um confronto bélico permitirá que a Rússia volte a se afirmar na região. Os dois grupos, jacobinos e do mago negro da Síria ligado aos radicais islâmicos, sabem que essa tática vai gerar uma guerra entre eles, no mundo físico e astral, mas ao mesmo tempo vai atrapalhar a ação dos guardiões na região, criando problemas que podem ficar muito sérios, caso lideranças de extrema direita, como é o caso do candidato republicano às eleições americanas chegue ao poder, pois o objetivo final é precipitar uma terceira guerra e atômica, comprometendo todo o cronograma programado para o processo de exílio planetário que a Terra vivenciará em duas décadas.

– Um cenário muito difícil, ainda que esperado – comentou Jeremias – pois sabíamos que as trevas em desespero diante do processo de higienização astral intensificariam as guerras e o caos diante do inevitável exílio, mantendo antigos padrões emocionais de ódio e rebeldia, não aceitando as leis do Cristo e o governo planetário do Grande Conselho."

Todas essas informações trazidas nos últimos anos, em especial sobre a previsão da queda do marxismo/bolivarianismo na América do Sul entre 2012 e 2017 trazida pelos guardiões de Miguel através das equipes de Anik e Jeremias (cronograma completo no livro “Brasil o Lírio das Américas” de 2014) explicam porque o cronograma dos guardiões que estão organizando o processo da Transição Planetária até o seu ápice em 2036 colocaram como principais áreas de atuações o Brasil e América do Sul/central entre 2012-2017 e a partir desse ponto um ostensivo trabalho sobre a Rússia (2018-2029) e Europa (2023-2029), pois a partir que a ação das milícias umbralinas (ligadas ao território russo em seu poder central) fossem neutralizadas no Brasil e América do Sul/central, o foco principal dessas milícias se voltaria para a Europa de forma mais intensa, através da união das milícias ligadas a Putin e o do Isis. Em virtude disso é que o cronograma apontou para cinco anos de ataques intensos nas zonas umbralinas do território russo tendo por objetivo enfraquecer essas forças trevosas (e ao mesmo tempo isso vai ajudar na própria situação da Europa) para que após esse período, entre 2023 e 2029 uma ação ostensiva conjunta aconteça na Europa e Rússia, deixando para os 7 anos finais antes do grande ápice das regiões que estarão mais diretamente envolvidas no Armagedon, leia-se Eua, China e Oriente Médio (tudo isso é detalhado nas três obras que escrevi e citei aqui).

Agora que sabemos como as coisas andam nos últimos anos e meses na Europa, com informações trazidas pelos guardiões e comprovadas pelos fatos (pois falaram sobre eventos futuros que ocorreram), vamos entender os mais recentes acontecimentos e o que as trevas andaram aprontando como contra ofensiva.

O que relatarei sobre a experiência projetiva ocorrida no início de junho está intimamente ligado aos eventos narrados no blog ao final de outubro de 2016 (ás vésperas da eleição americana) quando uma grande estrutura astralina unindo as zonas umbralinas controladas por Putin, pelo mago negro encarnado do Isis e as entradas astralinas no território americano que ficam no astral na contrapartida de torres, cassinos e hotéis pertencentes ao magnata americano Trump. Tudo isso está detalhado no texto a seguir a partir da imagem do Dr Estranho ao final do texto:


Em informação trazida entre as páginas 79 e 80 no livro “Armagedoom 2036” descobrimos qual o grupo de espíritos trevosos está apoiando o atual governo de Trump e por conseqüência está aliado, agora, ao grupo russo de Putin e ao grupo islâmico do mago negro do Isis, a verdadeira aliança “globalista” das trevas para destruir a União Européia:

"Segundo os arquivos akáshicos que pesquisamos, boa parte da nação do Nilo na sua esfera política e religiosa reencarnou em muitas oportunidades no seio político e religioso do Império Romano e mais recentemente nos últimos três séculos nos Estados Unidos, sendo que os mais radicais desse grupo de espíritos acompanharam alguns dos piores ditadores do Império Romano, defenderam ostensivamente a escravidão na época da Guerra da Secessão americana e mais recentemente as idéias de Hitler e da expansão bélica promovida pelo governo Bush"

Em um recente texto publicado no grupo expliquei porque o marxismo (extrema esquerda) e o nazismo (extrema direita) são faces da mesma moeda, inclusive quanto a própria criação do nazismo a partir do partido nacional socialista dos trabalhadores alemães, o que também explica o apoio de Putin (notório marxista da kgb) a uma candidata de extrema direita na França (Le Pen):

Marxismo e nazismo: as duas faces da mesma moeda:


Com esse longo preâmbulo temos todas as peças geopolíticas no tabuleiro umbralino mostrando a união de forças poderosas, com espíritos que atuaram recentemente na história européia (romanos, jacobinos, nazistas) e russa (bolcheviques e todo o movimento decorrente do marxismo) unidos para destruir a União Européia


UMA EXPERIÊNCIA PROJETIVA EM SOLO EUROPEU

Na companhia de Anik fui teletransportado através da vigorosa força mental da guardiã até que chegássemos em um local de aspecto peculiar: uma grande sala toda feita com pedras e com um teto bem alto. O local lembrava o aspecto lúgubre dos antigos castelos da civilização européia. Sem que ela pronunciasse uma única palavra, prosseguimos caminhando pelo local através de alguns corredores e escadarias até que chegamos a um recinto muito semelhante as estruturas atuais dos prédios e casas que vemos no dia a dia: um local com mesas e alguns computadores (notebooks) que alguns jovens, entre 18 e 30 anos utilizavam. Notei duas situações curiosas: a primeira delas é que Anik tinha se metamorfoseado em uma pequena criança de seus 9-10 anos que circulava de forma inocente pelo ambiente ainda que permanecesse mentalmente ligada a mim. A segunda situação peculiar é que os jovens falavam na sua maioria em inglês e alemão. Anik percebendo que eu não entendia o que estava acontecendo (ainda) pediu que eu me concentrasse e observasse com atenção o local.

Nas experiências projetivas é natural que muitas vezes, pela interferência do cérebro físico e do onirismo (quando a mente consciente tenta decodificar em imagens aquilo que o inconsciente está captando) algumas informações que são passadas antes da missão em si não sejam plenamente arquivadas. Eu sabia, naquele momento, que estava participando de alguma missão dos guardiões e como Anik havia utilizado um disfarce e o ambiente parecia muito tranqüilo, com jovens projetados naquele local, certamente no astral intermediário (na contrapartida física da superfície terrestre a nível vibratório) plasmando uma realidade muito semelhante àquela que existia no físico eu compreendi que aquela missão não era de ataque, mas tão somente de pesquisa, análise, verificação ou para utilizar um termo mais pomposo uma auscultação psicossométrica

Um jovem com aproximadamente vinte e poucos anos trajando uma calça jeans e um casaco percebendo que eu estava um pouco perdido no local começou a falar em inglês comigo, o que permitiu que o meu cérebro astral já familiarizado com o idioma pudesse compreender o que ele dizia:

– Muito bonito esse lugar não é mesmo? Muitos visitantes de várias partes do mundo interessados na história visitam essa região – comentou de forma amistosa

Enquanto sorri de forma simpática para o jovem que também estava projetado, observei que havia um pequena entrada na parede com uma escadaria que levaria a um andar superior. Comentei com o jovem:

– Para onde será que aquela escadaria leva? – apontei na direção da parede

– Não consigo enxergar, só vejo uma parede ali – respondeu o jovem certamente pensando que eu estava maluco. Ao olhar novamente para o mesmo local vi Anik (na forma de uma criança) correndo em frente aquela parede, distante de mim uns vinte metros e falando mentalmente comigo:

– Eles não conseguem enxergar José, essas entradas escondidas na fachada estão muito bem guardadas.

Em frente a parede Anik fez um sinal com os olhos na direção da entrada, pedindo mentalmente para que eu fosse naquela direção sem que fosse notado pelos demais jovens, entretidos com os aparelhos eletrônicos e conversas em pequenos grupos. Discretamente adentramos a pequena entrada, com pouco mais de um metro e meio de altura. Então uma sensação estranha e ao mesmo tempo peculiar tomou conta de mim: senti que estava novamente no mesmo castelo com várias escadas e armadilhas mentais que existe no astral da Rússia e comandado pelo mandatário russo, o mago negro Putin (maiores informações no livro “Armagedoom 2036” que narra essa missão)

– Que lugar é esse Anik? – perguntei um tanto inquieto enquanto a guardiã russa ainda plasmada na imagem de uma menina, captando meus pensamentos respondeu:

– Não estamos na Rússia, José. Estamos na Alemanha. Venha comigo, não temos muito tempo e eu preciso do seu ectoplasma e da sua lucidez para a espionagem que faremos nos próximos minutos – disse sorrindo e de forma segura

Subimos alguns lances de escada que era toda de pedra e cercada por paredes de perda, um ambiente bem escuro que era iluminado apenas por um pequeno facho de luz das mãos da guardiã, permitindo que eu enxergasse aquela estrutura sob uma suave penumbra. Apesar de o lugar parecer um tanto sinistro a curiosidade para saber o que iríamos espionar era maior.

Finalmente chegamos à um pequeno recinto, com não mais do que 50 metros quadrados. Percebi alguns armários e estantes, muitos livros, documentos, algumas estátuas que lembravam o império romano, uma imponente águia dourada na entrada (símbolo do grupo de espíritos que comandavam aquele local e que encarnavam há vários séculos na Terra). Anik abriu uma das gavetas e puxou algo que parecia ser um quadro emoldurado, quase do seu tamanho naquela forma infantil e abriu a estrutura em um dos seus dispositivos, mostrando que aquilo na verdade era um livro com algumas lâminas de vidro e dentro dessas lâminas vários documentos. Utilizando um pequeno dispositivo eletrônico a guardiã “fotografou” cada uma das lâminas e seu conteúdo. Sorrindo pra mim enquanto folheava o livro em forma de quadro ela disse:

– Veja: temos a prova definitiva que o antigo grupo 666 está ativo na Europa, unido a outros grupos perigosos com um objetivo muito claro: separar a Alemanha do resto da Europa e trazer novamente o terror da guerra para o solo europeu – disse com um olhar satisfeito ao cumprir a missão enquanto guardava aquele livro na gaveta

– Grupo “666”? – perguntei intrigado

– Os antigos egípcios, romanos, nazistas e principais influenciadores da ala mais bélica da atual política norte americana, um grupo de espíritos que jurou há milênios lealdade ao Sol das Trevas, o 666, o schawarze sonne e que construíram nesse prédio na época da grande guerra um portal das trevas que quando ativo ligava essa região diretamente à serpente primitiva, a líder do grupo mais perigoso de entidades trevosas do abismo.

Ao longe sons começaram a ecoar pela escada. Era chegado o momento de partirmos antes que os milicianos chegassem ao local. Após retornar ao corpo físico fui orientado por Anik a colher maiores informações e reler algumas das pesquisas que havia realizado anteriormente, pois dessa forma ela poderia transmitir maiores informações sobre o que estava acontecendo. Com as informações trazidas ao final da experiência projetiva descobri claramente o local que havia espionado: o castelo de Wewelsburg, no qual foi cravado na pedra o símbolo do Sol das Trevas, local que os nazistas esperavam erguer o reino de mil anos de poder sobre a Terra. Conhecia um pouco da história daquele lugar, mas a imagem de jovens naquele local não fazia sentido pra mim. Foi então ao pesquisar um pouco mais na internet e descobrir que parte do local era agora não apenas um museu, mas um “hostel” (albergue para jovens) que entendi a visão dos jovens no local.

A aliança daquele grupo extremista ao governo Trump, juntamente com o grupo do mago negro russo e com o mago negro da Síria e Iraque, unidos para destruir a zona do Euro, separar a Alemanha da Europa e eleger um governo de extrema direita em solo alemão era o plano traçado para os próximos meses e anos após as derrotas que as sombras enfrentaram na Inglaterra e na França recentemente.

Os dois grandes incêndios ocorridos em 13 e 18 de junho na Inglaterra e em Portugal como esclareceu Anik posteriormente enquanto eu realizava as pesquisas foram um recado claro das trevas para os demais grupos trevosos que atuam na Europa de que a guerra não havia acabado e que agora o Sol das Trevas (sol, calor, fogo) voltaria a plena atividade em solo europeu e pior ainda, com as sombras organizando atentados para motivar radicais (seja islâmicos ou da causa de extrema direita) não apenas a utilizaram armas e veículos contra civis, mas também incêndios

A idéia de reativar o antigo QG dos nazistas como ponto central de ação daquele grupo de espíritos trevosos na Europa estava sendo arquitetada a algum tempo pelas sombras. O castelo de Wewelsburg está localizado em uma região da Alemanha conhecida como Renânia do Norte-Vestfália e é exatamente nessa região que está a região de Colônia, Dortmund e Dusseldorf, que além de ficarem na região de fronteira com a Bélgica ainda faz uma espécie de vértice de um triângulo, um triângulo das trevas com Paris e Londres, também próximas. Curiosamente é em Colônia e Dortmund que recentemente tivemos os principais atentados em solo alemão.


As investigações realizadas pelo grupo de guardiões de Anik e Jeremias que descobriram os planos das trevas para as eleições francesas (apontando com dia exato quando aconteceriam os atentados) chegavam agora no coração do plano das trevas para implodir a Europa, mostrando que a ousadia das sombras estava longe de ter limites. Uma perigosa aliança envolvendo três grupos poderosos das trevas e poderosos mandatários políticos (Trump, Putin além dos partidos de extrema direita europeus) estava em ebulição e com um objetivo muito claro: destruir a zona do Euro e reacender os ideais nazistas, só que dessa vez elegendo todo o povo muçulmano como os “impuros”, tendo como claro objetivo fomentar o ódio da comunidade islâmica dentro da Europa e iniciar uma guerra dentro da própria Europa.

Muito de como isso vai progredir vai depender das escolhas dos habitantes da Europa: se alinhadas as ações escolhidas pela maioria do povo francês e inglês e atualmente na Alemanha, buscando uma saída que proporcione a integração de europeus e muçulmanos, combatendo o terrorismo e não o mundo islâmico ou se a saída escolhida será o discurso extremista e de xenofobia. Os desafios serão grandes e o foco da vez é a Alemanha.

A batalha estava apenas começando e a cada dia, com novas informações, ficava mais clara a necessidade da grande ofensiva que se iniciará a partir de 2018 contra o mago das trevas encarnado mais poderoso atualmente: Vladmir Putin.

O cronograma da Transição Planetária está definido e apesar das tentativas das sombras, nada vai impedir que em 2036 a espada de Miguel realize o grande expurgo.

Para finalizar o assunto aconselho dois textos longos e importantes para que o leitor descubra ou recorde (caso já esteja familiarizado com os temas do blog e livros) temas importantes sobre o assunto da Transição Planetária: geopolítica mundial do ponto de vista do trabalho que os guardiões vêm realizando o cronograma mundial dos guardiões até 2036, explicando porque 2036 como o auge dos eventos da Transição e porque em 2057 entraremos em uma Era Nova (Era de Luz, Regeneração), explicando porque não existem outras datas ou cronogramas ou “ficções” para a realidade dos eventos já planejada pelo próprio Jesus há quase dois mil anos: 
  
Quem já leu ou não leu e quiser um “resumão” sobre a situação da geopolítica brasileira e mundial aconselho a leitura do texto a seguir após a leitura deste post, pois o texto é bem grande:     

Resumão sobre geopolítica mundial e brasileira



A Espada de Miguel e o cronograma da Transição Planetária até 2036:




E sobre o Brasil, confirmando o que falei anteriormente:

Sim, Temer vai cair (procurem o texto na fanpage de final de dezembro de 2016 com a imagem de Saturno e sua foice)

Sim, Lula será preso

Sim, as investigações da Lava Jato continuam (ainda que a força tarefa tenha sido incorporada a outra unidade da PF por conta do corte de verbas feito pelo vampirão) e como disse anteriormente Cunha vai delatar sim e vem mais rojão para o vampirão e para a tchurma vermelha.

Não, Álvaro Dias não será eleito presidente do Brasil

Não, nenhum candidato da esquerda marxista será eleito presidente (Ciro, Marina, qualquer um do perda total, psol, pc do b e congêneres)

Sim, como disse nas obras que lancei o próximo presidente do Brasil não tem ligação com corrupção, vai combater duramente a corrupção, terá na busca da segurança e da manutenção da ordem a principal bandeira, vai dar seguimento ao faxinão que o Moro começou com a Lava Jato

Nada vai mudar o destino do Brasil e nem o cronograma da Transição Planetária, ambos planejados a muito tempo pelo sábio Rabi da Galiléia. Nada vai adiar o auge dos eventos de 2036, nem as trevas, nem achismos e nem ficções. 

Ah.... e não, não foi coincidência publicar esse texto em 7/7/2017. Entendedores entenderão.


5 de jun de 2017

Ação dos Guardiões no Mundo – Os Motivos dos Recentes Atentados na Inglaterra



Quem acompanha os textos que venho trazendo nos últimos três anos narrando as experiências projetivas tem visto em primeira mão todo o planejamento que as equipes de guardiões vem realizando nas questões da geopolítica mundial que envolvem a Transição Planetária, como por exemplo a queda do marxismo na América do Sul, do partido vermelho no Brasil, a previsão da derrota de Le Pen na França, os recentes atentados na França entre tantas outras informações, porque é somente trazendo informações de quem está planejando o que vai acontecer no cenário mundial (os guardiões que atuam a nível mundial) é que é possível atestar verdadeiro contato com os guardiões a nível mundial. Dentre esses recentes acontecimentos sobre a França há vasto material aqui:


A mesma prerrogativa vale para o acesso ao Akasha que é o arquivo com as memórias do Universo, tanto sobre o passado longínquo da Terra como a respeito do seu futuro, que para os seres que vivem em dimensões superiores já foi percebido como passado realizado:


É importante ressaltar esses dois pontos aprofundados nos links acima, pois tenho visto muitos médiuns e canalizadores falando de ações de frotas estelares, quadrante tal, quinta dimensão ou tão somente narrando bastidores de ações de supostos guardiões de alto gabarito (sem trazer nenhuma informação das ações e eventos futuros que essas entidades de alto gabarito organizam por atuarem nos destinos do planeta) ou tão somente falando do passado da humanidade ou de encarnações passadas de personalidades famosas sem comprovar acesso ao Akasha antevendo com clareza e detalhes eventos futuros. 

Eu pessoalmente sempre fico com o pé atrás quando alguém diz atuar com Ets ou guardiões que cuidem dos destinos do planeta mas nunca traz nenhuma informação sobre o que vai acontecer nas próximas semanas, meses ou anos (e assim não comprova ter acesso às informações que essas entidades transmitem) ou ainda que vê as encarnações passadas de todo mundo no Akasha mas nunca previu com clareza qualquer evento futuro através do Akasha (não podendo comprovar, portanto, que a própria pessoa ou seu mentor tem realmente acesso ao Akasha).

Mas enfim, sigamos em frente.... indo além de ficções sobre profecias e além de ficções  sobre o Akasha e tratando do que realmente está ocorrendo no mundo espiritual, a partir da constatação de informações proféticas comprovadas.


OS ATENTADOS NA INGLATERRA

Voltando ao tema principal desse post: Como foi mencionado anteriormente nas previsões a respeito da França havia um plano por parte das hostes trevosas de conseguir a eleição da candidata de extrema direita na França, Marine Le Pen, pois isso facilitaria ações e discursos de apoio à xenofobia em solo europeu e ao mesmo tempo enfraqueceria a união européia, pois um governo nesses moldes também estimularia a saída da zona do Euro.

Foi explicado amplamente no livro "Armagedoom 2036" que os movimentos migratórios vindos do Oriente Médio fugindo da guerra e de grupos extremistas (leia-se estado islâmico acampado em parte da Síria e Iraque como base geográfica) tinham por objetivo, segundo o mundo espiritual, facilitar o intercâmbio entre as culturas, permitindo que as modernas noções de Constituição e democracia, conquistadas na Europa após o Renascimento e o Iluminismo fossem gradualmente absorvidas pela parcela moderada do mundo islâmico (já que wahabitas e radicais correspondem a 50 milhões de muçulmanos em um universo de mais de 1 bilhão), o que já acontece há algum tempo nas gerações de muçulmanos que já vivem na Europa.


Alias é bom lembrar a falácia do discurso de extrema direita sobre invasão de terroristas junto a essa imigração, pois os terroristas constituem a minoria de refugiados e mesmo na Europa os países fazem uma triagem nos campos de entrada e fronteira antes de aceitar que um refugiado entre. Tanto Inglaterra como França receberam aos longos das décadas um grande número de imigrantes vindos do Oriente Médio e perfeitamente inseridos na cultura européia, como é o caso do próprio prefeito de Londres, de origem paquistanesa.

Após o fracasso que as milícias umbralinas obtiveram na eleição francesa com a derrota de Le Pen e a derrota de expandir o projeto de xenofobia na Europa ( o que a médio prazo atrairia os muçulmanos moderados ao discurso radical dos extremistas), pois a xenofobia aumentaria o sentimento de segregação dos imigrantes o que facilitaria que os extremistas atraíssem mais pessoas para a luta contra os europeus, após essa derrota as trevas viraram suas baterias para a única área européia na qual o projeto de desestabilização da zona do Euro conseguiu avançar: a Inglaterra.

A saída da zona do Euro, um governo mais alinhado com o discurso de Trump ( mais focado em atacar toda a religião islâmica e não apenas os radicais do estado islâmico) de apoio a xenofobia, tornaram a Inglaterra o principal ponto de ataque das milícias umbralinas que buscam nas últimas semanas com uma série de atentados por parte de extremistas/terroristas alinhados com o estado islâmico estimular o ódio da população inglesa em relação aos muçulmanos e imigrantes de origem árabe em solo inglês, pois as milícias umbralinas enxergam que o estimulo a xenofobia pode facilitar o aumento da adesão de imigrantes árabes ao radicalismo do estado islâmico, desestabilizando a partir da Inglaterra o resto da Europa com a meta de aumentar a xenofobia e hostilidades entre a Europa e Oriente Médio, precipitando conflitos na região e o enfraquecimento da Europa no cenário geopolítico e  o conseqüente fortalecimento de Putin, visto que a Europa tem proximidade e negócios com o Oriente Médio (a questão do gasoduto e oleoduto foi tratada nos dois primeiros textos do xadrez mundial no blog) e é uma aliada dos EUA.

Com as recentes vitórias dos guardiões na eleição da França e nas primeiras eleições legislativas da Alemanha (mantendo o governo Merkel), assim como a neutralização cada dia maior do governo Trump (que pouco tem conseguido cumprir das suas promessas de campanha), o principal foco das trevas para estimular o xenofobismo e ódios que desestabilizem a união Européia é exatamente a Inglaterra, por isso essa série de atentados em solo inglês, uma tentativa desesperada das trevas de precipitar a guerra antes do auge dos eventos da Transição Planetária na década de 30 quando as principais potências atômicas do mundo vivenciarão o conflito definitivo, mas sem a presença do mago negro russo e com um grande evento natural impedindo a conflagração atômica, tudo como prevista nas profecias de Jesus, Parravicini, Cayce e tantos outros para o ano de 2036, quando a Terra então começará a se preparar para entrar em um mundo de Regeneração após o grande exílio planetário (e é bom lembrar aos apressadinhos que não estudaram as profecias, de que ainda estamos em um mundo de provas e expiações, pois Era de Regeneração somente se iniciará em 2057, não começou nem em 2010, 2012, 2019 ou qualquer data anterior ao auge dos eventos proféticos. Antes de citar datas é bom estudar as profecias trazidas por Jesus e comprovar acesso ao futuro através do Akasha prevendo acontecimentos que se concretizem, senão fica complicado falar em profecia)

Como os guardiões e a Espiritualidade Superior planejam os acontecimentos com bastante antecedência para que o único cronograma mundial de eventos se cumpra, medidas de médio e longo prazo também são preparadas para lidar com as dificuldades que surgirão ao longo do tempo em virtude da natural tentativa das trevas em nublar o cronograma e a organização daquilo que foi planejado há séculos (e claramente exposto nas profecias de Jesus no Sermão Profético e Apocalipse, previsões que vem se realizando há séculos com exatidão e sem ficção, culminando com o auge dos eventos em 2036 como explico no link ao final desse texto).

Não é segredo que a cada dia mais pessoas tem vivenciado experiências projetivas e espirituais pelo mundo, assim como estudos como a Cabala, meditação e tantos outros que facilitam a percepção e o contato em algum grau com a vida espiritual tem se espalhado cada dia mais pelo mundo. Todo esse processo foi planejado para que acontecesse exatamente durante a Era da informação, com os atuais meios tecnológicos facilitadores dessa difusão (leia-se internet e celulares com computador a baixo custo). Aproveitando essa nova situação mundial a Espiritualidade Superior preparou para a Inglaterra uma forma de impulsionar o desenvolvimento de certos valores espirituais, inclusive para lidar com as dificuldades e conflitos dos próximos anos: o retorno da princesa do povo.

A PRINCESA DIANA



Quando Charlote Diana nasceu em 2015 (18 anos apos o desencarne da princesa Diana em Paris) fui informado pelos amigos espirituais que se tratava do retorno de Diana, mas preferi deixar a informação em "banho maria" pois acredito que não basta que eu como médium tenha bom acesso comprovado ao Akasha (ao prever varias coisas que acontecerão).

Era preciso, também, maiores subsídios para atestar que se tratava de informação fidedigna (por isso sempre fico com o pé atrás quando se fala em encarnação passada de alguém, sobretudo se o médium não tem comprovado acesso ao Akasha e não tem maiores embasamentos para concluir a afirmativa). Há poucos meses os subsídios chegaram e posso, finalmente atestar, após todo o processo de verificação e ceticismo que o assunto exige, atestar que Charlote Diana é realmente a princesa Diana reencarnada. 

Meses atrás informações sobre a pequena criança revelaram que ela afirmou após ver algumas poucas vezes o retrato de sua avó (no caso ela mesma) que sempre apontava dizendo que era ela ali na foto (lembranças espontâneas de encarnações pregressas são comuns até os 7 anos de idade e há amplos estudos sobre isso sobretudo na obra de Ian Stevenson que não era espírita), além de outras "coincidências" interessantes como por exemplo só se acalmar quando está irritada após ouvir uma  das músicas preferidas de Diana ou ainda a fixação pelo anel que sua mãe Kate usa e que era de Diana.

O retorno da princesa do povo e o carisma que cada vez mais ela apresentará a medida que for chegando a adolescência e idade adulta trarão para o povo a certeza da reencarnação daquela que foi a princesa mais querida para os ingleses, o que segundo o mundo espiritual permitirá uma abertura dentro da Inglaterra para a entrada de novos conhecimentos sobre a vida espiritual e a reencarnação.

Assim prossegue o combate dos guardiões contra os asseclas das sombras, contra a xenofobia e contra o radicalismo. Nas palavras inspiradas do prefeito de Londres, de origem paquistanesa durante uma celebração que uniu os moradores londrinos inclusive com membros da comunidade islâmica, a síntese do trabalho que vem sendo feito pelos Espíritos Superiores: "Nunca conseguirão dividir a nossa cidade"

As idéias de Trump e Le Pen ligadas à xenofobia, a tentar colocar todo muçulmano como um terrorista ou radical, assim como as idéias do marxismo (e seus congêneres bolivarianismo e petismo) de luta de classes, de ricos contra pobres, homens contra mulheres, tudo isso está com os dias contados. E quem apoiar esse tipo de idéia e seus patrocinadores (como por exemplo, “mentores” que defendem idéias marxistas), certamente não estará trabalhando junto com os guardiões a nível mundial.

Demais previsões cumpridas, o cronograma até 2036, as previsões sobre 2036 e a Era Nova em 2057 (clique no banner abaixo):



9 de mai de 2017

Profecias, Guardiões e a Eleição de Macron

Eleição Macri no Louvre

Sempre que acontece um acerto sobre as previsões dos cenários futuros dentro da geopolítica mundial é motivo de grande alegria e nesse final de semana tivemos mais um acerto aqui no blog: a derrota de Le Pen, prevista lá no início de 2016 e reiterada em diversos outros posts:

"A França entrará em julho de 2016 no arcano A Força (227 anos desde a revolução de 1789, totalizando a soma de 227 em 11, o arcano a força), apontando que tende a continuar valorizando os valores de liberdade e democracia diante do problema com o estado islâmico. O mundo por sua vez enxergará a França com o arcano O Sol, entre janeiro e julho de 2016, Julgamento entre julho e fim do ano e O Mundo entre janeiro e julho de 2017, apontando que o país deve se recuperar dos atentados, fortalecendo sua democracia e os valores ligados a liberdade através de um amadurecimento espiritual. É possível, inclusive, que até julho de 2017 o país receba a visita do pontífice católico e deixe de fortalecer as idéias de extrema direita do clã Le Pen." Publicado em janeiro de 2016 no post com as previsões


E também aqui: 



Mais do que acertar previsões sobre o futuro em grande quantidade e porcentagem esse espaço se propõe não apenas em antever eventos futuros, mas o mais importante: estudar os métodos que permitem essa análise dos eventos futuros e, sobretudo, entender como acontece o trabalho de planejamento dos guardiões nas suas ações de curto e médio prazo no grande cronograma da Transição Planetária.

Um relógio, mesmo parado, estará com a hora correta ao menos duas vezes ao dia. “Chutar” resultados sobre eventos futuros segue o mesmo princípio. Ocorre que quando uma previsão é feita com detalhes e se concretiza, atesta que não houve “chute”, mas sim um verdadeiro fenômeno de previsão e que ao somarmos vários desses fenômenos com alto grau de acerto temos alguém que realmente consegue enxergar em boa medida o futuro e verdadeiramente captar o planejamento dos eventos futuros por parte dos guardiões que atuam a nível mundial.

No caso da eleição francesa não apenas afirmei a mais de um ano que Le Pen não ganharia como narrei nos últimos meses todo o trabalho dos guardiões, dando inclusive as datas (janela de 50-60 dias) que um grande atentado estava sendo planejado para acontecer e assim tentar beneficiar a candidata e que os guardiões estavam trabalhando para diminuir os efeitos dessa tentativa das trevas, exatamente o que aconteceu:


O mesmo aconteceu na previsão da Copa e do futebol nas Olimpíadas, não apenas fui único dos videntes, profetas e astrólogos que acertou com exatidão os dois resultados como detalhei como isso aconteceria (quem quiser pesquisar, está no final do texto nas profecias cumpridas): falar que Alemanha ganharia ou o Brasil perderia na Copa ou que o Brasil ganharia ou perderia o ouro do futebol nas Olimpíadas qualquer um poderia “profetizar” ou “chutar”, mas ao acertar o resultado e detalhar na Copa que o Brasil sofreria um terrível baque algo que atingiria todos os lares e que a Alemanha ganharia se a Argentina perdesse Messi ou Di Maria na final (ele foi cortado minutos antes do jogo) e detalhar isso antes da Copa começar, atesta detalhamento que anula a possibilidade de “chute” e ao mesmo tempo confirma a veracidade do fenômeno, o mesmo acontecendo no ouro Olímpico do futebol ao prever um grande número 6 no quadro de medalhas (Brasil fechou o dia com 6 ouros, pratas e bronze) e falar no “menino Jesus” conduzindo o time a vitória (muitos pensaram que seria o jogador Gabriel Jesus, mas ao final do jogo Neymar que marcou dois gols na final surge com a faixa na cabeça 100% Jesus). Isso é comprovar verdadeiro acesso ao futuro.

É óbvio que os erros acontecem, isso é comum a qualquer vidente, astrólogo ou profeta que possui o dom, a habilidade de enxergar o futuro. O que atesta o dom é exatamente o alto grau de acertos e o detalhamento dos acertos. Mesmo nos erros se há um alto grau de detalhamento correto isso atesta que a visão ou compreensão não foi 100% correta e há vários fatores que interferem nisso.

Por exemplo: relatei em 2014 no livro “Brasil o Lírio das Américas” todo o cronograma dos guardiões para a Transição Planetária até 2036 (maiores detalhes também dentro do link com as profecias cumpridas ao final desse post) relatando a queda do marxismo e do governo vermelho até os idos de 2017 o que aconteceu no Brasil, Argentina e em boa parte da América do Sul e central como previsto no livro, ocorre que em locais com as famosas urnas smartmatic o processo da vontade popular foi influenciado pela manipulação: na eleição que elegeu Maduro e na recente eleição do Equador há fortes indícios de fraude, até por seguir o mesmo padrão (diferença de 1-2% com o candidato do governo perdendo em todas as pesquisas por 5 a 6 pontos).

Na eleição de Trump outro exemplo clássico: previ na época que Trump e Hillary seriam os candidatos dos partidos republicano e democrata, quando Trump era considerado um azarão e disputava voto a voto com Ben Carlson, enquanto que Hillary aparecia atrás de Sanders. Previ que haveria um atentado (Trump sofreu um entre junho e julho) e que ambos chegariam disputando uma eleição muito acirrada com vitória de Hillary (que teve 3 milhões a mais de votos e perdeu pela soma dos colégios eleitorais). Houve um erro na previsão? Certamente, mas levando em conta toda a previsão não tem como dizer que foi “chute”, mas sim uma decisão muito apertada a qual dentro das minhas limitações não consegui enxergar na totalidade, ainda que todo o caminho até essa decisão tenha sido descrito sem equívocos. Isso é profetizar.

E é nesse ponto que chegamos ao trabalho dos guardiões.

Muito médium e sensitivo tem medo de falar do futuro por “n” motivos, seja porque no meio Espírita isso é considerado antidoutrinário, seja porque realmente não consegue acessar o Akasha, seja porque tem receio de entrar em questões de ordem política e acabar se indispondo com parte do público que admira o seu trabalho: seja a petista marxista ou o amiguinho olavete pró Trump, seja porque todos esses fatores trancam qualquer capacidade de percepção mediúnica de receber informações sobre ações que as Esferas Superiores estão planejando a nível mundial.

Trump, Putin e Le Pen

Por isso eu valorizo a todos os astrólogos, profetas e videntes com alto grau de acerto, pois mesmo com alguns erros ao menos não tem medo de colocar a cara a tapa, assim como os estudiosos de profecias que se posicionam claramente estudando as profecias de forma séria para entender o cronograma real da Transição Planetária até o exílio planetário, sem ficções, mas com base na realidade, nas profecias daqueles que realmente atestaram que conseguem enxergar o futuro.

Exilio planetário, transição planetária, o auge dos eventos no dia do juízo, as ações dentro do âmbito político e social a nível mundial que são organizadas pelos guardiões a nível mundial, tudo isso segue um cronograma organizado com antecedência e previsto com 100% de acertos por profetas como Jesus no Sermão Profético e no Apocalipse. Portanto, ter contato verdadeiramente com as entidades que atuam nesse projeto a nível mundial é não apenas decodificar as profecias deixadas por Jesus, mas saber o que essas entidades estão planejando e realizando a médio e longo prazo.

Sempre soube que o custo de me posicionar claramente segundo o que os guardiões me ensinaram seria um custo alto. Lembro de uma palestra que realizei as vésperas da primeira eleição da governanta, quando o nove dedos surfava em uma popularidade de mais de 80%, quando falar em política fora da roda de inteligentinhos marxistas dos grêmios estudantis ou faculdades de humanas era um pecado mortal, mais ainda assim, depois de uma palestra espiritualista eu falei naquela época o terrível desastre que seria eleger aquela senhora e que os amigos espirituais estavam lutando para evitar que aquilo acontecesse pois traria um caminho difícil para o Brasil. O tempo, felizmente, mostrou que eu estava certo. Depois, no livro “Brasil o Lírio das Américas” de 2014 abordei ainda mais claramente qual o pensamento dos guardiões sobre a política mundial: nada de marxismo/socialismo/comunismo (tudo isso extrema esquerda) e nem extrema direita (ultranacionalistas), mas sim uma mescla entre os valores da centro esquerda (social democracia) e centro direita, no caso do Brasil sem qualquer vinculação com pt, psol, pc do b, pdt e outros partidos claramente identificados com os valores do marxismo, que apóiam governos de extrema esquerda como o venezuelano ou exaltam o “socialismo moreno” de Cuba.

É claro que alguns espíritas e espiritualistas inclusive alguns que dizem receber espíritos que quando encarnados eram identificados com o marxismo não gostaram de saber disso. A esses, certamente, a queda do petismo e do marxismo, profetizada e cumprida nesse blog foi dolorosa e inequívoca comprovação que estavam errados, pior ainda se preferem persistir no erro ainda.

Ao mesmo tempo, como um vulcão adormecido por muito tempo, a direita mais revoltada eclodiu de forma violenta com teorias xenofobas (o islã é o alvo preferido) e ultranacionalistas anti-globalização comprando briga até mesmo com os liberais e liberais conservatives. Eu também sabia que ao mostrar claramente que os guardiões discordavam em grande medida das idéias do Olavo causaria grandes atritos com leitores anti-pt e com alguns do meio espírita e espiritualista que compraram a idéia de que Trump e Le Pen seriam uma boa para o mundo (talvez adotassem tal discurso para não perderem os leitores antipetistas que conquistaram).

Quem realmente quiser trabalhar com os guardiões que verdadeiramente atuam a nível mundial não vai se eximir de abordar esses temas. O cronograma da Transição Planetária está acontecendo, desde 2014 bem diante dos nossos olhos, cumprindo o que foi profetizado, sem ficção ou fantasia, mas com base na realidade dos fatos e nas principais profecias dos profetas mais confiáveis do mundo, unânimes em apontar o auge dos eventos para 2036.

Trabalhar com os guardiões a nível mundial é saber que Putin é o mago negro mais perigoso encarnado na Terra atualmente e não um político “manipulado”


Trabalhar com os guardiões a nível mundial é saber do desastre da ideologia tanto de Trump como Le Pen, assim como do marxismo petista

Trabalhar com os guardiões a nível mundial é ter consciência das ações planejadas para os próximos anos até o auge dos eventos em 2036, informações trazidas por eles com antecedência e comprovadas desde 2014

Trabalhar com os guardiões a nível mundial é entender que o único cronograma mundial dos guardiões já foi trazido pelos principais profetas da humanidade como Jesus e Cayce, apontando o auge dos eventos da Transição para 2036

Além dos três textos do xadrez mundial e obviamente todo o material disponibilizado no livro “Brasil o Lírio das Américas’ e “Armagedoom 2036”, aconselho a leitura dos dois textos a seguir que explicam bem a proximidade da extrema esquerda e da extrema direita e como essas duas correntes de pensamento jamais terá o apoio dos guardiões:

Globalismo e Globalização: 


A união ideológica da extrema esquerda e da extrema direita:


Outro texto fundamental para entender o trabalho dos guardiões a nível mundial é esse aqui:


E por fim, ao clicar no banner abaixo o estudo completo sobre 2036-2057, a série de profecias cumpridas trazidas no blog e informações sobre como adquirir os livros:



O Estudo Astrológico da Eleição Francesa

A técnica que utilizarei no estudo a seguir é a mesma que utilizei no estudo das eleições brasileiras desde a redemocratização e das próximas em 2018, estudo que daqui algumas semanas trarei no blog em duas partes. Essa técnica explica porque Lula perdeu suas três primeiras eleições e depois se tornou favorito elegendo o partido vermelho em 4 oportunidades, assim como explica porque era impossível que Macron perdesse as eleições.

Espero que esse método, assim como o método de estudo dos arcanos maiores com base nas datas de independência dos países e não de seu “descobrimento” (ensinado em textos anteriores do blog) ambos ensinados pelo meu mestre espiritual, o homem da túnica azul Royal, como ferramentas facilitadoras do acesso ao Akasha e que tem mostrado grande grau de acerto nas previsões possam ser ferramentas úteis para aqueles que desejam estudar o futuro com base na Astrologia.

O método que utilizarei para esse estudo é bem simples: tem como base o estudo dos trânsitos astrológicos comparando o mapa natal dos candidatos á presidência com o mapa da Revolução Francesa e com o dia das eleições. O método de estudo dos trânsitos e sua importância no grande ciclo de 36 anos de Saturno foi estudado nesse post do blog:


Os Graus “Mágicos”

Mapa astrológico Revolução Francesa


Com base nos mapas da Revolução Francesa e no dia das eleições temos as posições fortes que devemos procurar nos mapas dos possíveis candidatos para analisar sua real chance de vitória (em especial Sol, Ascendente, Júpiter e Plutão além de Saturno no mapa dos candidatos, por termos adentrado no grande ciclo de 36 anos em 2017 e por ter sido durante um grande ciclo de Saturno que aconteceu a Revolução Francesa). As posições a serem consideradas no mapa da Revolução Francesa são as mesmas dos astros dos candidatos, acrescentando conjunções ou quando existir algum astro em domínio ou exaltação. Eis as posições:

(15º)16º (17º) de Libra - Ascendente
(21º)22º (23º) de Câncer - Sol
(17º)18º (19º) de Aquário - Plutão
(5º) 6º (7º) de Leão - Júpiter
(3º) 4º (5º) de Leão - Urano e Vênus em conjunção
(22º)23º (24º) de Peixes - Saturno

Esses 06 graus são os pontos mais importantes do mapa da Revolução Francesa. Dessa forma a conjunção com um desses graus em um mapa de um político é forte indicativo de chance de vitória (ou seja, um político ter Sol, Ascendente, Júpiter, Plutão ou Saturno em um desses seis graus). Consideramos um grau a mais ou a menos para a conjunção valorando esse aspecto em 2 pontos positivos

A partir dos seis graus acima, consideramos os trígonos e sextis que apesar de não tão fortes quanto a conjunção geram influência positiva considerando de forma decisiva os graus a seguir, considerando apenas o grau exato e valorando 1 ponto positivo:

22º e 23º de Escorpião
4º  6º 16º  18º de Sagitário
4º 6º 16º 18º de Gêmeos
16º de Aquário
4º 6º 18º de Libra
16º de Leão
22º e 23º de Touro
4º 6º 18º de Áries
23º de Capricórnio

São esses os graus mágicos que favorecem o sucesso político na França, considerando que o candidato tenha, principalmente, o Sol, Ascendente, Júpiter ou Plutão em algum desses graus (a partir das eleições de 2018, devido ao início do grande ciclo de Saturno em 2017, Saturno também será considerado).

Mapa astrológico eleição França


E por fim consideraremos como graus desfavoráveis as quadraturas e oposições ao planeta Saturno no mapa da Revolução Francesa que computarão 2 pontos negativo na contagem final para qualquer astro ou Ascendente do mapa:

23º de Virgem
23º de Sagitário
23º de Gêmeos

Além dessas posições o mapa do dia da eleição é analisado, considerando o grau que contenha:

Um planeta em domínio ou exaltado
Uma conjunção

Reparem que o dia da eleição tem um peso menor na análise do estudo exatamente porque é uma data marcada pelos próprios políticos, enquanto que o acontecimento especial (uma independência) depende de diversos fatores que envolvem de forma mais ampla toda a nação, esse é o segredo para que o estudo tenha eficácia

No dia da eleição tivemos, segundo o método, as seguintes posições relevantes:

(13º)14º (15º) de Peixes - Netuno em domínio
(24º)25º(26º) de Áries - Urano e Mercúrio em conjunção
(13º)14º e 15º (16º) de Libra - Júpiter e Lua em conjunção

Consideraremos apenas as conjunções com uma diferença de um grau para mais ou para menos, valorando 2 pontos positivos

E por fim consideraremos as quadraturas e oposição em relação ao Saturno do dia da eleição (no grau exato), valorando 2 pontos negativos para qualquer astro ou Ascendente em um dos seguintes graus:

27ºde Virgem
27º de Peixes
27º de Gêmeos


Dispondo desses graus podemos analisar os mapas de Macron e Le Pen

Mapa astral Emanuel Macron


Temos no mapa de Macron:

Ascendente: 29º de Capricórnio
Sol: 29º de Sagitário
Júpiter: 1º de Câncer
Plutão: 16º de Libra
Saturno: 0º de Virgem (em conjunção com Régulus na casa 07 é uma posição dignificante clássica dos reis e grandes mandatários)
Lua 14º de Touro
Marte 11º de Leão
Urano 15º de Escorpião
Netuno 16º de Sagitário
Vênus 22º de Sagitário
Mercúrio 0º de Capricórnio

Mapa astral Marine Le Pen


Temos no mapa de Le Pen:

Ascendente: 15º de Libra
Sol: 13º de Leão
Júpiter: 9º de Virgem
Plutão: 21º de Virgem
Saturno: 25º de Áries
Lua  2º de Capricórnio
Marte 0º de Leão
Urano 27º de Virgem
Netuno 24º de Escorpião
Vênus 26º de Leão
Mercúrio 11º de Leão

Comparando os 11 graus de cada um dos candidatos com os graus relativos aos mapas da Revolução Francesa e do dia da eleição, Macron soma 5 pontos positivos e nenhum negativo, enquanto Le Pen soma 6 pontos negativos e 2 negativos, ficando portanto com 4 pontos positivos. Com base nesse método já seria possível apontar uma vitória de Macron literalmente por uma margem de 56% a 44%

Se olhássemos de forma ainda mais detalhada para o mapa do dia da eleição constataríamos ainda que o mapa estava em acordo com um discurso mais equilibrado, diplomático e contrário à posições extremistas o que explica a vitória ainda mais dilatada de Macron por 66% a 34% dos votos:

Júpiter em conjunção com a Lua na casa 11 e em Libra faz um trígono com Marte em Gêmeos na casa 08 expande o sentimento (conjunção) de lutar por uma idéia (Marte em Gêmeos) através de um tema polêmico (casa 08, zona do euro e questão islâmica), um sentimento canalizado para a justiça, associação, um ideal humanitário (pois a Lua está em Libra na casa 11). Esse aspecto, o mais forte no dia da eleição, denota que seria inviável a vitória da idéia pregada por Le Pen de separatismo da zona do Euro e xenofobia em relação aos muçulmanos. Libra na casa 11 em aspecto harmônico com a casa 08 fortalece a diplomacia e enfraquece qualquer idéia de radicalismo ou ruptura, o que por si só já seria um ponto bem negativo para o discurso de Le Pen

Outro ponto interessante é que o ponto mais alto do mapa é o caput draconis (a missão de vida) quando se encerrou a votação no dia da eleição e estava exatamente na mesma posição do Saturno (regente do Ascendente) de Macron, sua posição mais dignificante do seu mapa natal, mais ainda no início do grande ciclo de Saturno. Virgem na décima casa valoriza a segurança, alguém já habilitado as rotinas do poder institucional, exatamente o caso de Macron, um ex banqueiro e ex ministro do governo francês, diferentemente de Le Pen sem apoio político relevante dentro da França.

Essas duas posições confirmam definitivamente a vitória de Macron com base nos mapas dos candidatos, o mapa da Revolução Francesa e o mapa do dia da eleição. Seria impossível, do ponto de vista astrológico, a vitória de Le Pen.